A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos História

A história do Chevrolet Corvette | Parte 2: a segunda geração

Há alguns dias, começamos a contar aqui no FlatOut a história completa do Chevrolet Corvette, um dos esportivos mais importantes de todos os tempos. É um carro de especial importância hoje em dia, especialmente depois que a GM decidiu, enfim, dar a ele um motor central-traseiro. Ao menos no Sting Ray, estamos falando de um bom e velho V8 pushrod, naturalmente aspirado, e capaz de entregar saudáveis 500 cv. Sim, a transmissão tem dupla embreagem e a Chevrolet provavelmente não dará a ele uma caixa manual, mas isto é o que menos importa no momento. Precisamos de esportivos como o Corvette para, no futuro, lembrar de como os nossos carros favoritos foram um dia. Acontece que o Chevrolet Corvette passou por diversas fases ao longo de suas oito gerações. No primeiro post desta série, contamos a história do primeiro de todos os Corvette, o C1, de 1953. Falamos sobre como ele nasceu como um esportivo bonito, porém fraco e não muito bem acabado, e ao longo dos anos foi ganhando força e refinamento

Matérias relacionadas

A evolução do Batmóvel dos filmes e da TV ao longo das décadas

Dalmo Hernandes

Este Porsche 935 de rua tem 750 cv e é um dos dois únicos que existem no mundo

Dalmo Hernandes

Seria o GT2 993 o melhor Porsche 911 já feito?

Dalmo Hernandes