FlatOut!
Image default
Lançamentos

Novo Ford Fusion 2017: mais potente, mais equipado – e com mira apontada para o Civic turbo


A Ford está lançando nesta terça-feira (20) a linha 2017 do Fusion, que ganhou um discreto facelift, uma nova lista de equipamentos e um ligeiro aumento de potência no motor EcoBoost, além de uma nova versão intermediária que está apontada diretamente para as versões premium dos sedãs médios, em especial o Honda Civic Touring.

novo-fusion-2017-25

As mudanças são extremamente sutis e discretas: os faróis ganharam um novo formato e a grade principal foi ligeiramente remodelada, bem como a parte-inferior dos para-choques e os farois de neblina.

novo-fusion-2017-2

Na traseira as mudanças foram ainda mais discretas, resumindo-se a um novo conjunto de lanternas unidas por um filete cromado — uma solução muito semelhante à usada pela geração passada dos modelos Jaguar. A menos que você tenha um Fusion ou seja designer da Ford, é preciso ver os dois modelos lado a lado para perceber o que mudou.

1249172245267 novo-fusion-2017-16

O modelo 2016 e o novo 2017

Por dentro tudo continua praticamente igual, exceto pela alavanca de câmbio, que foi substituída por um seletor giratório semelhante ao dos modelos Jaguar Land Rover. Outra novidade ainda mais discreta é a central multimídia Sync 3, compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

novo-fusion-interior-2017-14 novo-fusion-interior-2017-2

Sob o capô o Fusion continua com duas opções de motorização, o 2.5 Flex de 173 cv e 24,1 mkgf, que será oferecido apenas na versão de entrada SE, e o 2.0 EcoBoost, que foi atualizado e ganhou 14 cv, chegando agora a 248 cv e 38 mkgf, e irá equipar as demais versões.

novo-fusion-2017-24

Uma destas versões é a principal novidade do Fusion 2017: a nova 2.0 EcoBoost SEL. Equipada com o motor turbo — até então exclusivo das versões Titanium — ela será posicionada logo acima da versão SE de entrada e custará R$ 125.500, não por acaso apenas R$ 600 reais mais cara que o Honda Civic Touring equipado com o novo motor 1.5 turbo de 173 cv, e R$ 4.000 acima da versão SE. A intenção da Ford é clara: tentar aumentar ainda mais sua liderança no segmento trazendo o 2.0 EcoBoost SEL como uma opção real ao Civic e demais sedãs médios premium como o Volkswagem Jetta Highline 2.0 TSI e até ao Audi A3 Sedan Ambition.

novo-fusion-2017-5 novo-fusion-2017-4

Em sua versão básica, 2.5 Flex SE, de R$ 121.500, o Fusion vem equipado com oito airbags, cintos traseiros infláveis,  controles de tração e estabilidade, chave presencial com abertura e partida “keyless”, grade dianteira ativa (as aletas se abrem ou fecham de acordo com a demanda por arrefecimento ou melhor aerodinâmica), faróis com luzes diurnas de LED, rodas de 18 polegadas, monitoramento de pressão dos pneus e multimídia Sync 3 com 11 alto-falantes.

A versão 2.0 EcoBoost SEL, de R$ 125.500, acrescenta sistema start-stop, partida remota e rodas de liga leve de 18 polegadas com desenho exclusivo da versão. O teto solar é opcional e custa R$ 4.000.

Em seguida vem a versão 2.0 EcoBoost Titanium FWD, de R$ 138.000, que acrescenta faróis de LED, rodas de 18 polegadas com desenho exclusivo da versão, sistema de áudio Sony com 12 alto-falantes para a centram Sync 3, monitoramento de ponto cego, monitoramento de mudança involuntária de faixa, farol alto automático, ajustes elétricos para o banco do passageiro, sensor de chuva, iluminação ambiente com personalização, spoiler traseiro e bancos dianteiros com aquecimento e resfriamento. O teto solar também é um opcional de R$ 4.000.

novo-fusion-interior-2017-3 novo-fusion-interior-2017-19

Por último, no topo da linha, está a versão 2.0 EcoBoost Titanium AWD, de R$ 154.500, que traz tração integral, cruise control adaptativo, alerta de colisão com frenagem autônoma, detecção de pedestres, sistema estacionamento autônomo de segunda geração e teto solar.

 

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora