A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Art Dèco cars: quando os carros eram obras de arte

Há pouco mais de dez anos, durante a nona temporada de Top Gear, Jeremy Clarkson, Richard Hammond e James May iniciaram uma discussão na qual se perguntavam se um automóvel pode ser considerado uma obra de arte. Aos olhos dos entusiastas a resposta é óbvia, mas como um belo carro é visto sob o crivo de um crítico de arte? O resultado foi um desafio entre o Audi TT de segunda geração, o Mazda RX-8 e o Alfa Romeo Brera, do qual o Alfa saiu vencedor, considerado o único do três digno de ser exposto em um museu de arte moderna. O conceito de arte moderna, contudo, é bastante flexível para colocar outros carros em exposições permanentes de museus consagrados. O Museu de Arte Moderna de Nova York, que você deve conhecer como MoMA, foi o primeiro a incluir carros em seu acervo permanente como exemplos de design funcional quando, em 1972, adquiriu um Cisitalia 202 GT de 1946. Mas esta não foi a primeira vez que um museu tratou os carros co

Matérias relacionadas

A história de W.O. Bentley, parte 3: a compra pela Rolls-Royce, a chegada à Aston Martin e os últimos dias

Dalmo Hernandes

Tuning de antigamente: os estilos e acessórios automotivos que marcaram época nos anos 1970 e 1980

Dalmo Hernandes

Nissan Kicks começa a ser vendido no Brasil, Chris Harris terá novo canal no YouTube, fabricantes brasileiras podem ser condenadas por impedir concorrência e mais !

Leonardo Contesini