A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #134

Project Cars #134: um novo Lada e a importação de peças da mãe-Rússia para o meu Samara aspro

E aí, galera do FlatOut! Seguindo a saga da Natasha, vou contar um pouco do que aconteceu nesse meio tempo. Estou na quarta parte e parece que não tem fim! Muita coisa pra fazer e o progresso muito lento das coisas acabam dificultando todo o trabalho.

Mas antes de contar o que eu fiz nesse tempo, final de 2014 fiz uma loucura e trouxe pra casa mais um Lada. Dessa vez veio a Sasha uma 2104 (Laika SW) 1991, que veio rodando de Esteio/RS até em casa, aproximadamente 1.200km.

Foto 1

Pra quem duvida que lada não vai longe tá aí a prova, até o dono duvidou que eu sairia de SP e fosse levar o carro rodando, aproveitei que estava de recesso no trabalho, consegui uma passagem aérea na promoção, e em 1hora estava em Porto Alegre, onde o antigo dono me aguardava no aeroporto.

Tive uns contratempos na volta, tive que parar em Curitiba pra resolver um problema nela, mas depois de todo esse esforço, ela chegou finalmente em casa.

Foto 2

Bom, mas e a Natasha? Não vai ficar com ciúmes? Não ficou…ufa! Mas tive que dar uma atenção especial pra ela, afinal já são quase dois anos comigo e estava em passos de tartaruga o seu projeto… então mãos à obra!

Levei o carro pra fazer o escapamento e estava todo comprometido, só não troquei o coletor de escape. O resto foi tudo embora e entrou um abafador intermediário, mais um abafador inox da Luzian de 2,5 polegadas.

Foto 3Foto 4

Fiz a suspensão no meu amigo Thiago da Down Hard (mas não instalei pq falta uns detalhes pra comprar) e pintei as steelies de branco.

Foto 5

Carros importados antigos são um pouco mais difíceis de se encontrar peças, ainda mais um Samara, que não tem muitos rodando por aí. Então peças pra esse tipo de carro aqui no Brasil não tem muita coisa, temos que recorrer além das fronteiras, e eu conhecia somente o eBay e alguns vendedores no Grupo Lada no Facebook, na qual comecei a fazer algumas compras com o Pavel (Ladapower – Ucrânia), Sergey (Ladaway – Rússia) ou aqui mesmo no Brasil com o Roberto (Ladaparts – por encomenda) na qual comprei muito itens originais do carro, mas nada focado a performance.

Vasculhando pelo Leste Europeu, existe uma infinidade de peças de performance para Lada (mas isso é pouco difundido até na internet, talvez pelo idioma), tanto para quem quer turbo ou aspirado, kit prontos para adaptação como por exemplo aquecimento dos bancos, kits de freio traseiro, direção hidráulica e até direção elétrica!

Coletores, barras estruturais, amortecedores para infinitas aplicações, coletores para turbinas… demorei muito para achar, e foi por acaso achei um site no Cazaquistão que tinha algumas barras, aerofólios e outras peças e fiquei animado e entrei em contato com a loja, para ver a possibilidade de envio dos mesmos para cá, e após alguns dias, recebi a resposta afirmativa, porém o valor do frete era altíssimo. Na hora brochei e pensei que não conseguiria, mas a partir dos termos em Cazaque, comecei a procurar e achar lojas de preparação na pátria mãe Rússia e através de uma delas vi uma polia regulável para Samara — ou 2108, como é chamado por lá — por míseros R$45,00! Entrei em contato com a loja e a mesma me informou que nunca enviou nada para o Brasil, mas que poderia fazer. Detalhe: nenhum usuário do grupo Lada no face conhecia a loja, mas mesmo assim resolvi arriscar e trouxe na primeira leva:

 

Polia regulável, barra inferior frontal (abaixo do radiador), solenoides dos esguichos dos limpadores, suporte de chave de seta e limpador (a minha estava quebrada e presa por enforca gato). Esse par de luvas da foto vieram de brinde na caixa!

Foto 6

Como contei acima, os preços são bem convidativos, fico igual uma criança numa loja de brinquedos escolhendo o que trazer, pois compro as peças uma vez ao mês e graças a Deus nenhuma vez fui taxado (quando fiz o texto eu nunca tinha sido taxado, mas fui taxado pela segunda vez, porque exagerei rs). O problema é a espera, sou muito ansioso e todo dia fico monitorando os pacotes, principalmente quando aparece no rastreio que está na Receita Federal.

Enquanto esses pacotes estavam sobrevoando o Atlântico, já comecei a pensar no motor, e o que fazer? Após a última atualização aqui, entre Weber 40 e IE, eu optei pela injeção.

