FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Para o alto e avante: acelere com esta bela seleção de vídeos de hillclimb


Por alguma razão, um carro que acelera até o limite subindo uma ladeira parece ainda mais rápido do que se estivesse em uma superfície plana. Talvez isto ajude a explicar porque as provas de subida de montanha (ou hillclimb) têm tanto apelo aos entusiastas – embora o fato de boa parte destas competições acontecer em estradas sinuosas, cheias de curvas rápidas e desafiadoras, certamente ajude. Sem contar o fato de que, muitas vezes, qualquer pequeno erro é seguido de um carro rolando montanha abaixo…

Em vez de tentar explicar o motivo, por que não aproveitamos para curtir alguns dos melhores vídeos de subidas de montanha que encontramos por aí? Aperte o cinto, dê o play e venha com a gente.

 

As provas de subidas de montanha da Polônia

Quando se pensa em países com automobilismo de qualidade, normalmente imaginamos o Reino Unido, a Itália, a Alemanha, a Finlândia… Por outro lado, a Polônia não costuma ser uma referência no quesito. O que é uma tremenda injustiça, a julgar pelo nível do Górskie Samochodowe Mistrzostwa Polski, ou “Campeonato Polonês de Subida de Montanha” (nome mais direto impossível, não)? Só há duas explicações possíveis para tamanha insanidade, com pilotos constantemente passando a milímetros de um desastre com carros de 600, 700, 800 cv: ou eles são loucos (alguém falou Robert Kubica?), ou simplesmente não sabem como andar devagar. De qualquer forma, assista que você vai entender.

 

Um monoposto com motor de moto atingindo o hiperespaço

O que você faz quando te colocam no comando de um monoposto com motor de Suzuki Hayabusa (um quatro-cilindros de 1,3 litro) e você, por acaso, sabe exatamente como dominar uma máquina dessas? Bem, o piloto Jos Goodyear se viu exatamente nesta situação, e aproveitou para quebrar um recorde da subida de montanha em Duane, na Escócia. E ele só precisou de 35 segundos para isto – e ainda conseguiu enganar nossos olhos no processo, nos fazendo acreditar que o vídeo foi acelerado. Não foi.

 

Motorhead Hillclimb

Os caras da revista japonesa Motorhead (melhor nome, impossível) sabem quem chamar para fazer vídeos bacanas. Este, que documenta a primeira edição do evento Motorhead Hillclimb (caso você não tenha sacado, é um evento de subida de montanha promovido pela revista), feito pela Maiham Media, é uma bela prova disso: uma das estradas sinuosas mais famosas do Japão, a Hakone Turnpike, foi fechada para receber alguns dos melhores pilotos do Japão em uma seleção de carros que vai de Nissan GT-R preparado para drifts a um Ford GT40 clássico. Precisa de mais motivos para assistir? Nós, definitivamente não.

 

O recorde de Sébastien Loeb em Pikes Peak

Em 2013, Sébastien Loeb decidiu que nove títulos no WRC não eram suficientes e partiu para entrar para a história mais uma vez: ao volante do Peugeot 208 T16 – um monstro com motor V6 biturbo de 3,2 litros e 887 cv que pesa 875 kg (ou seja, 0,98 kg/cv!) – ele se tornou o piloto mais rápido na categoria Unlimited na subida de montanha de Pikes Peak, no Colorado. Ainda que, desde 2011, todos os 20 km do trecho sejam asfaltados (antes, era uma superfície mista), sem dúvida é um feito impressionante – que ainda não foi superado.

 

Um Evo dualcharged de 800 cv na Suíça

Talvez você não saiba mas, na Suíça, o automobilismo foi banido em 1955 por causa dos desastre que aconteceu nas 24 Horas de Le Mans naquele ano (veja mais neste post).

Acontece que há uma exceção a esta proibição: as provas de subida de montanha, que não têm contato entre os carros. E foi por isso que este Mitsubishi Lancer Evo dualcharged (com turbo e compressor mecânico) de 800 cv pode demonstrar toda sua insanidade neste vídeo. O zunido do compressor é atordoante, os estalos do escapamento nas reduções são sensacionais e a velocidade é assustadora: 0 a 100 km/h em 2,3 segundos e máxima superior a 300 km/h.

 

“O Fiat X1/9 mais rápido da Itália”

O carrinho azul no vídeo acima não tem este apelido à toa. Ele pertence ao piloto Vincenzo Manganiello, que compete em provas regionais de slalom na Itália, e é equipado com um motor de Suzuki GSX-R 1000. É fácil entender porque este tipo de competição é tão popular na Itália: carros pequenos e ágeis subindo montanhas e desviando de obstáculos a uma velocidade impressionante, com o barulhento ronco de um motor girando a mais de 10.000 rpm como trilha sonora? Estamos dentro!

 

Mad Mike e seu Mazda RX-7 dançando no Leadfoot Festival

“Mad” Mike Whidett é um piloto neozelandês que usa um Mazda RX-7 com motor Wankel de quatro rotores preparado para render 540 cv em virtualmente todos os eventos de subida de montanha e drift do País. Este é seu vídeo mais recente, e mostra porque seu apelido é “Mad” Mike: enquanto a maioria dos pilotos encararia uma pista como esta – uma subida de montanha particular no rancho Leadfoot (que não por acaso significa “Pé de Chumbo”) – de forma precisa, calculando cuidadosamente o traçado, Mike prefere a abordagem drifter. O resultado é memorável.

 

É assim que se usa um Mercedes-Benz 190E com motor de Fórmula 1

Ainda sobre carros absurdamente rápidos em subidas de montanha nas ruas, temos este Mercedes-Benz 190E equipado com um V8 Judd de 3,5 litros(motor que já foi até usado na Fórmula 1 na virada dos anos 1990) preparado para render 570 cv em uma subida de montanha na Alemanha, em 2011. Quatro anos depois, ainda estamos impressionados com seu ronco e sua velocidade (incluindo o 0-100 km/h em 2,7 segundos).

 

Nick Heidfeld, um carro de Fórmula 1 e o recorde de Goodwood em 1999

O Goodwood Festival of Speed é, sem dúvida, um dos eventos de clássicos mais incríveis do planeta – especialmente porque, na propriedade particular de Lord March, além das exposições de carros clássicos, acontece a tradicional subida de montanha que reúne todo tipo de automóvel, de esportivos lendários a protótipos Le Mans, passando por monstros do rali e carros de Fórmula 1.

É o caso do McLaren MP4/13 que, em 1999, percorreu o trecho em apenas 41,6 segundos a uma média de 161 km/h – recorde que permanece até hoje.

 

Nobuhiro “Monster” Tajima e o clássico Suzuki Escudo Pikes Peak

Agora, nenhuma lista de vídeos de subida de montanha estaria completa sem esta dupla: o veterano piloto japonês Nobuhiro “Monster” Tajima e o Suzuki Escudo Pikes Peak. O carro vermelho com uma asa gigantesca tão conhecido entre os fãs de Gran Turismo pode não ter dado ao velho Monster nenhuma de suas nove vitórias em Pikes Peak, mas certamente é um verdadeiro ícone – principalmente, graças a seu V6 de 2,5 litros com dois turbos e 995 cv. Vê-los juntos em ação é algo único.

 

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora