A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #98

Project Cars #98 – os carros de 300 km/l da equipe Ecocar da Unicamp

Olá, pessoal do FlatOut! Somos a equipe ECOCAR, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) que compete na Maratona Da Eficiência Energética nas categorias elétrica e à gasolina. Estamos aqui para contar a vocês um pouco sobre a nossa equipe e nosso projeto de 2014, que consiste em dois protótipos um tanto quanto peculiares, de três rodas, que visam a máxima eficiência energética possível. Vamos nessa?

 

A Equipe

Nossa equipe foi criada em 2004, inicialmente com alunos da Engenharia Mecânica, e compete na Maratona de Eficiência Energética desde aquele ano, conquistando o segundo lugar em seu ano de estreia na categoria a gasolina. De lá para cá, a equipe chegou a vencer em 2007 na categoria gasolina e oscilou entre o segundo e terceiro lugares até 2011.

Desde então a equipe passou por reformulações, a maior delas no último ano, quando quase toda a equipe foi renovada e novos membros foram admitidos para iniciarmos um novo projeto. Hoje, contamos com 26 membros de diversos cursos de graduação, como Engenharia Mecânica, Controle e Automação, Engenharia Elétrica e ainda Matemática e Medicina, além de um professor orientador e colaboradores.

Foto_02

Membros da Equipe Ecocar 2013-2

Os membros são divididos na equipe por áreas de atuação: Direção e Freios, Chassi e Carenagem, Motor e Transmissão, Elétrica e Administrativo. A equipe se estrutura de maneira vertical com um capitão gerenciando os chefes de departamento e estes por sua vez gerenciando os membros, onde todos são auxiliados pelo professor orientador e nossos colaboradores. Por sermos uma equipe tão diversificada, a troca de experiências é muito valiosa tanto para a vida profissional quanto para a pessoal. O convívio com pessoas tão diferentes proporciona um ambiente de desenvolvimento acadêmico muito importante para qualquer área de ensino.

 

A competição

Nós competimos na Maratona Universitária da Eficiência Energética (MUEE), uma competição em âmbito nacional que ocorre desde 2004 e é a quarta maior competição do gênero no mundo. Ela foi baseada na Shell Eco Marathon, a maior competição de eficiência energética do mundo, que é realizada anualmente nas Américas, Europa e Ásia.

A Shell Eco começou há 75 anos (1939), quando alguns funcionários da companhia Shell Oil fizeram uma aposta amigável de quem conseguiria percorrer a maior distância com a mesma quantidade de combustível. Desde então, a competição se expandiu para dois novos continentes, incluiu novos combustíveis na competição e atiça a mente de jovens pelo mundo todo em busca da eficiência energética.

Foto_03

Foto oficial da MUEE 2012

A maratona brasileira conta com a participação de universidades de todo o Brasil e há três modalidades: elétrica, gasolina e etanol. Em 2013 foram inscritos 55 protótipos de 29 universidades e aproximadamente 500 universitários estavam presentes. Nos últimos anos a Maratona da Eficiência Energética vem sendo realizada no Kartódromo Ayrton Senna em São Paulo.

A competição deste ano, assim como em 2013, ocorrerá em paralelo com as 6 Horas de São Paulo, etapa do Mundial de Endurance (WEC),  evento que traz muita visibilidade para a maratona. Em 2013, Emerson Fittipaldi deu um pulo por lá para fazer a entrega dos troféus aos vencedores e até pilotou um dos protótipos.

 

O principal objetivo desta competição é oferecer oportunidades aos estudantes do ensino superior da área de Engenharia, para que eles possam desenvolver em uma área prática aquilo que eles aprendem todos os dias na sala de aula, além do trabalho em equipe. Muitas das vezes é difícil aliar este conhecimento prático com o teórico em nossos cursos de graduação, mas a competição veio suprir esta necessidade. Como consequência, esperamos gerar a partir do nosso estudo novas tecnologias para serem adaptadas aos carros do cotidiano, já que eficiência energética é uma área que ainda tem muito a ser desenvolvida.

Como forma de avaliar os protótipos são realizadas 12 voltas no kartódromo, com um tanque de 250 ml de combustível, e a partir do consumo do protótipo nessas 12 voltas é feita uma relação de quanto seria o consumo de um litro do combustível.

Foto_04

Equipe Ecocar na MUEE 2013

Cada equipe tem direito a três tentativas — uma por dia de competição — e o vencedor é aquele que obtiver o menor consumo em qualquer uma das três tentativas. Na edição de 2013 o consumo dos campeões foram:  405,845 km/l na Categoria Gasolina, 42,492 kJ na Categoria Elétrica e 233,057 km/l na Categoria Etanol. A quem se interessar, a Discovery fez um documentário sobre a 9a Maratona, em 2012:

 

O Projeto

Para a maratona de 2014, nossa equipe competirá em duas categorias: Elétrica e Gasolina. Cada categoria terá um protótipo competindo que compartilham o projeto do chassi, carenagem, direção e freios. As diferenças ficam basicamente por conta do motor.

Gasolina: Nosso protótipo à gasolina foi batizado de PidgeOtto e será um veículo monoposto de três rodas (duas dianteiras e uma traseira que tracionará o carro) e que utilizará o motor Honda GX-35 de apenas um cilindro, utilizado em roçadeiras com impressionantes 1.3 cv, 0,36 mkgf e 35,8 cm³ de deslocamento.

Para os leitores acostumados a motores com potência e torque de sobra (seja nos L4 ou no W16) nosso motor não parece grande coisa, porém nosso intuito não é sermos os mais rápidos (até porque a velocidade máxima permitida pelo regulamento é de 45 km/h) e sim os mais econômicos. E esse motor cumpre bem seu papel, com o recorde de consumo da equipe com o mesmo sendo de 367 km/l (!).

Elétrico: O protótipo elétrico foi batizado de Voltorb e como no protótipo à gasolina o protótipo elétrico será um veículo monoposto de 3 rodas. A diferença fica por conta do motor DC de alta eficiência, que consegue ser tanto quanto ou mais eficiente que o motor a combustão, mas com um quinto do tamanho.

Foto_05

Ecocar durante a MUEE 2013

Espero que tenham gostado da nossa equipe e da nossa competição, que ainda é pouco divulgada no país. Nosso projeto começou a sair do papel e em nos próximos posts teremos mais novidades sobre a construção e a caminhada até a competição. Enquanto isso, para conhecer mais sobre equipe e ver os nossos projetos anteriores, curta nossa página no Facebook e visite nosso site. Até a próxima!

Por Carlos Eduardo Ramponi, Project Cars #98

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Honda Civic Si Aspro: a preparação do motor K20 do Project Cars #368

Leonardo Contesini

Meu brinquedo favorito: a história do Lancia Delta HF Turbo de João Pedro Batista

Leonardo Contesini

Project Cars #279: a evolução do projeto e um pequeno problema no motor do meu Honda Fit

Leonardo Contesini