A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Alfa Romeo Diva: o elo perdido entre o 33 Stradale e o 4C

O trabalho da Sbarro, preparadora e customizadora suíça especializada em conceitos e projetos exóticos, está longe de ser unanimidade entre os entusiastas. Sua história começou em 1957 quando Franco Sbarro se tornou mecânico da Scuderia Filipinetti, onde ele ajudava a desenvolver carros de corrida, mas na década de 1980, já com sua empresa própria, Sbarro passou a dar forma a carros um tanto bizarros, de gosto duvidoso – imagem que permanece até hoje. Há exatos 13 anos, porém, no Salão de Genebra de 2006, o nome da Sbarro apareceu em um conceito completamente inesperado, levando em consideração sua fama: o Alfa Romeo Diva. Um carro que realmente não parecia ter sido feito com o envolvimento da Sbarro – e acabou servindo de inspiração para o Alfa Romeo 4C, um dos mais importantes lançamentos da marca nos últimos tempos. O Alfa Romeo Diva foi a forma que a companhia italiana encontrou para demonstrar que um esportivo puro-sangue, sem os compromissos inerentes a um sedã, perua

Matérias relacionadas

Morgan: “o antídoto perfeito para a produção massificada”

Spa-Francorchamps, 1966: a corrida mais importante da carreira de John Surtees

Dalmo Hernandes

Do mato pisado ao asfalto: como os índios definiram as rodovias de São Paulo

Leonardo Contesini