A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Automobilismo História

A história de Luigi Chinetti, o homem que levou a Ferrari para os Estados Unidos

De acordo com os dados divulgados pela Ferrari em 2016, os Estados Unidos são o maior mercado da fabricante italiana de supercarros. Os norte-americanos compraram 30% de todas as Ferrari vendidas no mundo naquele ano – o mesmo que os cinco países Europeus que mais compram os carros da marca (na ordem: Itália, Reino Unido, Alemanha, França e Suíça). Mesmo levando em conta o tamanho da área e da população do país, fica evidente a importância dos EUA para os negócios da Ferrari. E tudo começou com um homem: Luigi Chinetti. Além de ser o importador oficial da Ferrari nos EUA por décadas, Chinetti era um dos homens de confiança de Enzo Ferrari – e estava ao volante da primeira Ferrari (uma 166 MM) a vencer as 24 Horas de Le Mans há 70 anos, em 1949. E não é só isto. Quer dizer, tecnicamente, tudo começou na segunda metade da década de 1940, quando Enzo Ferrari percebeu que sua Scuderia, por mais bem sucedida que fosse nas pistas, não poderia viver de patrocínio. Por sugest

Matérias relacionadas

Wasserboxer: quando a Volkswagen fez um motor boxer refrigerado a água

Dalmo Hernandes

Quando a Lotus transformou o Omega em um supercarro — ou quase isso

Dalmo Hernandes

Chevrolet 454 SS: a Silverado que obrigou a Ford a criar a F-150 SVT Lightning

Dalmo Hernandes