Foto 7

Optei pela injeção Hardware Aspro pois ela trabalha com distribuidores que não tenham sensor Hall, pensei na Fueltech, porém a mesma só utiliza distribuidor com Hall e na Europa existe Samara com injeção, pensei nessa possibilidade e fui atrás das peças, com o catálogo em mãos, mas teria que mudar todas as polias do carro e eu já havia comprado uma regulável pro modelo do meu, além de outras peças, então acabei decidindo pela Hardware mesmo, e o dinheiro que seria gasto nas peças importadas, eu usaria em outras coisas.

Injeção comprada, já entregue e aí? Nisso fui pesquisando sobre a parte do coletor, imaginei em colocar TBIs de moto e pesquisei vários modelos, até que achei um modelo que encaixasse, mas aí veio uma dúvida, e o coletor ? Bom, fui atrás de quem faria sob encomenda e com as TBIs o valor ultrapassaria os R$3.000 (preço que paguei no carro) e decidi recorrer à pátria mãe novamente pra ver se existia algo para o motor, sem adaptações, e encontrei isso:

Foto 8 Foto 9

Coletor pronto com as 4 itbs e sistema de acelerador já perfeito pro carro! Valor? Nem 1/3 do que gastaria aqui ! Entrei em contato com a loja e não obtive retorno, aí tive que conversar com meu amigo e vendedor de peças Sergey , na qual ele se prontificou de pegar o coletor  e me mandou junto com algumas peças que havia pedido anteriormente (jogo de forros de porta).

Forros de porta e laterais traseiras OEM ! Eu queria os forros na cor preta, eles existem, porém a qualidade é bem inferior e como encontrei os originais, vamos colocá-los ! O ruim é ter que trazer as peças ao dólar acima dos R$3,00 além da demora de pelo menos 20-30 dias… só que esse pacote demorou quase dois meses! Normalmente minhas encomendas chegavam em casa com 20-25 dias no máximo, essa demorou quase 50 dias e fui taxado pela primeira vez, e a mordida doeu no bolso, mas mesmo assim valeu a pena esperar.

Depois comecei a tirar o motor doador (havia comentado no post anterior que tinha um Samara doador) na qual vai receber todos esses mimos (lembrando que a Nat é 1.3 e o doador 1.5, e resolvi tirar o cabeçote pois vou mexer em fluxo, taxa, ângulos, na entrada do coletor de admissão e olha o que tinha acontecido.

Foto 14 Foto 15

Bom, vou ter que encamisar a parte de baixo, além de trocar esse comando. Estou vendo na loja que comprei o coletor de admissão, pistões maiores, eu to usando o tradutor do Google, mas pelo que entendi esse motor que tenho dá pra subir até 1.6, ficando com exatos 1.588 cm³.

Fui  pesquisar sobre esse motor e o Google tradutor não ajudava muito, então acabei me matriculando em um Curso de Russo! O que não fazemos por nossas paixões ? Pois é, estava me sentindo numa escuridão, sem poder trocar informações com ninguém, a maioria dos Samaras são turbinados, aspirados todos tem swap pra um motor maior, ou quando falava com álguém sobre o que pretendo me falavam pra meter um AP no cofre e ser feliz, mas eu não quero isso! Nada contra quem faz swap…

Antes de mandar o motor pra retífica, estou fazendo um estoque de peças mecânicas antes de ver essa questão dos pistões e anéis, então  estou trazendo aos poucos: bomba de óleo (OEM), bomba de água, comando de válvulas mais bravo, tensor da correia dentada, válvula termostática, reservatório de expansão, jogo de mangueiras reforçadas, retentores das válvulas, válvulas de admissão e escape maiores 39/34 de alumínio (mais leves), coxins do motor Autoproducts (mesma marca das barras estruturais que foram compradas), volante do motor aliviado, kit de embreagem, tampa distribuidor, rotor, retentores… não quero dores de cabeça, já que vamos fazer, que seja bem feito ! Tem peças originais compradas aqui, na Rússia, Ucrânia e até Argentina !

Depois dos forros de portas, chegaram essas peças: Volante do motor aliviado em 3 kg, barra superior amortecedores, a barra amarela vai onde vai presa a caixa de direção, a e a vermelha menor vai em baixo da caixa de direção e o kit de abertura do capô com amortecedor.

Foto 16

Voltando á injeção, está faltando somente a sonda wideband, bomba de combustível elétrica e coragem pra montar quando estiver tudo em mãos! Sério, eu que vou montar sozinho, aliás quase tudo nesse carro estou fazendo na garagem de casa, nas horas vagas,  se vou conseguir não sei, mas espero que no próximo post eu venha com boas notícias! Cruzem os dedos e até lá!

Por Ricardo Pires, Project Cars #134

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #279: meu Honda Fit ganhou rodas de Fórmula 3 para track days

Leonardo Contesini

Project Cars #455: a primeira fase da preparação/restauração da Volkswagen Caddy está quase pronta

Leonardo Contesini

Project Cars #299: a história do meu Fusca 2.0 16v turbo

Leonardo Contesini