A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Mais potência, mais visual, mais tudo: a visão das preparadoras para o novo Mustang 2015

O novo Ford Mustang já é realidade há algum tempo — as encomendas começaram em maio, a produção em julho, e as primeiras análises do muscle car repaginado, que já não é mais retrô, começaram a ser publicadas nos últimos dias. Era só uma questão de tempo até as primeiras oficinas de preparação e customização começarem a apresentar suas interpretações do muscle car.

A Saleen foi uma das primeiras, revelando sua versão do Mustang durante um evento no último dia 20 de setembro e, dias depois, foram reveladas as primeiras imagens oficiais. Ainda são renderizações, mas é o suficiente para entender a proposta da Saleen: acompanhar a Ford e, em vez de tentar resgatar o lado retrô do Mustang 2015, dar a ele um visual ainda mais agressivo.

mustang-roush-saleen (8)

O chamado Saleen Mustang 302 terá uma nova dianteira, com áreas pretas ao lado da grade e em volta dos faróis, além de um para-choque redesenhado com novos elementos aerodinâmicos e uma entrada de ar bem maior.

O Saleen Mustang 302 será lançado depois que o Mustang GT, com motor V8 de cinco litros, 441 cv e 55,3 mkgf de torque, fizer sua estreia no mercado — por enquanto, a Ford resolveu oferecer apenas a versão Ecoboost, com motor quatro-cilindros turbo de 2,3 litros e 310 cv. Nada mau, mas o território da Saleen é o dos motores V8, e a preparadora vai oferecer duas versões modificadas do 302 para seu Mustang.

saleen

Serão três níveis de acabamento para o Saleen Mustang 302: White Label, Yellow Label e Black Label. A primeira receberá mudanças no sistema de injeção, no módulo de controle do motor e no escapamento, que fica menos restritivo — o suficiente para elevar a potência a 456 cv e o torque, a 56,7 mkgf de torque. As coisas começam a ficar interessantes de verdade com o Yellow Label, que recebe um compressor mecânico para que seu V8 entregue 648 cv e 75,3 mkgf de torque — modificação também adotada no topo de linha Black Label.

Em comum, todos os modelos trazem o novo visual, teto de vidro panorâmico, câmbio manual, filtro de ar esportivo e diferencial de deslizamento limitado. White e Yellow são equivalentes (com a diferença de que o Yellow  tem o supercharger) enquanto o Black Label adiciona alguns itens de conforto, conveniência e desempenho: capô com scoop funcional, revestimento interno em Alcantara (com carpetes bordados) e um sistema de arrefecimento para os freios com dutos de fibra de carbono. Além disso, novos amortecedores e barras estabilizadoras também são exclusivos do Saleen Mustang 302 Black Edition.

 

A Saleen já está aceitando encomendas — não há dados de desempenho ou preços revelados até agora, mas um depósito de US$ 2.015 é o suficiente para reservar o seu. Você pode conferir todas as modificações na relação acima.

Além da Saleen, outra preparadora especializada em Mustang anunciou seus planos para a sexta geração do modelo. A americana Roush mostrou seu body kit projetado especialmente para o Mustang 2015, que inclui uma dianteira com linhas mais agressivas (que até aumentou o comprimento do carro em alguns centímetros). Embora sua função principal seja estética, existem a possibilidade de optar por um pacote funcional, que inclui capô com scoop, novos difusores e entradas de ar.

roush (3)

A Roush também deu ao Mustang novas rodas de 20 polegadas, mais leves, além de novos discos de freio e pastilhas para as pinças Brembo de seis pistões. E, se você está preocupado com o fato de o kit da Roush ser puramente estético, saiba que não é este o caso: a preparadora oferecerá vários níveis de preparação para as diversas motorizações do Mustang: RS para o Mustang V6, RS1 para o Ecoboost, RS2 para o V8 de cinco litros e RS3, que deverá incluir até um compressor mecânico para o V8.

mustang-roush-saleen (10)

E isto é só o começo: o potencial da sexta geração do novo Mustang é, sem dúvida, inegável e estas certamente são apenas as primeiras preparadoras aftermarket a dar um trato no puro-sangue. Imagine, então quando os donos da casa colocarem a Shelby na brincadeira!

 

Matérias relacionadas

Algum maluco transformou uma raríssima Ferrari 412 em uma picape para pintores!

Leonardo Contesini

Truenos: o que esperar do “Velozes e Furiosos paraguaio”?

Dalmo Hernandes

Supermáquinas: os maiores veículos já feitos pelo homem

Dalmo Hernandes