A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Porsche pode voltar a Le Mans (e Daytona), o primeiro Golf de corrida, Charger de Toretto em Lego e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Porsche pode voltar a Le Mans (e Daytona)

A unificação dos regulamentos de Le Mans e dos protótipos de Daytona parece ter feito a Porsche mudar de ideia a respeito do WEC. Com os novos LMDh, o custo de desenvolvimento dos protótipos de ponta será reduzido em relação aos antigos protótipos LMP1 e aos novos Hypercars, o que, segundo o site motorsport.com fez a Porsche anunciar formalmente seu interesse em participar da categoria.

Infelizmente esta ainda não é a confirmação de que a Porsche irá retornar ao WEC e a Le Mans. Isso, porque o novo regulamento ainda não está definido e a Porsche — e qualquer candidato a participante — precisa analisá-lo para avaliar os custos e o potencial retorno. Contudo, a própria fabricante espera que o Automobile Club de l’Ouest e a IMSA definam as regras em alguns dias.

O retorno da Porsche, sem dúvida, traria um pouco mais de competitividade à categoria, especialmente agora que a Toyota já tem um pouco mais de know-how sobre como terminar as 24 Horas de Le Mans. (Leo Contesini)

 

O primeiro Golf de corrida de todos os tempos está a venda

Embora não seja um carro de corridas muito popular no Brasil e nos EUA, o Golf tem um belo histórico nas competições europeias, sejam elas na terra ou no asfalto. E tudo começou com este “aceso” exemplar de 1974.

Ele se tornou o primeiro Golf de corrida da história quando um preparador chamado Rolf Nothelle o preparou e o inscreveu para uma corrida no circuito de Hockenheimring em 1975. O carrinho começou bem, vencendo a prova com Bernd Lilier no comando.

 

Originalmente este Golf Mk1 tinha o motor 1.6 preparado para produzir 162 cv, mas em algum momento acabou recebendo seu atual 1.8 de 175 cv, alimentado por carburadores Weber 45 DCOE. O conjunto de rodas e suspensão continua original, porém os freios de quatro pistões na dianteira e dois pistões na traseira foram instalados recentemente.

O carro foi restaurado em 2011, e foi apresentado na Tecno Classica daquele ano. Além do carro, o lote inclui uma série de peças e componentes originais homologados de acordo com as regras do Grupo 2 da FIA, sob o qual este Golf foi preparado e disputou suas provas nos anos 1970. Infelizmente, a RM Sotheby’s não divulgou o preço estimado pelo carro. (Leo Contesini)

 

Salão de Paris também é cancelado por causa da pandemia de Covid-19

Depois do cancelamento do Salão de Detroit, anunciado no último fim de semana, os organizadores do Salão do Automóvel de Paris comunicaram ontem (30) que o evento também não acontecerá.

O Salão de Paris 2020 estava marcado para o mês de setembro – quando o período de quarentena e distanciamento social já deverá ter acabado. Contudo, a organização do evento decidiu não realizá-lo este ano por questões econômicas.

Em vista da seriedade desta crise na saúde sem precedentes e de sua consequente onda de choque econômico, que atingiu com força o setor automotivo, somos obrigados a anunciar que não conseguiremos manter o Salão de Paris 2020 em sua atual forma.

Estamos examinando cuidadosamente todas as soluções alternativas com nossos principais parceiros. Uma reinvenção profunda do evento já foi iniciada, particularmente como um festival voltado à mobilidade sustentável, e isto pode nos oferecer uma oportunidade.

Nada mais será como antes, mas esta crise deve nos ensinar a ser mais ágeis, criativos e inovadores do que nunca.

Os organizadores do Salão de Paris ainda não se pronunciaram a respeito dos eventos paralelos, como o Movin’ On e o Smart City. A próxima edição está marcada para 2022, mas o pronunciamento oficial dá a entender que será uma mostra radicalmente diferente. (Dalmo Hernandes)

 

Charger de Dom Toretto ganha nova versão de Lego

O período de isolamento pode nos dar a chance de exercitar a criatividade – montando conjuntos da Lego, por exemplo. O mais recente lançamento da linha Technic é o Dodge Charger do Dominic Toretto.

São nada menos que 1.077 peças para montar um carro de 38 cm de comprimento por 15 cm de largura. Como todo conjunto da Lego Technic, o Charger é bastante detalhado e conta com portas e capô que abrem, motor e câmbio funcionais, cilindros de NOS no porta-malas, suspensão por braços sobrepostos (também funcional) e até mesmo um suporte para wheelies – exatamente como o carro usado na icônica cena final de “Velozes e Furiosos” em 2001.

A parte ruim: por enquanto o modelo só está disponível nos EUA, onde custa US$ 99 (R$ 514 em conversão direta). (Dalmo Hernandes)

 

Novo Mustang RTR será uma alternativa ao GT500

Nem faz tanto tempo assim que a Ford apresentou o novo GT500, com seu matador V8 de 5,2 litros com virabrequim plano, supercharger e 770 cv – um monstro digno da sexta geração do pony car, com o desempenho e o visual agressivo que se espera de um carro de seu calibre.

Mas talvez você queira algo diferente – um Mustang com desempenho no mesmo nível, porém com um apelo estético distinto. Nesse caso, o recém anunciado Mustang RTR Spec 5 pode te satisfazer. Criado para celebrar os 10 anos da RTR, preparadora do piloto de drift Vaughn Gittin Jr., ele usa uma versão com supercharger do motor V8 de cinco litros do Mustang (com virabrequim cruzado), cuja potência vai para 760 cv. Diferentemente do GT500, que usa uma caixa de dupla embreagem de sete marchas, o RTR Spec 5 pode ser equipado com câmbio manual de seis marchas ou automático de dez marchas.

O visual do Spec 5 é inspirado pelo carro de drift de Vaughn Gittin Jr., incluindo alargadores rebitados nos para-lamas, pintura grafite com detalhes coloridos, um novo body kit e rodas forjadas com pneus Nitto. A suspensão recebe amortecedores ajustáveis do tipo coilover para garantir uma postura mais baixa e agressiva.

O Mustang RTR Spec 5 terá produção limitada em dez unidades. Ainda não foi revelada uma data de lançamento, e os preços também não foram anunciados – isto deverá levar alguns meses, já que praticamente todos os planos da indústria automobilística para 2020 estão sendo adiados. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

As marcas que mais lucraram em 2016, Chapecoense terá carro no Mercedes Challenge, os novos apresentadores de Top Gear USA e mais!

Leonardo Contesini

Vários Fuscas diferentes – entre originais e customizados – e mais novidades no GT40

Dalmo Hernandes

Dodge Lil’ Red Express Truck: a primeira “picape muscle” da história

Dalmo Hernandes