A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Onix fica mais caro, Range Rover Velar SVAutobiography por R$ 565.000, o novo Bronco e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Chevrolet aumenta preços do Onix e Onix Plus

A Chevrolet anunciou nesta última segunda-feira (9) um aumento nos preços da linha Onix — incluindo a geração anterior, que ocupa a posição de entrada. Com o ajuste dos preços, as versões ficaram entre R$ 760 e R$ 2.780 mais caras e nenhuma delas custa menos de R$ 50.000.

O modelo de entrada, o Onix Joy (ou só Joy como a Chevrolet chama) subiu R$ 2.560 e agora parte de R$ 50.150 e pode chegar aos R$ 50.890 com o pacote opcional Black, que pinta de preto as calotas, a grade, a gravatinha da Chevrolet e adiciona apliques pretos no volante. O Onix Joy Plus (o antigo Prisma) foi quem teve o maior reajuste, passando a custar R$ 53.950 — R$ 2.860 mais caro — e pode chegar aos R$ 54.690 com as pinturas pretas da GM.

O aumento nos preços do Joy o colocam muito próximo do novo Onix, que agora parte de R$ 50.990 na versão MT — ou seja: apenas R$ 840 mais caro que o Joy básico e R$ 100 mais caro que o Joy com o pacote Black. Fora o fato de ter o novo motor 1.0 de três cilindros e 78/82 cv, ele também tem uma lista de equipamentos mais generosa, com seis airbags, controles de tração e estabilidade, monitoramento de pressão dos pneus, volante multifuncional entre outros itens de conforto e conveniência, de forma que não faz sentido algum comprar o Onix Joy.

A Chevrolet sabe disso. Segundo a fabricante, o aumento dos preços do Joy se deve ao fato de o carro ser a oferta para frotistas, que têm descontos na compra em grande volume. Mesmo com o aumento, o Onix MT ainda tem uma boa relação custo/benefício comparado aos rivais.

 

A versão de topo, Premier, teve reajustes mais moderados: o hatchback ficou R$ 800 mais caro e o sedã R$ 1.000 mais caro. Eles agora partem de R$ 72.590 e R$ 76.050, respectivamente. Com todos os opcionais, o Onix Premier chega aos R$ 75.650 e o Onix Plus Premier vai aos R$ 79.090. (Leo Contesini)

 

Range Rover Velar SVAutobiography é lançado no Brasil por R$ 565.000

A Land Rover iniciou as vendas da versão de topo do seu Range Rover Velar no Brasil. O modelo SVAutobiography acaba de ser lançado por aqui a módicos R$ 565.000.

É o que se paga para chegar aos 100 km/h em 4,5 segundos e aos 275 km/h neste SUV com cara de concept car e equipado com o V8 supercharged de cinco litros e 550 cv usado nos demais modelos SVAutobiography da Land Rover e nos SVR da Jaguar. O câmbio, claro, é automático de oito marchas, e conectado às quatro rodas, mas o pessoal da SVO fez uma programação esperta que permite transferir até 100% da força para o eixo traseiro.

Além disso, a suspensão ganhou novos amortecedores, novas molas e barras estabilizadoras mais espessas para controlar a rolagem — que não é das maiores mesmo no Velar P300 que avaliamos em 2019.

Diferentemente dos rivais AMG, RS e M Sport, a linha Autobiography da Land Rover concilia esportividade por fora e luxuosidade por dentro, então além do visual abrutalhado, por dentro o modelo traz amenidades como couro Windsor, massageadores, ar-condicionado com três zonas, acabamento em fibra de carbono, pedalarias de alumínio e soleiras iluminadas. (Leo Contesini)

 

Chevrolet já avisa que não vai participar do Salão do Automóvel de 2021

Depois da debandada das fabricantes que levou ao cancelamento do Salão do Automóvel em 2020, a organizadora Reed Exhibitions reuniu-se com representantes da Anfavea e decidiram adiar o evento para 2021, ainda sem data confirmada.

A ideia era dar um respiro às fabricantes, aguardando condições mais favoráveis, a fim de atraí-las de volta para o Salão. Mas o panorama já não parece muito bom: a Chevrolet confirmou ontem (9) que não vai estar no Salão de 2021.

