A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos Pergunta do dia

Qual carro brasileiro clássico merece uma releitura moderna?

Se há algo que todo fã de carros tem em comum é a nostalgia. Via de regra os carros modernos são mais eficientes, potentes e seguros que os de antigamente, mas é provável que muita gente concorda que boa parte deles carece de uma coisa: charme. É por isso que, na década passada, tantos carros retrô foram lançados.

Alguns deles foram um sucesso, como Ford Mustang, de 2005, e o Fiat 500, de 2007; enquanto outros foram fracassos retumbantes, como o Ford Thunderbird, (2002-2005), e o Plymouth Prowler, (1997-2002).

Hoje a onda de carros inspirados em ícones do passado está ficando mais branda (o Mustang, por exemplo, abandonou o estilo retrô para 2015), mas temos certeza de que jamais desaparecerá. Na verdade, está ficando mais legal, pois cada vez mais designers profissionais e amadores se aventuram na arte de imaginar como um clássico de décadas atrás ficaria com roupagem atual. As centenas de projeções que são publicadas na internet todos os dias não nos deixam mentir.

No Brasil a coisa não é diferente, e alguns até acabam fazendo um esforço para transformar estas visões em realidade — como os caras por trás da volta do Puma, Fernando Mesquita e Reginaldo Galafazzi, que se inspiraram no início da Puma como equipe de turismo com o Malzoni GT para lançar a volta da marca através das pistas, com um novo carro de corrida projetado no Brasil e construindo usando componentes disponíveis por aqui (incluindo um motor 1.6 turbo de 250 cv).

puma-volta-3-620x371

Outro exemplo é o Willys Interlagos, que em 2006 inspirou o designer João Paulo Melo a criar uma versão moderna do esportivo nacional de alma francesa, usando mecânica Renault (um quatro-cilindros de dois litros e 142 cv montado em posição central traseira).

inter

Depois de alguns percalços no andamento do projeto, João Paulo decidiu mudar o design e a abordagem do projeto — agora, a ideia é semelhante à do novo Puma: criar uma categoria monomarca (já existem até alguns investidores interessados) como forma de tentar viabilizar a produção de uma versão para as ruas. A história toda você confere aqui.

puma-puma (2)

Enfim, o que queremos dizer é que existem vários carros brasileiros que ainda merecem ganhar releituras — modelos icônicos que já não existem mais e certamente não estão nos planos dos fabricantes. Você com certeza lembra de alguns, mesmo que ainda nem fosse nascido quando eles eram vendidos. Estamos certos ou não?

Claro que estamos. E por isso queremos saber: qual é o carro nacional que não existe mais e merecia uma releitura moderna? Como sempre, a caixa de comentários está aberta e pronta para suas sugestões!

[ Foto de abertura: Juliano Barata ]

Matérias relacionadas

Pink Pig: quando a Porsche colocou um 917 cor-de-rosa para correr em Le Mans

Dalmo Hernandes

Que carro você compraria por até R$ 10 mil?

Dalmo Hernandes

Como as vans customizadas dominaram os EUA nos anos 70

Dalmo Hernandes