A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

A história da Jeep, parte 2: a compra pela AMC e a (re)invenção do do SUV

Há pouco mais de uma semana começamos a contar aqui no FlatOut a história da Jeep. E começamos do começo, quando a fabricante de utilitários mais emblemática do planeta ainda era só uma ideia e o primeiro Jeep era um artefato militar. Acontece que ele era um artefato militar tão bom, tão adorado pelos soldados e um projeto tão competente que a Willys, sua criadora, não podia deixar passar a oportunidade de transformá-lo em um veículo civil. A demanda foi praticamente imediata e, lançado em 1945, o Willys CJ (de Civilian Jeep) foi um sucesso. Tanto que a sua fabricante seguiu a receita por décadas, mantendo o Jeep original em linha ao lado de lançamentos mais modernos. Caras como o Jeep Wagoneer, que foi o sucessor do Willys Jeep Station Wagon, conhecido no Brasil como Rural. O Wagoneer, como dissemos, é considerado pioneiro entre os tradicionais utilitários esportivos americanos. Ele tinha chassi de Jeep, porém a

Matérias relacionadas

Sabine Schmitz não será apresentadora de Top Gear, Porsche não está interessada em autônomos, nova Saab não poderá se chamar Saab e mais!

Leonardo Contesini

A suspensão adaptativa da Bose está de volta – e pronta para ser lançada no ano que vem

Leonardo Contesini

Jeep registra novo SUV no Brasil, “elétricos não estão prontos”, Lego lança Aston de James Bond (com assento ejetável e metralhadoras) e mais!

Leonardo Contesini