A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #382 Zero a 300

Project Cars #282: instalando o câmbio de seis marchas no Uno

Olá, pessoal! Após um longo intervalo, volto a compartilhar com vocês a saga da transformação do Uno 6 marchas. Devido a algo que é fato em diversos ramos profissionais, enfrentamos uma crise nacional sem precedentes, tanto política como financeira, como salientado pela equipe do FlatOut!, o que inevitavelmente adia quando não anula nossos sonhos.

Aproveito para dar espaço no meu relato ao projeto de crowdfunding do FlatOut! Não podemos deixar este trabalho fantástico morrer. Desde a postagem inicial, a qual vocês podem acompanhar aqui, muitas coisas aconteceram. Tenho como principio tentar transformar toda adversidade em conhecimento e evolução, como quando em determinada dia ao sair do trabalho de madrugada, sob chuva e véspera de feriado de carnaval, colidi como uma placa de sinalização “esquecida” no acostamento de uma rodovia em obras próximo à Curitiba.

Como o estrago não foi de grande monta, consegui efetuar o reparo eu mesmo. Ao longo dos anos consegui adquirir alguns itens de oficina, como um compressor e maquina de solda. O bacana de você mesmo poder restaurar seu carro é que saberá o que foi realizado e como foi realizado. Acaba sendo opção sua efetuar tal tarefa do modo certo ou não. Prefiro sempre a primeira opção. 

O DIY vira um círculo vicioso, te motivando a ir atrás de conhecimento de como as coisas são feitas.  Neste sentido, comprei uma maquina de costura a qual a adaptei para uso com tecidos mais grossos e podendo assim confeccionar meus próprios bancos.

O desempenho do carrinho era até legal com a carburação dupla, porém eu queria mais estabilidade na alimentação, coisa que infelizmente na carburação é um trabalho diário que literamente tem seu ajuste alterado conforme o clima.

 

Como tudo começou

 Certo dia minha esposa, que compactua com minhas peripécias automotivas (por isso casei com ela rs) me mostrou um anuncio em uma rede social de uma Pálio Weekend 2000, motor Fiasa e que teve o bloco do motor furado, optando o proprietário a vende-la em peças. Já há algum tempo um amigo do trabalho tinha comentado qual seria o resultado de se colocar uma caixa 6 marchas em um Uno. Pois bem, a Palio era 6 marchas e nesta hora você acredita em sinais dos deuses… Por fim, fizemos uma negociação e adquiri a caixa de marchas, todo o kit de injeção, painel de instrumentos, volante, eixo e caixa de direção bem como todo sistema hidráulico da mesma. Semi-eixos e discos duplo ventilados também entraram na negociação.

DSCN0410

Discos duplos  ventilados + pneus 205 já me salvaram de algumas enrascadas

DSCN0414

Eu sei, precisam de um trato. Ultima etapa é a estética..

Levei todo o pacote para uma oficina que se propôs a encarar a transformação. O processo da instalação da caixa foi relativamente rápido, tendo sido confeccionado um suporte para a caixa. 

DSCN0417

 

DSCN0402 DSCN0418

Muito trabalho pela frente

FlatOut 2018-08-25 às 12.53.34 FlatOut 2018-08-25 às 12.53.42

Agora toda a adaptação da injeção e elétrica do carro foi um processo moroso, levando meses para ser finalizado. Talvez por falta de conhecimento e de humildade do profissional responsável pelo trabalho, em abrir o jogo e falar que estava aprendendo a realizar a tarefa. Enfim, processo terminado, o resultado valeu a pena. Logicamente tive que realizar muitos ajustes posteriores, pois se tratava de um conjunto dos anos 2000 em um veículo 1991.

FlatOut 2018-08-25 às 12.54.33

Tensor de correia foi adaptado, retirando-se o suporte do sensor da roda fonica e soldando na carcaça do FIasa 91. Trabalho muito bem feito pelo Jaime Soldas Especiais de Curitiba. Antimonio não é pra qualquer um.

Interessante que, se fizermos um paralelo, seria ter um carro de 1971 ainda em produção nos anos 2000 e a receber sua tecnologia. Onde reforça minha teoria que o Uno é um daqueles poucos carros atemporais. 

Achei o carro um pouco arisco e sem final, o que me levantou a um sentimento de arrependimento, devido aos comentários que o cambio é curto demais e etc, etc.

Mais uma vez vieram as adversidades: ao trocar o comando original do Uno 91 pelo da Palio 2000 com maior levante para tentar melhorar o desempenho em regime de alta rotação, o tensor não estava bem fixado e o resultado foram algumas válvulas entortadas. Desmontei e levei até uma retífica, onde pedi para que as válvulas de admissão fossem substituídas pelas do Palio Fiasa. 

FlatOut 2018-08-25 às 12.55.39

Após a montagem veio a grata surpresa, com o melhor fluxo de ar e velas do Palio Fire, o carro virou um foguete (guardadas as devidas proporções). 

Meu outro carro de uso diário é um Escort Zetec, o qual me traz grande satisfação, porém a leveza do Uno me fez começar a pensar em algo mais para uso racing. Pronto, vamos para um próximo estágio, onde obrigatoriamente envolverá melhorias na suspensão, aumento de capacidade volumétrica , sobrealimentação e ate o quanto o câmbio aguenta. Alguns dados atuais que acho legal colocar: 

— Velocidade máxima (pneus 205/55/16): 138 km/h no GPS. Visivelmente alcançaria mais com uma relação maior, porém a proporção atual agradou, está bem sequenciada. Com o aumento de potência, será reavaliada.

— Potência ainda não passei no dina para saber. Acho que 70 e poucos pocotós

— Consumo médio: 12 km/l

— Motor está com mais de 250.000 quilômetros rodados.

— Gasto estimado até o momento, incluindo o carro: R$7.000

Abraços e nos vemos no capítulo final!  Na busca daquela máxima proferida pelo mestre: “adicione leveza”.

Por Elton Ogg, Project Cars #382

0pcdisclaimer2

 


carrossel-boss1988-1140x448-1140x448

Matérias relacionadas

Quikie – a história do Peugeot 106 Quiksilver 1.6 16V de Breno Bassani

Juliano Barata

Trofeus da Red Bull são encontrados em lago, BMW trabalha em Z2 de tração dianteira, exército americano põe seus Humvee a leilão e mais!

Leonardo Contesini

Veloster Turbo virá ao Brasil, BMW M2 pode ter 374 cv, Ferrari F40 de Nigel Mansell vendida e mais!

Leonardo Contesini