A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Volkswagen apresenta novo Polo em vídeo, novo BMW Série 5 começa a ser vendido no Brasil, Ferrari descarta uso de turbos em seus V12 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Volkswagen apresenta novo Polo em vídeo – mas ainda camuflado

Depois do T-Roc agora é a vez do novo Polo ser apresentado camuflado em um vídeo oficial da Volkswagen — ainda que o modelo, assim como o T-Roc, já tenha sido flagrado praticamente sem disfarces anteriormente.

O modelo, que já teve sua produção confirmada no Brasil, será baseado na mesma plataforma MQB já usada pelo Golf nacional. Os motores serão o novo 1.5 TSI, que substitui o 1.4 TSI (embora no Brasil o modelo deva ser oferecido com este último) com duas versões, uma de 130 cv e outra de 150 cv, além de um 1.0 TSI com 125 cv como no Golf.

 

 

Ferrari descarta uso de turbos em seus motores V12

2017-Ferrari-GTC4Lusso-engine-02

A Ferrari quer mesmo deixar claro que jamais pretende turbinar seus motores V12 — a maior de suas tradições até hoje. O CEO da fabricante, Sergio Marchionne, voltou a declarar que os V12 continuarão aspirados e receberão apenas assistência elétrica.

Em entrevista à revista britânica Autocar, Marchionne disse: “Sempre iremos oferecer um V12. Nosso chefe do programa de motores disse que seria uma completa loucura colocar um turbo em um V12, por isso eles serão sempre aspirados com sistemas híbridos”, disse.  Além disso, o foco da eletrificação não será a redução de emissões, e sim a otimização do desempenho do carro: “O objetivo de ter eletricidade em carros como este não é o objetivo tradicional. Não estamos tentando atingir duas metas. Estamos mesmo é tentando melhorar o desempenho nas pistas”, completou.

A declaração confirma em partes a notícia dos alemães da Autobild que comentamos no ano passado por aqui. Segundo a revista germânica, os V12 não receberiam qualquer tipo de assistência elétrica, porém a Ferrari já havia dado pistas de que este seria o futuro dos seus V12 quando apresentou o conceito 599 GTB HY-KERS em 2010, que usava o mesmo sistema de recuperação de energia cinética dos carros de F1. A questão era apenas evoluir o sistema para que a potência produzida compensasse seu próprio peso. E isso aconteceu durante o desenvolvimento da LaFerrari.

Como é o padrão da indústria, depois de ser oferecido em um modelo de ponta, a tecnologia agora irá aos poucos descer a escada hierárquica da linha de produtos da marca, chegando aos modelos grã-turismo e, possivelmente, aos esportivos V8 (e quem sabe ao futuro V6) de motor central.

 

BMW Série 5 começa a ser vendido no Brasil

bmw-44

 

Com chegada anunciada no início de março pela BMW, a nova geração do BMW Série 5 começa a ser vendida hoje em duas versões — 530i M Sport e 540i M Sport.

bmw-20

Os preços partem de R$ 315.000 (R$ 314.950 oficialmente) no 530i M Sport, que vem equipado com o motor 2.0 turbo de quatro cilindros, 252 cv e 35,6 mkgf, capaz de levar ao sedã aos 100 km/h em 6,2 segundos e seguir até os 250 km/h. A lista de equipamentos do novo modelo de entrada da Série inclui faróis de LED, sistema multimídia, assistente de estacionamento, ar-condicionado de duas zonas e rodas de liga-leve de 18 polegadas.

Logo acima está o 540i M Sport, de R$ 399.950, equipado com o 3.0 seis-em-linha biturbo de 340 cv e 45,8 mkgf. Com este motor o Série 5 G60 chega aos 100 km/h em 5,1 segundos e também vai até os 250 km/h, velocidade limitada eletronicamente. Além dos equipamentos do 530i, o 540i M Sport vem equipado com rodas de 19 polegadas, faróis adaptativos de LED, sistema de condução semi-autônoma, sistema de áudio da Harman Kardon, sistema de visão noturna, ar-condicionado de quatro zonas e sistema de sucção das portas.

