A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Zero a 300

RAM 1500 Rebel chega ao Brasil por R$ 400.000, Toyota Corolla GR-S é apresentado, Hamilton disputará GP de Abu Dhabi e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

RAM 1500 Rebel é lançada no Brasil por R$ 400.000

A espera acabou, e a nova RAM 1500 Rebel enfim foi lançada no Brasil. A picape chega, a princípio, na versão única Rebel, equipada com um V8 de 5,7 litros e 400 cv. Com a proposta de ficar um degrau acima das picapes médias oferecidas no Brasil, ela não custa pouco: na pré-venda, que começou ontem, ela custa R$ 399.990. O Juliano Barata já fez sua avaliação em vídeo para o canal do Autoline, que você pode conferir abaixo:

Por este valor, o que se compra é uma picape maior que os modelos atualmente disponíveis no mercado. Ainda assim, suas dimensões e peso permitem que ela seja conduzida por motoristas com CNH de categoria “B” – ela tem tem 5,93 metros de comprimento, 2,08 m de largura, 2,01 m de altura e entre-eixos de 3,67 m, e pesa 2.610 kg.

O motor Hemi de 5,7 litros entrega seus 400 cv a 5.600 rpm, com 56,7 kgfm de torque a 3.950 rpm. Ligado a um câmbio automático de oito marchas, ele é capaz de levar a RAM 1500 Rebel de zero a 100 km/h em 6,4 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente a 174 km/h. A versão Rebel acompanha esta força com visual agressivo – grade exclusiva, acabamentos externos em preto e rodas de 18 polegadas com pneus de uso misto.

A RAM 1500 Rebel oferece uma boa seleção de equipamentos – incluindo ar-condicionado automático de duas zonas, câmera de ré, central multimídia UConnect de 12” com Android Auto e Apple CarPlay, cruise control adaptativo, faróis e lanternas de LED, computador de bordo com tela de 7” e carregador de celular por indução. Com o pacote opcional Level II, ela recebe também sistema de som Harman Kardon de 900W e 19 alto-falantes mais subwoofer, HUD e retrovisor interno com tela para a câmera traseira.

As 100 primeiras unidades começaram a ser vendidas ontem, com todos os equipamentos disponíveis e o kit estético Night Edition (mostrado nas fotos, com rodas, emblema e peito de aço escurecidos), por R$ 419.990.

 

Toyota Corolla GR-S brasileiro é apresentado e chega no começo de 2021

A Toyota resolveu que as novas Hilux e SW4 não seriam suas últimas novidades em 2020: foi apresentado ontem (10) o Corolla GR-S, versão esportiva do popular sedã médio. E, cá para nós, ele é uma agradável surpresa.

O visual do Corolla GR-S já era bem conhecido e o modelo nacional não traz novidades. O carro tem toques esportivos sutis – para-choque com desenho mais agressivo; acabamento em preto na grade; teto e capas dos retrovisores pintados de preto; rodas de 17 polegadas com desenho exclusivo; e um discreto spoiler na tampa do porta-malas. Por dentro, a pegada é a mesma: acabamento preto em couro e Ultrasuede, costuras vermelhas, e o emblema da Toyota Gazoo Racing nos encostos de cabeça e volante.

O motor é exatamente o mesmo 2.0 da versão XEi, na qual o Corolla GR-S é baseado – ou seja, tem 177 cv a 6.600 rpm e 21,4 kgfm de torque a 4.400 rpm, sempre com câmbio CVT que simula dez marchas. Contudo, a Toyota ressalta que realizou mudanças no chassi do carro: foram instalados defletores aerodinâmicos no assoalho, braço estrutural ligado ao chassi, novos amortecedores e molas mais firmes. Não esperávamos nem isto, considerando o histórico conservador da Toyota no Brasil.

O Corolla GR-S é baseado na versão XEi, mas possui alguns equipamentos extras. Ele vem equipado com central multimídia touchscreen de 8”, conexão Android Auto e Apple CarPlay, faróis com acendimento automático, partida sem chave, e com o pacote Toyota Safety Sense, que inclui alerta de colisão frontal, frenagem autônoma de emergência, alerta de mudança de faixa com correção de trajetória e cruise control adaptativo.