Em sua declaração oficial, a Chevrolet diz que “não investirá em eventos analógicos”, preferindo gastar seu dinheiro com eventos personalizados, que custam menos e geram mais engajamento. Considerando que a Chevrolet esteve entre as primeiras fabricantes a confirmar sua ausência em 2020, não é de se estranhar tanto assim que eles já tenham se antecipado em fazer o mesmo para 2021. Pelo visto, esta história ainda vai dar pano para a manga. (Dalmo Hernandes)

 

Ford Bronco e Bronco Sport dão as caras sem camuflagem

Embora o Ford Bronco não seja um modelo muito tradicional no Brasil, nos Estados Unidos ele tem status de lenda, e a Ford decidiu trazê-lo de volta – por lá, ele é um dos modelos mais aguardados dos últimos anos, diga-se. O jipe, criado para brigar com o Land Rover Defender, o Jeep Wrangler e outros utilitários old school, será revelado oficialmente neste mês. Mas já vazaram fotos dele e de sua versão menor, o Bronco Sport (também conhecido como “baby Bronco”), na Internet.

O Bronco apareceu em sua versão de quatro portas, teto de lona e pintura na cor prata. Vê-se uma grade preta, faróis circulares com LEDs (incluindo uma linha horizontal no meio, dando continuidade ao letreiro “BRONCO” entre os faróis), pneus off-road e rodas com bead locks. Também nota-se a tampa traseira com abertura horizontal. Embora a foto tenha sido vazada por uma conta no Instagram chamada “The Raptor Connection”, ela parece real, com o carro no chão da fábrica.

Curiosamente, o Bronco Sport vazou horas antes. O SUV feito sobre o Ford Escape teve fotos publicadas em um fórum de fãs do modelo, e pode ser visto com mais detalhes. A dianteira lembra bastante o Bronco maior, mas as formas gerais do modelo são ligeiramente mais arredondadas. E a suspensão é mais alta do que no Escape, ainda que o Bronco Sport tenha claramente uma pegada mais urbana que o Bronco.

É bem provável que o Bronco Sport utilize os mesmos motores que o Escape, incluindo os motores 1.5 de três cilindros e 2.0 de quatro cilindros, ambos com turbocompressor. E a Ford já confirmou uma versão híbrida. O “baby Bronco” será revelado em abril, semanas depois do Bronco maior. (Dalmo Hernandes)

 

Ruf SCR ganha versão de série

A Ruf divulgou em sua página no Facebook as primeiras imagens da versão de produção do SCR, sua releitura hi-tech do Porsche 911 clássico – e, meus amigos, que carro. Nós aqui no QG do FlatOut já estamos contando as moedas para encomendar os nossos, um para cada membro da equipe, cada um de uma cor. E o meu vai ser vermelho. Eu acho.

Falando sério: a Ruf não tem a fama que tem à toa – eles já fazem carros incríveis usando como base o monobloco do Porsche 911, mas com o SCR as coisas chegaram a um novo nível. Como já falamos em março de 2018, quando o carro foi apresentado no Salão de Genebra, o Ruf SCR é feito sobre um monobloco de fibra de carbono que emula as formas do Porsche 911 964, porém é muito mais leve e resistente – e é um carro novo, fabricado do zero, com tecnologia moderna e estética atualizada – como vidros rentes à carroceria, faróis e lanternas de LED e maçanetas embutidas nas portas, que saltam na hora de abrir. O interior também imita as formas do 911, mas com acabamento mais requintado – embora o painel com instrumentos analógicos permaneça, dando um charme especial à cabine.

O motor é outra covardia: um flat-six naturalmente aspirado, aircooled, de quatro litros e 510 cv a 8.270 rpm, além de 47,9 mkgf de torque a 5.760 rpm, acoplado a uma caixa manual de seis marchas. A tração é traseira, evidentemente, com diferencial de deslizamento limitado. É o suficiente para levar o carro de 1.250 kg aos 320 km/h.

Enfim, mais uma evidência de que o futuro dos esportivos pode estar nas mãos das pequenas fabricantes. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

O primeiro Shelby Cobra está à venda, BMW X1 nacional começa a ser exportado para os EUA, Lewis Hamilton quer desenvolver seu próprio Mercedes-AMG e mais!

Leonardo Contesini

Honda Civic VTi EK B16 Turbo: mais de 300 cv nas rodas na noite de São Paulo | FlatOut Midnight

Juliano Barata

Um raríssimo Citroën BX GTI 16S com apenas 18.000 km rodados à venda no Brasil

Dalmo Hernandes