As duas versões são equipadas com o câmbio automático de oito marchas (o onipresente ZF 8HP) já usado em outros modelos da marca como o M140i e o M340i/440i. Eles também são equipados com o pacote esportivo M Sport, como seu nome sugere, que inclui para-choques com visual mais agressivo, volante esportivo e acabamento exclusivo, com detalhes em preto

 

Um dos 20 Lamborghini Sesto Elemento está a venda

Unknown-6

Não sei quanto a vocês, mas nos últimos tempos os modelos mais interessantes da Lamborghini foram aqueles que ela não produziu em série. Lembra do sedã Estoque? E do híbrido Asterion? E do Sesto Elemento, todo feito de carbono?

Unknown-5

Embora os dois primeiros não tenham passado da fase de protótipos, o Sesto Elemento ganhou uma produção limitada a 20 exemplares, todos feitos para uso exclusivo em circuitos fechados, meio como um brinquedo de luxo. Porém ao menos um deles poderá rodar nas ruas — e ele está a venda.

Unknown

O modelo está anunciado no site JamesList por 2,4 milhões de euros, preço que soa salgado para qualquer plebeu amante de carros, porém está relativamente barato se levarmos em conta que o último Sesto Elemento foi vendido por 3 milhões de euros em um leilão.

Unknown-2

A conta fica ainda mais interessante quando se descobre que o vendedor oferece a opção de conversão street legal, realizada por uma empresa de engenharia “de alto nível”, segundo o anúncio, permitindo que o carro possa finalmente ser usado de verdade depois de seis anos. Isso porque apesar de estar com seu segundo proprietário e ter sido fabricado em 2010, ele ainda tem apenas 198 km rodados — que é mais ou menos o que a Lamborghini rodou com o carro nos testes finais antes da entrega ao comprador.

Unknown-4

O Sesto Elemento, caso você não lembro, é baseado no Gallardo, porém usa um visual mais moderno e, por ser feito de carbono (o sexto elemento da tabela periódica, daí seu nome), pesa apenas 999 kg, que são carregados pelo V10 de 570 cv ligado às quatro rodas – e por isso vai de zero a 100 km/h em apenas 2,5 segundos.

 

Lister irá relançar seu clássico das pistas nos anos 1950

Lister-Knobbly-Recreation-4

A fabricante/preparadora britânica Lister, mais conhecida por seus supercarros com motor Jaguar e versões radicais dos modelos da famosa marca, anunciou nesta semana que irá construir dez exemplares de seu esportivo Knobbly, que fez certo sucesso nas pistas nos anos 1950. E todos serão legalizados para as ruas.

Segundo a Lister o novo Knobbly será construído com os mesmos materiais, especificações e técnicas de manufatura do modelo original. O motor será baseado no clássico seis-em-linha da Jaguar, e irá produzir ao menos 330 cv. O chassi será tubular com carroceria de alumínio, tudo soldado e moldado a mão pela própria Lister ao longo de mais de 500 horas.

Lister-Knobbly-Recreation-2

A única diferença do Knobbly recreation para os originais serão as setas, retrovisores e porta-placas, necessários para que o carro possa ser licenciado para rodar nas ruas. Ele também terá painel revestido de couro e um novo santantônio para aperfeiçoar a proteção aos ocupantes.

Lister-Knobbly-Recreation-5

O preço, claro, não será nem um pouco acessível: a Lister irá cobrar 225.000 libras (R$ 900.000) pelo modelo 4.2 com cárter úmido e 295.000 libras (R$ 1,2 milhão) pelo modelo 3.8 com cárter seco.

Matérias relacionadas

Do 14-bis aos supercarros: a história dos motores V8

Leonardo Contesini

MF Ghost: conheça o novo mangá do criador de “Initial D” – tem até um Toyota 86!

Dalmo Hernandes

As peruas mais bacanas que não temos no Brasil – de modelos que são vendidos aqui

Dalmo Hernandes