FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Rocky Auto: a oficina dos sonhos para qualquer fã da cultura automotiva japonesa

Nunca, nunca mesmo, vamos nos cansar da distante e fascinante cultura automotiva japonesa, que parece misturar a paixão e a atenção aos detalhes dos europeus com a busca incansável dos americanos por mais potência. Uma prova disso é a Rocky Auto, oficina especializada em restaurar e modificar clássicos da Nissan, como o SKyline GT-R “Hakosuka” ou o 240Z. E cada um dos carros é uma verdadeira obra de arte. Duvida?

A Rocky Auto foi fundada em 1985 por Yoshiya Watanabe, e começou como uma revenda de carros usados que também consertava e restaurava automóveis, mas não demorou para que os serviços de restauração se tornassem a principal atividade da companhia. No início da década de 1990, Watanabe participou de alguns encontros de clássicos por todo o Japão, e sua fama começou a se espalhar.

rockyauto (14)

Watanabe sempre foi um apaixonado pelos carros da Nissan e é dono de uma das maiores coleções de Skyline do Japão, com destaque para seus GT-R “Hakosuka” (1968-1972) e “Kenmeri” (1972-1977) — deste último, foram fabricadas menos de 200 unidades. Contudo, a Rocky Auto é conhecida mesmo por seus restomods.

Watanabe não faz questão de que o mundo conheça suas criações — participar de encontros nacionais e divulgar seu trabalho dentro do Japão costuma ser o suficiente. Contudo, se você quiser conhecer a oficina e o trabalho do cara, as portas da Rocky Auto estão sempre abertas, fotos são permitidas e, consequentemente, seu trabalho é exibido espontaneamente. A Internet dá conta do resto. Hoje, chegou a vez de o FlatOut fazer sua parte — mesmo que nunca tenhamos ido até lá.

rockyauto (1)

Pelas fotos acima, dá para ter noção do que você vê assim que chega na sede da Rocky Auto em Okazaki. Elas foram capturadas em 2006, mas as coisas não mudaram muito de oito anos para cá — Watanabe ainda mantém dezenas de carros na oficina, alguns deles originais, em bom estado ou impecáveis, outros quase totalmente desmontados e, claro, uma boa parte deles restaurados, modificados e à venda.

rockyauto (21)

Talvez o carro que melhor represente a filosofia da Rocky Auto — tornar os carros antigos mais rápidos e confortáveis sem comprometer demais sua identidade — seja este GT-R “Kenmeri” preto, que já apareceu no Speedhunters (em 2010, quando ainda nem estava pronto) e em vários outros veículos especializados, digitais e impressos, além de ser figura constante em eventos. O motor é uma versão de aspiração natural do RB26, o seis-em-linha de 2,6 litros que, equipado com dois turbos, ocupava o cofre do Skyline GT-R R34.

rockyauto (22)

Neste carro, porém, não há indução forçada, e sim uma preparação à moda antiga que envolveu a adoção de componentes forjados, aumento na taxa de compressão e instalação de seis corpos de borboleta individuais — tudo para chegar perto dos 300 cv.

rockyauto (7)

Em 2010 o carro ainda não estava com o interior pronto — diferentemente do que se vê nestas fotos, de agosto do ano passado. O painel original foi substituído pelo encontrado no Skyline R33 e adaptado de forma espetacular. O cluster, porém, foi substituído por um digital — que causa um interessante contraste com o volante Nardi de três raios.

rockyauto (25)

A suspensão traseira original do GT-R “Kenmeri” usava braços semi-arrastados, mas a Rocky Auto instalou no carro um sistema multilink bem mais moderno e, certamente, capaz de garantir um comportamento dinâmico bem superior.

rockyauto (11)

Por outro lado, de vez em quando a Rocky Auto comete algumas pirações — como este Skyline “Hakosuka” GT-X com visual do GT-R (o GT-X ficava abaixo dele) e um motor no mínimo inesperado: um V8 1UZ da Toyota, que equipava modelos como o Crown, o Aristo, o Soarer e o Lexus LS400.

rockyauto (10)

Com quatro litros de deslocamento e 250 cv, o motor foi mantido quase todo original — com exceção do sistema de escape. Em um carro leve como o Skyline C10 (que pesa cerca de 980 kg), é mais do que o suficiente para garantir um excelente desempenho. Além disso, a fama do motor 1UZ em termos de confiabilidade é uma das melhores.

rockyauto (12)

Suspensão, freios e o sistema de direção hidráulica vieram do Skyline R32. A gente adoraria dirigir este carro, de verdade. Mas por causa de projetos como este que algumas criações da Rocky Auto são vistas como heresias.

rockyauto (8) rockyauto (9)

Acontece que boa parte deles usa quase exclusivamente componentes da Nissan — como este S30, que também tem um RB26, mas turbinado, com comandos mais agressivos e turbo para entregar uma manada de mais de 600 cv…

rockyauto (16)

… ou o famoso Hakosuka “Carbon” que, como o nome diz, recebeu um envelopamento com padrão de fibra de carbono — e componentes feitos com o material, claro, como o capô, toda a dianteira e as molduras dos para-lamas. O motor é uma versão modificada do RB26, de aspiração natural, com pistões forjados, cabeçote Autech rebaixado (pra aumentar a taxa de compressão para 11,5:1), comandos Tomei e 220 cv.

Poderíamos passar o dia todo escrevendo sobre os carros da Rocky Auto e ainda não falaríamos de todos eles. Sendo assim, talvez a melhor forma de dar uma noção de tudo o que há por lá seja com imagens — elas não valem mais do que palavras? Sendo assim, nada mais justo do que encerrar este post com algumas delas:

[ Fotos: Japanese Nostalgic Car, Speedhunters, San Maru Garage ]