A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

408 4RM: os protótipos de tração integral que a Ferrari fez nos anos 80 (e você não conhecia)

É impressionante que uma fabricante de superesportivos famosa como a Ferrari, a ponto de ser a primeira a ser lembrada até por quem nem gosta de carros (pois é, existe gente assim), ainda seja capaz de surpreender com pontos obscuros de sua história. Por exemplo: você certamente lembra do choque geral que rolou em 2011, quando a Ferrari apresentou seu primeiro modelo com tração integral — a Ferrari FF. A FF causou bastante discussão entre os ferraristas. O fato de o motor V12 de 6,3 litros e 660 cv ficar na dianteira ou a tampa traseira que, tecnicamente, faz dela um hatchback,  nem foram a maior razão, e sim a adoção da tração integral pela primeira vez em uma Ferrari de rua. No entanto, não foi a primeira vez que uma Ferrari tinha a força do motor levada para as quatro rodas: na segunda metade da década de 1980, a fabricante construiu dois protótipos para testar, entre outras coisas, um complexo sistema de tração integral. Eram as Ferrari 408 4RM. Não se sinta mal por

Matérias relacionadas

Passat Variant W8: a perua de oito cilindros e tração integral que veio antes do RS4 Avant

Dalmo Hernandes

Estes caras transformaram o Suzuki Jimny em um monstrinho de drift com o motor do Nissan Silvia

Dalmo Hernandes

Opel Fiera: a história do “Chevrolet Opala do México”

Dalmo Hernandes