FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #234

Project Cars #234: os primeiros reparos e a volta à originalidade do meu Omega GLS


Olá amigos do Flatout! “We have returned!”(voz de Sir. Jeremy Clarkson). Vamos dar continuidade ao meu PC, o Pequenino, nesse post vou falar sobre algumas manutenções e reparos , mas antes de tudo, tenho que agradecer aos que votaram em mim, aos amigos que derem e dão apoio, ao pessoal do OmegaClube, a painho e mainha sem eles não teria o PC. Enfim fica aqui a todos meu muito obrigado.

Vamos lá, primeiramente, sempre que pegamos um carro, digamos, “cheio de frescuras”, é sempre bom estar participando de algum fórum e/ou clube, pois neles sempre se acha desde tutoriais para pequenas manutenções até os manuais de reparação utilizado pelas concessionárias, no meu caso o OmegaClube, onde fiz muitos amigos e adquiri muito conhecimento a respeito do meu Omega e sobre a linha Omega/Suprema.

Logo que peguei o carro, umas das primeiras coisas que percebi que precisaria fazer era a troca da moldura central, uma troca razoavelmente normal, pois se trata de uma peça de plástico e se deteriora ao longo do tempo se não cuidada direito. Hoje em dia é fácil de se achá-la a venda, paralela, mas melhor que antes que não se achava a original e quando achada era a preços exorbitantes.

Foto 1

A moldura e um parzinho de lâmpadas brancas para os faróis de neblina

Foto 2

Era assim que se encontrava a minha moldura, com exceção do botão caído, ele ficava no lugar

foto 3

Moldura nova já instalada, diferença né?

A troca foi facil de fazer, pois no site do clube tem um tutorial de como se fazer isso, mostrando os pontos onde fica os parafusos para evitar puxar e quebrar os apoios.

Se o preço é um pouco fora do orçamento, DIY nele.

Outra coisa que estava meio fora de acordo, meio destoando do carro, eram as lanternas traseiras, com a coloração de um lado diferente do outro, isso me causava aquela formigação da perfeição

Foto 5

Nota-se bem a diferença de cor

Tendo isso, dinheiro curto, lembrando que esse PC é paitrocinado e maetrocinado, lantenas fumes boa custando por volta de R$ 70,00 cada, qual a solução? Simples, película escurecedora de lentes, custando R$ 10,00 mais frete é uma bela solução temporária até comprar lanternas novas, certo? Certo mas estou até hoje com as mesma lanternas e películas

Foto 6

Até que ficou bom o resultado e combinou com a cor do carro

Continuando a onda DIY, meu carro veio com uns trincos no para-choque dianteiro, e aquele mesmo esquema, grana curta e vontade de fazer o restauro, solução: meter a mão na massa e fazer o restauro.

A partir de um tutorial na web, comprei os materiais, R$ 90,00 contra 200 para restaurar, e seguindo um tutorial do clube , desmontei o para-choque.

Foto 7

O trinco a reparar

Foto 8

O para-choque desmontado

Foto 13

Materiais, processo de restauro e resultado final

Hora de mexer na suspensão do Pequenino.

Como falei no final do post passado, a escolha das molas esportivas, mas pera ai, não é um projeto de Placa Preta? Molas esportivas não fazem parte disso!!! Sim, porém a pulga da originalidade ainda não tinha me picado, a ideia inicial era caracterizá-lo como CD, e como ele já veio levemente baixo, queria manter o mesmo stance, mas sem comprar as molas originais  e depois serrar um elo, sendo um pseudo-engenheiro não admito a corta de molas devido a variação da força resultante de sustentação.

Depois de muita pesquisa, alguns cálculos, conversa com quem tem no carro as molas esportivas, as molas que me satisfizeram, tanto funcionalmente quanto economicamente, foram da JJ Especiais.

Foto 14

As molas recém-chegadas

Mas não só de molas é feita a suspensão, já que estamos mexendo, vamos mexer em tudo, nisso foi comprado amortecedores dianteiros e traseiros, todas as buchas e coisas necessárias para deixar em dia a suspensão, sendo que os antigos amortecedores eram remanufaturados e estavam começando a vazar. Isso tudo comprado ao longo de 6 meses de procura ao melhor preço, os dianteiros devido a uma falha no sistema da Chevrolet, eles colocam o amortecedor do 2.2 sendo diferente do 2.0 e o maior preço no do 2.2, mas por sorte, descobri essa falha e comprei o par com um diferença de R$ 100 no final.

Newsletters de sites de compras às vezes só servem para encher nossas caixas de email e pouco retorno, mas um dia deu certo, promoção relâmpago do Walmart, quatro pneus Brigdestone Turanza ER300 na medida 205/60 R15 por R$1200,00 com frete! Estava precisando de dois pneus novos, porque não quatro?

Foto 15 Foto 16

As peças novas, e sim, elas ficaram no meu quarto, nada melhor que sentir aquele cheirinho de borracha nova no ar.

Agora uma dica de como não rebaixar seu carro.

Foto 17

Não sei como foi feito, mas estava assim no carro quando comprei uma preocupação sempre me pegava, e vai que essa braçadeira estoura na estrada? Seria complicado né. Ainda bem que troquei.

Carro que anda bem também tem que parar bem né? Então, o meu não estava, algumas vezes a hora que pisava no freio, o pedal abaixava e no soltar e pressionar de novo estava normal, problema detectado, cilindro mestre do freio com defeito.

Sendo o meu carro equipado com ABS, foi um problema achar o cilindro- mestre dele, pois enquanto o cilindro mestre de um Omega sem ABS tem 3 saidas, o com ABS tem duas, e agora? O reparo era quase o mesmo preço de um cilindro mestre novo do sem ABS, qual a solução: pegar um do sem ABS e tampar um furo

Foto 18

Cilindro-mestre com furo

Foto 19

Cilindro-mestre com o furo tampado

Mudou drasticamente a sensação que eu tinha no freio do Omega, ficou bem melhor e com uma resposta mais rápida, isso que já achava o freio bom.

 

Quando a pulga da originalidade me picou

Meu sogro (in memorian)possuía uma oficina eletrônica e entre uns rolos, lhe apareceu um Toca-Fitas Nedus, original Chevrolet, e numa das visitas a oficinas me deparei com o rádio e disse que iria compra-lo dele, passado um tempo ele me deu o rádio de presente, agradeci muito com um baita sorriso de orelha a orelha.

Foto 20

O Toca-Fitas, sucesso dos anos 90 e sinônimo de requinte

Com o TF em mãos, a pulga me picou o não teve jeito, o plano que era caracterizá-lo em CD, passou em deixa-lo totalmente original, consegui com um amigo em uma troca por um porta-objetos, pois para ele era sem uso, o porta-fitas, também agradeci muito e também feliz da vida.

Foto 21

Toca-fitas instalado em conjunto com o porta-fitas, casamento perfeito.

Até então como pode reparar em algumas fotos, minhas rodas estavam se as calotas centrais, vieram sem na compra, mas como a ideia era colocar as famosas Powertech (rodas do CD  95-97 e GLS 97/98) nem ligava, porém com a pulga a procura pelas calotinhas originais foi iniciada e consegui.

Foto 22

As calotinhas

Foto 23

E as rodas com as calotinhas, mudou bem o visual

But some s***s happen

Foto 26 Foto 25

No próximo episódio, contarei o que aconteceu e como solucionei esses problemas, o estado atual do carro, os planos futuros, as impressões ao longo desses três anos. Até logo! Abraços

Por Felipe Goes, Project Cars #234

0pcdisclaimer2

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora