FlatOut!
Image default
Automobilismo

Acompanhe as 24 Horas de Le Mans 2022 ao vivo com o FlatOut!


Fala, galera! Chegou o mais longo dia do ano: as 24 Horas de Le Mans. E mantendo nossa tradição, aqui está mais uma uma edição do nosso guia para acompanhar cada segundo das 24 Horas de Le Mans 2022 ao vivo! — a décima, se considerarmos as duas primeiras feitas pela equipe no antigo Jalopnik Brasil.

Há muita coisa bacana sobre a corrida deste fim de semana espalhada por aí, mas não se preocupe: juntamos aqui tudo o que você precisa para acompanhar cada minuto das 24 Horas de Le Mans ao vivo!

A primeira coisa que você vai precisar é um monte de café ou energéticos que te ajudarão a se manter acordado pelas 24 horas de prova. Depois, sempre é legal ter com quem comentar a corrida e isso nós vamos oferecer aqui, na nossa caixa de comentários, como fazemos todos os anos — e quebramos recordes de comentários no site.

Mas números são apenas números, e o que importa de verdade pra gente é que vocês estejam por aqui, acompanhando pelos comentários ou pela thread oficial no grupo exclusivo dos FlatOuters. Por isso, vamos logo ao que interessa!

 

O que esperar da prova de 2022?

Se você achou a estreia da Hypercars (LMH) em 2021 um tanto tediosa, com mais um domínio da Toyota, aqui vai uma notícia boa: neste ano as mudanças no Balanço de Performance (BoP) e com a evolução das outras duas equipes que estão disputando a LMH, a edição de 2022 promete ter mais emoções.

24 Horas de Le Mans 2022 ao vivo

Isso fica claro pelos tempos da classificação, com os três primeiros carros separados por menos de 0,4 segundo, mas também pelos resultados das duas primeiras provas da temporada. Na primeira etapa a Alpine venceu a 1000 Milhas de Sebring, com a Toyota em segundo e a Glickenhaus em terceiro — e a Toyota foi a única que entrou com dois carros na pista, classificando-se em quarto e em sétimo, enquanto Alpine foi pole e Glickenhaus ficou com o segundo melhor tempo.

Na segunda etapa, novamente a Toyota foi a única a competir com dois carros, e se classificou em quarto e sétimo novamente. A Glickenhaus conquistou a pole position e a Alpine largou em segundo. Durante a prova, contudo, a Toyota conseguiu superar os rivais e venceu, com a Alpine em segundo e a Glickenhaus em terceiro na classe — o outro Toyota teve um problema no sistema híbrido e abandonou.

Agora, a Toyota finalmente conquistou a pole, mas com a Alpine na sua cola. Muito do desempenho fraco da Alpine no ano passado se devia à adaptação de seu LMP1 como um Hypercar, enquanto a Glickenhaus tinha mais problemas de confiabilidade que foram naturalmente sanados com tempo e dinheiro. A Toyota, por sua experiência de três vitórias e outras seis participações menos bem-sucedidas, ainda é a favorita, mas não podemos tomar como garantida a vitória, nem esperar um passeio dos japoneses.

A própria equipe vem dizendo isso. O piloto argentino José María López, atual vencedor de Le Mans pela Toyota, disse que “teremos muito mais combate neste ano”.  “A Glickenhaus, no ano passado, era rápida por uma volta. Agora eles conseguem ser rápidos o stint inteiro. A Alpine venceu a primeira etapa facilmente, e foi competitiva em Spa; eles estão na frente no campeonato e por uma boa margem. Estão indo bem”, disse o argentino ao site Motorsport.com.

A Alpine, contudo, irá disputar a 24 Horas com apenas um carro. A Glickenhaus entrará com dois carros pela primeira vez na temporada, como já fez no ano passado. A Toyota irá manter seus dois carros como nas etapas anteriores.

 

As categorias

A nova categoria de topo, como todos sabemos a essa altura de 2022, é a Le Mans Hypercars, que substituiu a LMP1 no ano passado. A categoria é identificada pelos números brancos sobre o fundo vermelho.

São os protótipos mais rápidos e mais avançados, com regulamento relativamente permissivo para motores, uma subcategoria para híbridos e restrições para pilotos: das classificações Platinum, Gold, Silver e Bronze usadas pela FIA, os pilotos do nível Bronze não podem disputar a corrida na Hypercars, ficando limitados à LMP2 ou GTE.

A LMP2 é uma categoria de protótipos com custos mais controlados, o que equilibra mais a disputa — e por este motivo é mais disputada que a Hypercars. Todos eles usam motores V8 de 4,2 litros — atualmente fornecidos somente pela Gibson — e são identificados pelos números brancos sobre o fundo azul. Os pilotos precisam ter o nível Silver ou Bronze, no mínimo. Somente a equipe espanhola CD Sport usa o chassi Ligier JS P217, as demais todas correm com Oreca.

Abaixo da LMP2 estão os GTE, baseados em carros produzidos em série. A categoria é dividida em duas subcategorias: Pro e Am. A LM GTE Pro é voltada aos pilotos profissionais, que precisam ter o nível Silver ou Bronze, enquanto a Am é voltada aos “gentlemen drivers”, que precisam apenas de um membro do trio de pilotos com nível Silver ou Bronze. Os carros da GTE Am também precisam ter ao menos um ano de competição ou usar as configurações da GTE Pro do ano anterior.

 

Os brasileiros nas 24 Horas de Le Mans 2022

Outra tradição de Le Mans é a presença brasileira: neste ano teremos seis pilotos em três categorias: na LMH, André Negrão continua na Alpine, no carro #36 ao lado dos franceses Matthieu Vaxiviere e Nicolas Lapierre. Na Glickenhaus teremos Pipo Derani no carro #708, também com uma dupla francesa: Romain Dumas e Olivier Pla.

Na LMP2 teremos Felipe Nasr e Pietro Fittipaldi. Nasr no Oreca-Gibson #5 da Penske, dividido com o americano Dane Cameron e o francês Emanuel Collard; e Fittipaldi no Oreca-Gibson #43 da Inter Europol Competition, ao lado do suíço Fabio Sherer e do dinamarquês David Heinemeier Hansson.

Por último, na GTE-Pro, o já vencedor Daniel Serra pilota a Ferrari 488 GTE Evo #51 da AF Corse ao lado do britânico James Calado e do italiano Alessandro Pier Guidi, enquanto Felipe Fraga larga com outra 488 GTE Evo, mas da Riley Motorsports, com o número 74, ao lado do britânico Sam Bird e do neozelandês Shane van Gisbergen

 

Como assistir

A prova começará às 11:00 da manhã de amanhã, horário de Brasília (14h30 no horário local), mas você já pode ir se preparando para acompanhar. Como em todos os anos, serão feitas transmissões em tempo real por rádio, Facebook, TV paga, streaming ao vivo, Twitter e aplicativos para dispositivos móveis. E é claro que a gente vai te dar uma mãozinha para encontrar as melhores formas de acompanhar!

O site oficial do evento fará a transmissão ao vivo, mas de um jeito diferente que ainda não está muito claro aparentemente haverá câmeras estáticas de 360 graus em diversos pontos para assistir gratuitamente (abaixo), além da transmissão oficial pelo app para Android que oferece a corrida por R$ 34,90 com opção de seleção de onboards, além da transmissão geral.

Se você não quiser desembolsar essa grana, a Toyota irá manter seu streaming onboard novamente, basta clicar aqui para assistir. Se você manja um pouco de inglês, vale ficar ligado na transmissão ao vivo da Radio Le Mans enquanto assiste à corrida. No site oficial de Le Mans, também há a tabela de tempos atualizada em tempo real.

Na TV paga, você precisa ter ESPN 4 ou Star+. Os canais/streaming irão transmitir três janelas da prova que somarão oito horas e meia ao vivo; a primeira se estenderá das 11:00 às 14:00; a segunda das 21:30 às 00:00, e a terceira das 08:00 às 11:00 do domingo. Como sempre, a transmissão será feita pela dupla Thiago Alves na narração e Edgard Mello Filho nos comentários.

E como sempre, os comentários estão abertos (assim como esta página) para acompanharmos todos juntos a partir das 11:00 deste sábado. Fiquem ligados!

 

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como