O Corolla GR-S começará a ser vendido até março de 2021. O preço ainda não foi definido mas, caso a Toyota decida-se pela mesma estratégia do antigo Corolla XRS, seu preço deverá ficar entre os R$ 126.590 do Corolla XEi e os R$ 146.390 do Corolla Altis. Apostamos em algo entre R$ 130.000 e R$ 135.000.

 

Lewis Hamilton testa negativo para COVID-19 e vai correr em Abu Dhabi

Lewis Hamilton está livre do coronavírus. O piloto recebeu os resultados de seus novos testes e o resultado foi negativo para todos eles. Ele já cumpriu todos os protocolos de isolamento exigidos pela FIA, e poderá disputar o GP de Abu Dhabi no próximo domingo (13). Hamilton já viajou para os Emirados Árabes Unidos para os treinos desta sexta-feira.

O retorno de Lewis Hamilton significa que George Russell, seu substituto no conturbado Grande Prêmio de Sakhir, voltará para a Williams na última corrida da temporada. Já o substituto de Russell na Williams, Jack Aitken, voltará a sentar no “banco de reservas”.

Hamilton já é o campeão de 2020 na Fórmula 1, e voltará só para cumprir tabela. Ou seja: não esperamos emoções fortes neste fim de temporada.

 

Projeto de Lei quer zerar impostos sobre carros elétricos

Um novo Projeto de Lei assinado pelo deputado Luiz Nishimori (PL-PR) quer zerar os impostos sobre importação e venda de carros elétricos. O PL 5308/20 quer reduzir para zero o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e também as taxas do PIS/Pasep e da Cofins tanto para importação de elétricos e híbridos quanto para a venda no mercado interno. Atualmente, os carros eletrificados já têm IPI reduzido, de 7%.

O deputado acredita que, ao reduzir os impostos (e, consequentemente, os preços para o consumidor final), a demanda pelos elétricos no Brasil aumentará, estimulando a indústria, os investidores e a geração de empregos e renda.

Até outubro de 2020, foram vendidos pouco mais de 19.000 veículos eletrificados no Brasil – destes, pouco mais de 500 são totalmente elétricos. É um número baixo comparado aos países da Europa (muitos dos quais pretendem banir os carros novos com motor a combustão até 2030), mostrando que ainda estamos distantes da eletrificação em massa.

 

MV Agusta Superveloce ganha edição inspirada pelo Alpine A110

A Renault já falou sobre seus planos para transformar a Alpine em sua nova divisão esportiva, com direito a versões apimentadas de seus carros usando o sobrenome Alpine – o que certamente trará mais destaque à marca.

Talvez por isto a MV Agusta tenha se adiantado e criado uma série especial para a superesportiva Superveloce inspirada pelo Alpine A110. A MV Agusta Superveloce Alpine traz um esquema de cores azul e branco que remete às cores usadas pelos esportivos em competições na década de 1960. Há também emblemas na carenagem e bandeiras da França e da Itália espalhados pela motocicleta, em uma referência às raízes das duas empresas.

A motocicleta também traz banco em Alcantara com costuras azuis, tipografia especial no quadro de instrumentos (que é totalmente digital) e o kit Racing que é opcional para a Superveloce – e inclui escape com três saídas, ECU remapeada e capas personalizadas para a moto e o banco traseiro.

 

Fora isto, a Superveloce Alpine tem a mesma mecânica da versão normal: um tricilíncrico de 800 cm³ com 145 cv a 13.000 rpm, capaz de levá-la até os 240 km/h.

Matérias relacionadas

Uma retrospectiva dos esportivos da Fiat em seus 40 anos de Brasil – Parte 1

Dalmo Hernandes

Suzuki Swift Sport chega à nova geração mais leve e com motor turbo

Dalmo Hernandes

Lewis Hamilton agora é Sir Lewis, Aston Martin divulga suas cores na F1, o segundo fracasso do SSC Tuatara e mais!

Leonardo Contesini