A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os motores quatro cilindros da Porsche, os carros mais vendidos em maio, um novo McLaren e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Nova linha de motores quatro-cilindros da Porsche pode ter versões de 1.6 a 2.5 litros

Unknown

Não é de hoje que circulam os boatos de que a Porsche pretende usar uma família de motores boxer de quatro cilindros futuramente. As notícias mais recentes indicam que deverá haver três variantes do motor —  1.6, 2.0 e 2.5. A apuração é da revista Car, da Inglaterra, que teve acesso às especificações do projeto.

Segundo a publicação, as versões 2.0 e 2.5 serão aplicadas ao Boxster e ao Cayman, enquanto a menor, 1.6 de 210 cv será destinada ao novo modelo de entrada, quando ele receber o sinal verde para a produção. Todos os três motores usarão turbo e injeção direta — o 2.0 terá 286 cv e 40,7 mkgf e o 2.5 360 cv e 47,9 mkgf — e os dois maiores possivelmente terão componentes compartilhados com os flat-6 do Cayman. Contudo, apesar do relato detalhado da revista Car, a Porsche ainda não confirmou os motores, e não comenta especulações sobre futuros produtos. 

 

Os carros mais vendidos no Brasil em maio

Captura-de-Tela-2014-05-05-às-10.48.27-620x380

Depois da troca de posições no começo do ano, o Gol manteve sua liderança do mercado no mês de maio. A vantagem contudo, é apertada: com 15.185 unidades o Volkswagen é seguido de perto pelo Fiat Palio, que vendeu 14.910 unidades de suas duas gerações oferecidas atualmente. Em terceiro lugar está a picape Fiat Strada com 12.610 unidades vendidas, seguida pelo Chevrolet Onix, que teve uma queda de vendas e fechou o mês com 11.696 unidades, e pelo Ford Fiesta, que somou as versões sedã e hatch das duas gerações para chegar a 10.976 unidades na quinta posição. O top 10 é completado por Renault Sandero (9.901), Hyundai HB20 (9.756), Fiat Siena (8.980), Volkswagen Fox (8.013) e Fiat Uno (7.873).

 

McLaren P13 terá três versões de carroceria

FlatOut 2014-06-03 às 10.27.53

Como se sabe, a McLaren está preparando um novo modelo de entrada, que será posicionado abaixo do 650S. Agora, as notícias mais recentes indicam que ele terá três variações de carroceria — duas delas já conhecidas: cupê e conversível. A terceira deverá ser uma versão GT, que terá mais espaço para bagagem, permitindo viagens longas como todo grã-turismo. A apuração é da edição americana da Car and Driver, que também publicou esta renderização especulativa acima.

16625590501804740963

Pouco se sabe sobre o modelo, mas ele deverá ser a versão mais popular do P13 e será mais parecido com o E-Type do que o atual Jaguar F-Type. O P13 seguirá a receita do 650S, com monocoque de fibra de carbono, e o V8 de 3,8 litros da fabricante, calibrado para produzir entre 450 cv e 500 cv. O lançamento será em 2015.

 

Jeep Renegade brasileiro terá motor diesel

 

FlatOut 2014-06-03 às 10.30.38

Como você sabe, a legislação atrasada do Brasil proíbe a comercialização de veículos de passeio movidos a diesel, permitindo o uso do óleo combustível apenas para modelos com tração 4×4 com marcha reduzida ou com capacidade de carga superior a 1.200 kg.

Contudo, a Jeep pretende manter seu DNA offroader mesmo no crossover Renegade, que será fabricado no Brasil a partir de 2015, e, segundo a revista Autoesporte, graças ao seu sistema de tração integral com reduzida, o modelo poderá usar motor diesel. O motor será o 2.0 Multijet II, que tem versões de 140 cv e 170 cv com até 35,7 mkgf de torque. Com o motor diesel, o crossover pode passar dos 90 mil reais.

 

Aumento de peso do Mustang era mera especulação de preparadora

pzfyds6u2ukqnp7jlka1

A preparadora que publicou a notícia de que a nova geração do Mustang era cerca de 140 kg mais pesada que a anterior não passou de uma especulação infundada. Tudo começou quando a empresa, chamada Steeda, publicou no Mustangs Daily uma informação que a Ford “ainda não tinha divulgado publicamente” (talvez porque não fosse verdade): o novo Mustang ganhou entre 90 e 140 kg.

Junto com a mensagem, a empresa deu a entender que estava trabalhando em componentes para a próxima geração do muscle car, e publicou uma foto de uma equipe trabalhando em um modelo. Porém, mais tarde a publicação foi alterada, e a nova mensagem dizia que “baseado em sua experiência com suspensões independentes” a empresa estimou um aumento de até 140 kg — ignorando o fato de que vários carros vêm reduzindo seu peso nas novas gerações, dentre os quais a F-150, que perdeu 320 kg na nova geração, que é um dos modelos preparados pela Steeda. O verdadeiro peso do novo Mustang ainda não foi divulgado pela Ford.

 

Matérias relacionadas

Novo Porsche 911 GT3 chega com recorde em Nürburgring, McLaren Artura é apresentado, o fim da divisão SRT e mais

Dalmo Hernandes

Kombi Last Edition rende processo (e derrota) para a Volkswagen, hipercarro da Mercedes-AMG usará motor da F1, BMW terá sistema de injeção de água e mais!

Leonardo Contesini

Bolsonaro irá vetar alterações no Código de Trânsito, Shelby GT350 ganha série Heritage Edition, Mini JCW pode ser eletrificado e mais!