A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Toyota Supra terá versão de 510 cv, Civic Type R pode chegar aos 400 cv, os pistões impressos em 3D pela Porsche e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Toyota Supra terá motor do BMW M3 em edição limitada

Para quem achou a potência do Supra um pouco decepcionante — afinal, ele foi lançado com apenas 10 cv a mais que seu antecessor e só agora, na linha 2020, chegou aos 385 cv — uma apuração do site japonês Best Car Web traz boas notícias: a Toyota planeja uma versão GRMN para o Supra, equipada com o motor S58 do BMW M3.

Sim: ao que tudo indica teremos um Supra com 510 cv para, finalmente, se distanciar do BMW Z4 — a BMW já adiantou que não pretende fazer um Z4 M. O problema é que ele será uma edição especial limitada a 200 unidades, o que é pouco, mas é melhor que nada. Ainda de acordo com o Best Car, ele será o único modelo a combinar o motor S58 a uma transmissão de embreagem dupla e sete marchas, já que os próximos M3/M4 terão o câmbio automático de oito marchas.

Outra notícia não tão boa é que ele só chegará no final de 2022 e será produzido somente até 2025. Depois disso, não teremos nem Supra GRMN, nem qualquer outro Supra, porque a produção será encerrada e, a menos que a Toyota encontre outra parceria, não haverá um modelo para compartilhar suas entranhas mecânicas com uma eventual sexta geração do cupê japonês. A BMW também já adiantou que não fará um sucessor para o Z4, deixando a Toyota sem muita alternativa além de simplesmente encerrar a produção. Como discutimos na primeira edição do nosso podcast, é difícil entender o que a BMW pretende — e agora isso afeta até mesmo sua parceira técnica. (Leo Contesini)

 

Porsche desenvolve pistões impressos em 3D

Tudo indica que estamos próximos de um salto significativo em performance nos carros nas próximas duas décadas — apesar de o universo conspirar contra — graças ao avanço tecnológico dos processos de fabricação, não apenas da engenharia do automóvel em si. A Bugatti, por exemplo, já usa pinças de freio feitas com impressão 3D e a HRE está desenvolvendo rodas de titânio impressas tridimensionalmente.

Agora, a Porsche anunciou que desenvolveu pistões com impressão 3D para o 911 GT2 RS. Graças à tecnologia, eles são mais leves e mais duros que os originais, e ainda puderam ter um circuito fechado integrado de arrefecimento, que ajuda o motor a desenvolver mais potência a ser mais eficiente.

O pistão ainda está razoavelmente longe de chegar à linha de produção, e foi desenvolvido em parceria com a Mahle e a Trumpf como uma prova de viabilidade, parte do processo de desenvolvimento do produto final. A intenção era verificar se eles podem operar normalmente sob pressão e calor. Depois de instalados no motor, eles passaram por 200 horas de testes em bancadas sem grandes problemas.

Os pistões são feitos de um pó metálico de alta pureza que é derretido por feixes de laser que formam as camadas que, empilhadas, formarão o pistão. Esse processo ajuda a reduzir o peso do pistão em 10%, diminuindo assim o conjunto de partes móveis, aumentando a eficiência do motor. Outra característica é que devido a esta “fundição a laser em camadas” foi possível fazer o sistema de arrefecimento. Graças a ele, a temperatura do pistão na região dos anéis é até 38ºC mais baixa.

Na prática, isso significa um ganho de 30 cv no motor de 700 cv do GT2 RS — ou seja, seria possível chegar aos 730 cv com o mesmo projeto graças às características trazidas pelo novo pistão. Infelizmente, a Porsche diz que ainda precisamos de 10 anos para termos estes pistões no mercado devido ao atual custo de produção das peças. (Leo Contesini)

 

Novo Honda Civic Type R pode virar híbrido de 400 cv com tração integral

Foto: BestCar Web

Com 310 cv no motor 2.0 turbo, o atual Honda Civic Type R é um dos hot hatches mais aclamados desta geração. Mas o próximo modelo pode ficar ainda mais potente, com 400 cv – graças à adoção de tecnologia híbrida.

A fonte vem direto do Japão: de acordo com a publicação nipônica BestCar, a próxima geração do Honda Civic Type R continuará usando o motor 2.0 turbo na dianteira, mas contará com dois motores elétricos, um para cada roda, no eixo traseiro. Com isto, além de ganhar quase 100 cv, ele terá tração nas quatro rodas – e vetorização de torque – e ficará mais próximo de caras como o Audi RS3 e o Mercedes-AMG A45. Caso seja adotado, o sistema híbrido deverá elevar a potência do Type R a um novo patamar. Considerando que o atual Type R de tração dianteira conseguiu bater a Ferrari F40 no famoso circuito de Suzuka, certamente uma versão de tração nas quatro rodas (mesmo que fique mais pesada) será ainda mais veloz em um circuito – ainda que o peso extra do sistema híbrido deva ser levado em conta.

De qualquer forma, o novo Type R deverá ser a última etapa da renovação do Civic, que no ano que vem deve ganhar uma nova geração internacionalmente. Sua chegada é prevista para 2022. Até lá, porém, a Honda mantém-se calada sobre o futuro do modelo. (Dalmo Hernandes)

 

Fabricante britânica vai lançar nova moto dois-tempos

No Brasil, a motos dois-tempos tornaram-se icônicas graças à Yamaha, que trouxe para o Brasil modelos como a RD135, a RD350 e a DT. Tidos como beberrões, temperamentais e antiquados, os dois-tempos também têm fãs pelo desempenho mais selvagem, pelo ronco característico e até pelo cheiro característico. E, por isto mesmo, uma empresa britânica chamada Langen Motorcycles quer trazê-las de volta.

