A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

As versões do Fiat Uno mais interessantes (e curiosas) que não tivemos por aqui

Embora tenha sido projetado na Itália para substituir o 127, em 1983, o Fiat Uno acabou se tornando uma espécie de patrimônio brasileiro. Em nosso mercado peculiar, que favorecia carros compactos e baratos, o Fiat Uno foi lançado em 1984 como o mais moderno do segmento, tornou-se o primeiro dos populares com motor 1.0 na década de 1990, ganhou versões esportivas de peso nos modelos R e Turbo, e sobreviveu até o início dos anos 2010 como o carro nacional mais barato do mercado, sucesso entre frotistas e os que só queriam um meio de transporte básico e honesto. Sendo assim, goste você dele ou não, todos nós conhecemos as versões brasileiras do Uno de cabeça – dos mais básicos e comuns aos mais raros e equipados. Mas e as versões que não tivemos, você conhece? Que o Fiat Uno vendido na Europa era diferente do modelo brasileiro, você também já deve saber: na Itália, o estepe não era montado no cofre do motor, e por isso o capô e os para-lamas dianteiros eram diferentes. O Uno euro

Matérias relacionadas

Conheça os clássicos de corrida e de rua vendidos pela própria Mercedes-Benz

Dalmo Hernandes

Qual foi o pior comercial de carro que você já viu?

Dalmo Hernandes

Justa homenagem: quando carros icônicos inspiram outros carros

Dalmo Hernandes