A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Vídeo

Piloto morre em acidente durante Arrancada de Caminhões em Santa Catarina

No último fim de semana aconteceu a tradicional Arrancada de Caminhões em Arroio do Silva, Santa Catarina. Contudo, o último dia do evento foi marcado por um grave acidente que resultou na morte do piloto — e que nos leva a refletir um pouco sobre a segurança em eventos desse tipo, tanto para os pilotos quanto para o público.

Era a 24ª edição do evento, que é realizado anualmente sempre 15 dias depois do carnaval, na praia do Balneário de Arroio do Silva. O piloto Edson Beber, perdeu o controle do seu Scania da categoria Protótipo durante uma puxada no último dia de provas. O caminhão capotou e Beber morreu no local. O piloto era hexacampeão da Arrancada de Caminhões.

O vídeo mostra que, instantes antes do acidente, o caminhão perde ligeiramente a traseira. É provável que, brigando para controlar o caminhão, o caminhão de Beber tenha subido no banco de areia que divide as duas “pistas” (note quando as rodas do lado do motorista ficam no ar), o que o levou à perda do controle e, por fim, ao tombamento:

Segundo o Instituto Médico Legal (IML) da cidade vizinha de Araranguá, Beber morreu em decorrência de um traumatismo cranioencefálico grave — o que não surpreendeu, visto que Beber dirigia o caminhão usando boné e camiseta, em vez de macacão e capacete, equipamentos de segurança básicos em qualquer tipo de competição automobilística (veja foto abaixo). Depois do acidente, a organização da Arrancada de Caminhões decidiu antecipar o encerramento da competição.

FlatOut- 2014-03-17 às 10.25.40

O que mais surpreende, no entanto é que a prova organizada nas areias de uma praia foi apoiada pela prefeitura de Arroio do Silva e, pasmem, pela Federação Automobilística do Estado de Santa Catarina, a FAUESC. Ambos emitiram uma nota oficial, lamentando o ocorrido, e comunicaram que a decisão de suspender a prova foi tomada em respeito aos competidores, ao público e à família do piloto, e que os prêmios aos vencedores serão pagos normalmente e as taxas de inscrição serão devolvidas aos pilotos que tiveram suas provas canceladas.

 É impossível deixar passar em branco a falta de segurança do evento. No vídeo é possível ver que a pista não possui nenhum tipo de isolamento entre os caminhões e o público, e que a divisão das faixas é feita por montes de areia. O caminhão poderia ter atingido a multidão que assistia ao evento e causado uma tragédia ainda maior.

Já vimos outros acidentes como este, causados pelos mesmos fatores (veja a playlist acima) e por isso é inaceitável que uma instituição como a FAUESC apoie um evento com tamanha falta de estrutura, e acabe contribuindo para a arruinar a reputação das arrancadas e do esporte motorizado em geral, em vez de cumprir sua missão de promovê-lo.

Matérias relacionadas

Isto é o que acontece quando se desliga o controle de estabilidade sem saber o que está fazendo

Dalmo Hernandes

Este cara fez um hot rod em miniatura com um V8 de verdade movido a nitrometano!

Dalmo Hernandes

Como é estar dentro de um Mercedes baleado mais de 10 vezes por um AK-47?

Leonardo Contesini