A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Cinema Projetos Gringos

“The Hire”: a incrível série de ação da BMW está de volta – e já tem um novo trailer

Em 2001, o mundo descobriu que a BMW não fazia apenas carros: eles também sabiam fazer filmes. Quer dizer, uma minissérie na Internet, com episódios de até dez minutos, mas com produção e elenco dignos de Hollywood.

Era The Hire, que acompanhava um motorista, batizado simplesmente como “The Driver”, que era contratado por diversas pessoas para realizar diversas missões ao volante. O conceito pode soar familiar ao filme Drive mas, naturalmente, a ideia da BMW veio antes: Drive foi lançado em 2011.

A série foi um verdadeiro sucesso. Apesar de ser, em essência, uma maneira mais refinada de promover as qualidades dinâmicas dos carros da BMW, The Hire tinha todos os elementos que um bom filme de ação precisa ter: produção bem feita, pitadas de humor, bons diretores e grande elenco e, claro, muitas perseguições. E fez bonito como propaganda, também: em 2001, depois da estreia da série, a fabricante alemã viu suas vendas aumentarem 12%.

Não é para menos. Cada um dos episódios (foram cinco na primeira temporada, de 2001, e três na segunda, no ano seguinte) era dirigido por um diretor famoso, e estrelado por atores do primeiro escalão. O motorista era interpretado por Clive Owen, que contracenava com gente do calibre de Mickey Rourke, Danny Trejo, Gary Oldman, Marilym Manson e Madonna. Vai achando que era brincadeira.

Nos anos seguintes, a BMW lançou todos os episódios em DVD. Os discos foram distribuídos pela revista Vanity Fair, cujas edições desapareceram das bancas, e também em concessionárias BMW selecionadas. Além disso, podiam ser encomendados no site da BMW Films, mediante o pagamento das despesas de postagem. Hoje, os DVDs são considerados item de colecionador.

Os episódios permaneceram disponíveis no site oficial até 2005, quando foram removidos. A série foi abandonada, porque a BMW acreditava que seus custos já não compensavam o aumento nas vendas. Bem, foi assim até agora.

 

Não precisamos dizer que ficamos bem empolgados quando soubemos que a BMW trará The Hire de volta, e novamente com Clive Owen no papel principal. O novo episódio, de acordo com este teaser feito durante as gravações, se chamará The Escape. Assista e tente, em vão, não se animar:

O estilo realista fica por conta do sul-africano Neill Blomkamp, que ficou famoso nos últimos anos com Distrito 9, um pseudo-documentário sobre a segregação de alienígenas invasores em Joanesburgo (se você nunca assistiu, faça isto logo). Também fazem parte do time Jon Bernthal (The Walking Dead), Dakota Fanning (“Guerra dos Mundos”, 2005) e Vera Farmiga (Bates Motel).

A BMW não deu mais detalhes e, pelo jeito, teremos que esperar até dia 23 de outubro, quando The Escape estreia, para saber mais.

Até lá, que tal conferir todos os episódios anteriores e entender por que The Hire fez tanto sucesso?

 

Primeira temporada

Ambush (“Armadilha”)

Carro: BMW 740i

O motorista precisa transportar um senhor idoso para um local desconhecido, mas é pego em uma armadilha e descobre que o homem havia roubado um punhado de diamantes. Só tem um problema: ao que tudo indica, ele decidiu… engoli-los.

 

Chosen (“Escolhido”)

Carro: BMW 540i

O motorista agora escolta uma criança asiática que, de acordo com o que sabe, é sagrada e protegida por monges. O garoto diz dá um presente ao motorista, mas diz que ele só pode abri-lo quando a missão acabar. Acontece que o monge que acompanha a dupla é, na verdade, um impostor.

 

The Follow (“A perseguição”)

Carro: BMW 328i cupê e Z3 roadster

Contratado por um diretor de cinema para espionar a esposa de um ator paranóico, o motorista explica para a câmera como é faz para seguir alguém de carro sem ser notado. No fim das contas, ele descobre que a mulher estava fugindo de um marido abusivo e se recusa a receber pelo serviço.

 

Star (“Estrela”)

Carro: BMW M5

Este deve ser o episódio mais famoso. Nele, Madonna é uma cantora muito famosa e muito, muito mimada. Seu empresário, então, resolve dar uma lição nela e contrata o motorista para levá-la para um passeio, digamos, “animado”. E ela se senta no banco de trás, sem cinto de segurança. O final é simplesmente hilário!

 

Powder Keg  (“Barril de Pólvora”)

Carro: BMW X5 3.0i

Desta vez, quem contrata o motorista é a ONU, dando a ele a missão de resgatar um fotógrafo de guerra preso em território hostil, longe dos EUA, depois de um confronto militar. O homem está ferido, mas consegue conversar com o motorista e conta como decidiu ser fotógrafo, dizendo que foi sua mãe quem lhe ensinou a “ver”. Depois de cumprida a missão, com direito a chuva de tiros, descobrimos que a mãe do fotógrafo é cega.

 

Segunda temporada

Hostage (“Refém”)

Enquanto a primeira temporada trouxe diferentes modelos da BMW disponíveis em 2001, a segunda temporada deu destaque ao Z4, que havia acabado de ser lançado. No primeiro episódio, o motorista é contratado pelo FBI para ajudar a prender uma quadrilha de sequestradores e libertar seu refém.

 

Ticker (“Tic-tac”)

O motorista precisa transportar um homem ferido com uma maleta enquanto foge dos tiros de um helicoptero. O homem não diz o que há na maleta mas, ao ser atingida por uma bala, um fluido cinza estranho começa a sair pelo buraco. É revelado, então, que se trata de um coração a ser transplantado no peito de um político.

 

Beat the Devil (“Vencer o Diabo”)

No episódio mais insano da série (ao menos até agora), quem contrata o motorista é ninguém menos que James Brown, a lenda do funk! Na história, Brown pretende renegociar uma dívida com o próprio Diabo, a quem deve sua alma depois de pedir fama e fortuna ao Tinhoso em 1954. A nova proposta: caso o motorista do Diabo perca para o protagonista em uma corrida de arrancada, deverá garantir mais 50 anos de carreira a Brown. Caso vença, fica com a alma do motorista. Confiante, o motorista topa!

 

 

Matérias relacionadas

Golf GTI no dinamômetro, o Toyota GT86 no Brasil, Hyundai Veloster com descontos e mais!

Leonardo Contesini

Como a cerveja favorita de Dom Toretto ajudou a salvar uma cidade inteira da miséria

Leonardo Contesini

Não, Carros nunca foi só um filme para crianças

Dalmo Hernandes