A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Cinema Projetos Gringos

A Ferrari Testarossa do verdadeiro “Lobo de Wall Street” está à venda – e como nova!

É realmente curioso que Leonardo DiCaprio jamais tenha ganhado um Oscar. E a gente poderia citar uma enorme lista de filmes pelos quais o cara merecia a estatueta — do clássico absoluto “Titanic”, de 1997, passando pelo curiosíssimo “A Origem” (Inception, 2010), até seu clássico mais recente, “O Lobo de Wall Street” (The Wolf of Wall Street, 2013).

“O Lobo de Wall Street” conta a história, bem, do Lobo de Wall Street — ou melhor, Jordan Belfort, que ficou milionário manipulando a bolsa de valores americana na década de 1980. Ele comprava ações por centavos e vendia por dólares, viciou-se em cocaína e foi pego pelo FBI, passando 22 meses na cadeia.

Belfort só não ficou mais tempo preso porque concordou em ajudar os federais a desmontar seu próprio esquema, entregando ex-sócios e subordinados. Depois de ser solto, escreveu um livro de memórias (que serviu de base para o filme, dirigido por ninguém menos que Martin Scorcese) e tornou-se palestrante motivacional. Que coisa, não?

O filme mostra que antes de ser preso, no entanto, Belfort curtiu bastante seu dinheiro — e, obviamente, gastou uma boa parte dele com mansões e carrões. Incluindo um famoso Lamborghini Countach branco que, em uma das cenas mais icônicas da película, é destruído sem cerimônia quando Belfort tenta dirigir para a casa sob efeito de remédios extremamente fortes.

Para os fãs de supercarros italianos, fortes como algumas das cenas deste vídeo

O mais incrível é que, segundo consta, o carro usado na cena era um Countach 25th Anniversary Edition de verdade, do qual foram feitas apenas 658 unidades entre 1988 e 1990 (que comemoração longa, hein?). Possivelmente a mais veloz de todas as versões do Countach (desconsiderando os protótipos, que eram mais rápidos), ele tinha um V12 de 5,2 litros e era capaz de chegar aos 100 km/h em 4,7 segundos, com máxima de 295 km/h. Consta que o carro só sofreu danos estéticos mas, mesmo assim… foi muita ousadia da parte dos produtores, não?

O caso é que, Belford tinha outro supercarro branco símbolo dos anos 1980: uma Ferrari Testarossa 1991 (OK, ela foi feita nos anos 90, mas vamos ser flexíveis aqui).  Lembra muito o carro usado em Miami Vice — que suspeitamos ter sido a inspiração de Belfort na escolha.

testarossa-dicaprio

Aliás, DiCaprio também dirigiu uma Testarossa no filme 

E agora, a Testarossa está anunciada no site Classic Driver, especializado, bem, em clássicos à venda. E eles têm até um histórico do carro: ele teria sido vendido a Belfort em Nova York pela concessionária Ferrari Kessler Motors, e foi entregue pelo próprio dono da loja, Steven Kessler. Há documentos comprovando que Belfort fez o pedido e foi o primeiro dono da Testarossa.

testarossa-lobo (12) testarossa-lobo (2)

 

testarossa-lobo (14) testarossa-lobo (15)

Segundo o Classic Driver, o carro até se envolveu em um “incidente” típico do Lobo de Wall Street logo em seu primeiro test drive, mas eles dizem que só revelarão o que aconteceu a verdadeiros interessados.

De qualquer forma, a descrição do anúncio garante que os dois outros outros caras que foram donos do carro fizeram questão de mantê-la em perfeitas condições. E o hodômetro marca relativamente baixas 8.000 milhas, o que dá pouco menos de 13 mil km rodados.

testarossa-lobo (10)

Vale lembrar, é claro, que toda Ferrari Testarossa é um carro interessante — não apenas por ser um verdadeiro símbolo do estilo de vida exagerado da década de 1980, mas também pelo carro em si: o supercarro tem um flat-12 de 4,9 litros, comando duplo nos cabeçotes e 48 válvulas. Com 396 cv a 6.300 rpm e 49,9 mkgf de torque a 4.500 rpm, o motor era capaz de levar a Testarossa de 0 a 100 km/h em 5,3 segundos, aos 160 km/h em 11,4 segundos e aos 290 km/h de velocidade máxima. Mas estes são os dados de fábrica: na época do lançamento a revista Motor Trend conseguiu fazer o 0 a 100 km/h em 5,2 segundos e o 0 a 160 km/h em 11,3 segundos.

testarossa-lobo (16)

Aliás, você lembra que uma das duas Testarossa brancas usadas em Miami Vice já apareceu aqui no FlatOut quando foi anunciada para venda? Então: para o Classic Driver, a Ferrari do Lobo de Wall Street é um carro ainda mais interessante, pois “pertenceu a um personagem de verdade, um cara que provavelmente mostrou melhor do que ninguém tudo o que era bom e tudo o que era ruim na década de 1980”. Você concorda com eles?

testarossa-lobo (4)

De qualquer forma, não dá para saber quanto custa — a loja onde o carro se encontra, a MC Classics, em Monaco (onde mais?) só revela o preço a reais interessados. No entanto, considerando que já vimos uma Testarossa com apenas 296 km rodados sendo anunciada por US$ 400 mil (R$ 1,61 milhão, em conversão direta) e que o carro de Miami Vice custava US$ 1,5 milhão (R$ 6 milhões, também em cotação direta), podemos ter uma ideia…

Matérias relacionadas

Como foi feita a “dublagem” dos carros do filme de Need For Speed

Dalmo Hernandes

Qual foi o primeiro automóvel da história equipado com teto solar?

Dalmo Hernandes

Rally dos Sertões: a história do cross-country que atravessa o Brasil há quase 30 anos

Dalmo Hernandes