A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Pergunta do dia

Quais são as melhores propagandas de automóveis já feitas no Brasil?

Não importa o quão bom um carro seja, as fabricantes sabem que é preciso saber vendê-lo, e explicar por que ele é tão bom. E é aí que entra a publicidade. Mas qual é a propaganda automotiva mais legal já feita no Brasil?

Temos aquela que, para nós, é a única sugestão possível para dar início à brincadeira: a campanha “Últimos Desejos da Kombi”, feita para celebrar a longa carreira da Velha Senhora, que deixou de ser produzida em 2013 – colocando um fim em uma história que começou em 1950, quando a Kombi veio ao mundo.

Não foi exatamente uma propaganda para vender carros. A Kombi já era um veículo ultrapassado havia décadas, com plataforma de Fusca, motor traseiro (que ao menos passou a ser arrefecido a água em 2006) e um projeto que definitivamente não priorizava a segurança dos ocupantes – especialmente no banco da frente, posicionado sobre o eixo dianteiro, deixando motorista e carona bastante vulneráveis no caso de uma colisão frontal.

Mas a Kombi foi criada em outros tempos e, se sobreviveu, é porque era competente em sua proposta: ser um veículo de trabalho simples, barato e resistente.

tumblr_nhtcynY9bW1rpgpe2o1_r2_1280

“Carro de fuga”. Entendeu?

Acontece que, com seu carisma, a Kombi acabou se tornando mais que isto. Tal qual o Fusca, ela tinha um ronco característico, visual para lá de simpático (em qualquer versão, honestamente) e sempre esteve presente na vida de muitos brasileiros. Todo mundo tem uma história com a Kombi: há quem fosse à escola todos os dias dentro de uma, há pessoas que tiravam (e ainda tiram) seu sustento graças a ela, e há quem simplesmente escolha a Kombi para usar todos os dias. Há quem viaje o mundo de Kombi – apesar do entre-eixos de apenas 2,4 metros, a Velha Senhora pode ser um belo motorhome.

E foi justamente uma viagem pelo mundo o clímax da campanha “Últimos Desejos da Kombi”, feita para a Volks pela agência AlmapBBDO. A ideia era mostrar justamente como a Kombi fez parte da vida de tanta gente por tantos anos. Começou com um anúncio impresso, com os dizeres “Vai aí a Kombi, em breve em nenhuma concessionária perto de você”.

KOMBI-FINAL1

O anúncio de “deslançamento”, que era uma referência direta às antigas propagandas da VW elaboradas pela agência DDB quando a Volkswagen chegou aos EUA nos anos 1950 com o Fusca. Elas tinham um formato bem característico: uma foto tomando três quartos da página e, no quarto inferior, uma legenda seguida por um texto curto, direto e com uma pegada irônica, brincando com as qualidades (e defeitos) dos automóveis.

e7f3a22452a6cf2219278627dcb48290

 

“Nunca se sabe quando você precisará levar um elefante a algum lugar”

volkswagen-bus-ads-1476934845145

“Quase do mesmo tamanho”

No caso deste primeiro anúncio impresso, o texto convidava as pessoas a contar sua história com a Kombi em um hotsite, e o mesmo trazia as cores azul e branco usadas na Kombi Last Edition, edição especial de despedida com produção limitada e acabamento mais luxuoso (ou menos simples).

volkswagen_kombi_last_edition_23

Depois, a VW selecionou as melhores histórias e, com elas, elaborou um “testamento” para a Kombi. O mesmo foi publicado no fim de 2013, e trazia os últimos desejos da Kombi. A maioria era relacionada às histórias de pessoas comuns, e a Kombi queria entregar lembranças de si mesma a cada uma destas pessoas. Mas o último desejo era bem específico: a Velha Senhora queria voltar para casa.

kombi

O desejo seria cumprido em um vídeo especial, que foi ao ar em janeiro de 2014, revisitando parte da história da Kombi no mundo e no Brasil, e mostrando como foi a entrega das lembranças a todas as pessoas citadas no “testamento”. Interpretada pela atriz Maria Alice Vergueiro (que ficou conhecida há alguns anos pelo vídeo “Tapa na Pantera”), a “Velha Senhora” faz um discurso emocionado, lembrando de sua concepção pelo holandês Ben Pon, que a idealizou como um veículo de carga feito sobre a plataforma do Fusca, passando pelas entregas de suas lembranças, até o encontro, na Holanda, com o filho de Ben Pon. Ou “seu irmão”, como ela mesma diz.

É um belo vídeo, por sinal: uma bela fotografia, um bom roteiro e uma estrutura muito eficiente, que consegue resumir a história e a importância da Kombi em quatro minutos. E tudo feito de forma emocionante, sem apelar para a pieguice e emoções baratas — algo cada vez mais difícil de se ver na publicidade.

O vídeo, para nós, é um clássico instantâneo – é o último comercial de um carro que se tornou ícone popular, e é automaticamente memorável por causa disso. E o hotsite criado para a campanha está de pé até hoje, com uma foto da Kombi ao longe e um singelo “Fui!”.

fui

Eles podiam simplesmente tê-lo tirado do ar, mas a manutenção do domínio também parece fazer parte da estratégia de marketing: a ideia é mostrar que a Volkswagen sempre vai lembrar da importância da Kombi para a marca.

Agora, queremos saber de vocês: qual é a propaganda de carro mais bacana já feita no Brasil? Como de costume, a caixa de comentários está aberta!

Matérias relacionadas

Este VW Pointer GTi tem motor 2.0 turbo, parece muito bem cuidado e está à venda

Dalmo Hernandes

Este motor home com motor V8 supercharged de 900 cv é o bar mais rápido do mundo

Dalmo Hernandes

Os melhores comentários da semana no Top Comments FlatOut!

Leonardo Contesini