A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Alfa Romeo 8C Competizione: quando a beleza é (quase) o que basta

Quando se fala no Alfa Romeo 8C Competizione, muitos entusiastas – especialmente os da minha geração, que estão com 25-35 anos de idade – lembram imediatamente da opinião de Jeremy Clarkson a respeito dele. O falastrão apresentador britânico, cujas opiniões polêmicas lhe renderam tanto fama quanto infâmia, disse que o 8C era o mais próximo que um carro pode chegar de arte: absurdamente bonito, talvez o mais bonito de todos, porém completamente inútil enquanto automóvel – agrada apenas aos olhos de quem vê. Mas embora muito do que Jeremy Clarkson diz seja tratado como evangelho por boa parte da comunidade gearhead, a verdade é que ele gosta de exagerar algumas coisas – tanto que seus superlativos e metáforas absurdas são uma de suas marcas. O que leva a gente a se perguntar: será mesmo que o Alfa Romeo 8C era um carro tão ruim? Na avaliação, que foi ao ar em 2008, no quarto episódio da 11ª temporada de Top Gear, Clarkso

Matérias relacionadas

Mercedes lança A250 Sport no Brasil, os novos Porsche Cayman e Boxster GTS, um novo supercarro McLaren e mais

Leonardo Contesini

Este Peugeot 406 Coupé com motor V6 e câmbio manual está à venda

Dalmo Hernandes

Corcel 50 anos: a história contada com materiais inéditos, do GT XP ao Del Rey | FlatOut 56

Juliano Barata