Praticamente desconhecida, a Langer Motorcycles vai usar como base um projeto da italiana Vins, que também pretende colocar uma moto com motor dois-tempos no mercado em breve – a Vins Duecinquanta. O motor será o mesmo: um V-twin de 250 cm³ com 80 cv a 11.800 rpm.

A moto em si terá inspiração retrô, inspirado pelas cafe racers clássicas, porém com proporções e linhas contemporâneas. E, com componentes de fibra de carbono sobre um quadro de alumínio, ela é levíssima – tem 112 kg. Ela usa suspensão dianteira Öhlins com garfo invertido e um par de amortecedores Ktech Razor com reservatório externo de óleo na traseira.

A motocicleta ainda não teve o nome revelado e nem fala-se em números de produção, mas já existem projeções e o que se vê é um projeto bem atraente. A Langen Motorcycle diz que a quantidade de exemplares fabricados dependerá da demanda. Eles também dizem que cada unidade será feita de acordo com as especificações do proprietário, incluindo detalhes de ergonomia como posicionamento do guidão e das pedaleiras. Espera-se que a moto seja apresentada ainda neste trimestre no Reino Unido, com preço de pelo menos £ 30.000 – ou aproximadamente R$ 202.000 na cotação atual. (Dalmo Hernandes)

 

Novo Test Drive Unlimited é anunciado e ganha teaser

Embora não seja tão falada quanto Need for SpeedGran Turismo ou Forza Motorsport, a franquia Test Drive é uma das mais importantes dos games de corrida. E, para a alegria de muitos, vai ganhar um novo título: Test Drive Unlimited Solar Crown foi anunciado na última semana durante a Nacon Connect, evento digital da publisher francesa Nacon, que está cuidando do lançamento de TDU Solar Crown.

Test Drive Unlimited, o original de 2006, pode ser encarado como o precursor de Forza Horizon ao trazer um ambiente de mundo aberto no qual o protagonista controlado pelo jogador pode progredir na carreira de piloto. Test Drive Unlimited 2 foi lançado em 2011 para PS3, XBox 360 e PC – e, apesar de agradar aos fãs da franquia, teve os primeiros meses marcados por diversos bugs que prejudicaram sua reputação.

Desenvolvido pela Kylotonn Games (a mesma que produz os games oficiais do WRC), Test Drive Unlimited Solar Crown toma seu sobrenome da competição automobilística presente no jogo. Poucas informações sobre o jogo em si foram reveladas – a equipe de produção só diz que ele trará a essência dos títulos anteriores modernizada para a atual geração de jogos. Nem mesmo uma data de lançamento foi divulgada, o que indica que a desenvolvedora ainda pode ter bastante trabalho pela frente. (Dalmo Hernandes)

 

Jeep mostra teaser de Wrangler (ou Gladiator) com motor V8 392

Depois de publicar um teaser durante o final de semana, a Jeep apresentou hoje (13) o conceito Wrangler Rubicon 392.

E ele é exatamente o que o nome diz: um Jeep Wrangler com o motor V8 Hemi 392 (6,4 litros) disponível em outros modelos do grupo Fiat Chrysler Automobiles – como as versões SRT do Jeep Grand Cherokee e do Dodge Durango. No conceito, o motor entrega 456 cv e 62,2 kgfm de torque, e é capaz de levar o Jeep de zero a 100 km/h em menos de cinco segundos, de acordo com a fabricante.

A Jeep diz que foi preciso modificar o chassi do Wrangler para receber o motor de 6,4 litros, com novos suportes no cofre. Além disso, uma transmissão automática de oito marchas reforçada leva a força para as quatro rodas através do sistema 4×4 com reduzida. Há dois diferenciais Dana 44 com autoblocante, um em cada eixo, também devidamente reforçados.

Por ora foram reveladas apenas duas fotos do conceito. Nela, também podemos ver rodas de 17 polegadas com beadlocks e pneus de 37 polegadas de diâmetro. A suspensão foi levantada em cinco centímetros e recebeu amortecedores Fox Racing. O Jeep ainda tem para-choques de aço, guincho Warn, peito de aço e novas soleiras nas portas – e também um teto solar de lona com acionamento elétrico.

Embora seja um conceito, a Jeep não faz questão de esconder a vontade de colocar o Wrangler 392 nas ruas. Em eu pronunciamento oficial, a fabricante diz que “os entusiastas da Jeep vêm pedindo bastante por uma versão de produção do Wrangler com motor V8 nos últimos anos, e o novo conceito Jeep Wrangler Rubicon 392 é uma indicação de que logo este desejo pode se tornar realidade”.

Caso não sejam palavras vazias, teremos a certeza de que, dentro do grupo FCA, não é apenas a Dodge que sabe tratar bem seus fãs. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

A volta do Mustang Mach 1, BMW M5 vazado, uma reviravolta no caso Carlos Ghosn e mais!

Novo Smart aparece antes da hora, venda de carros usados aumenta, um 911 exclusivo para os ingleses e mais!

Leonardo Contesini

Nissan 400Z poderá usar motor V6 biturbo, Veloster N terá dupla embreagem, Novitec McLaren Senna chega aos 900 cv e mais!

Leonardo Contesini e Dalmo Hernandes