A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

BMW M3 e M4 chegam na próxima quarta-feira, a nova Ferrari Portofino M, Honda WR-V ganha nova versão de entrada e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

BMW confirma lançamento do M3 e M4 em 23 de setembro

Até ontem era apenas especulação, mas agora a BMW confirmou o lançamento de sua nova dupla de esportivos no próximo dia 23 de setembro. A imprensa estrangeira já tem detalhes, mas devido ao embargo eles não puderam ser divulgados.

Não que haja muito o que revelar. Claro, não sabemos como será o visual limpo do carro, já que ele só apareceu pintado de forma furtiva para não exibir suas curvas tão despudoradamente antes da hora desejada pela BMW, mas muita gente já viu o carro, pois ele vem sendo apresentado a clientes potenciais em eventos como o M Drive Experience e M Track Days. Um leitor do FlatOut que participou do último evento do tipo, em Indinápolis, nesta quarta-feira (16) conheceu os dois modelos e confirmou que o M3, diferentemente do que esperávamos (e do que a BMW M revelou em seu teaser), terá a mesma grade vertical do M4 — e deverá manter a polêmica viva por mais alguns meses.

 

As cores e motorização já haviam sido confirmadas pela BMW anteriormente: o BMW M3 será lançado na cor verde Ilha de Man e o M4 na cor amarelo São Paulo, e ambos terão câmbio manual e duas versões do motor 3.0 biturbo, uma de 480 cv e outra de 510 cv.

O câmbio manual será combinado exclusivamente à versão mais mansa, de 480 cv. O modelo Competition, de 510 cv, será equipado apenas com a transmissão automática M Steptronic de oito marchas, com conversor de torque otimizado para a aplicação esportiva.

A BMW não confirmou a tração dos modelos, mas considerando os rumores sobre o esportivo, é possível que a versão Competition acabe recebendo futuramente o mesmo sistema de tração nas quatro rodas do Série 5, com modos de condução capazes de transferir a força totalmente para o eixo traseiro.

Como os detalhes já foram confirmados, mas estão embargados, é bem provável que o modelo acabe vazado antes da hora por alguém menos afeito a acordos de cavalheiros. Afinal, ainda há quem faça tudo por um clique. (Leo Contesini)

 

Honda WR-V ganha retoques de estilo e nova versão de entrada

Enquanto a nova geração do Honda Fit e seus derivados não chega, a Honda apresentou uma sutil reestilização de seu crossover compacto, o WR-V. O modelo ganhou retoques na grade, nas tomadas de ar e no conjunto óptico e uma reorganização da lista de equipamentos de série e opcionais, além de uma nova versão de entrada.

A principal novidade nos equipamentos é a oferta de controles de tração e estabilidade em todas as versões, incluindo a LX, de entrada, que custa R$ 83.400.  O modelo também ganhou uma nova padronagem do revestimento dos bancos, DRL de LED e sistema de monitoramento de pressão dos pneus, além de sistema de áudio Bluetooth com câmera de ré, assistente de partida em rampa, alerta de frenagem emergencial e faróis automáticos.

Acima dela vem a versão EX, de R$ 90.300, que aumenta a lista de itens de série com conjunto óptico de LED, airbags laterais, ar-condicionado automático, borboletas de trocas de marcha no volante, sensores de estacionamento na traseira, ajuste da altura dos faróis, sistema multimídia com Apple CarPlay e Android Auto.

No topo, está a versão EXL de R$ 94.700, que acrescenta à lista de itens o retrovisor interno eletrocrômico, sensores de estacionamento dianteiros, bancos de couro, GPS integrado e airbags de cortina.

 

Brembo anuncia discos de freio com acabamento espelhado

A Brembo mostrou ontem (16) seus novos discos de freio com acabamento espelhado – os chamados Brembo Greentive. Mas a fabricante garante que não se trata apenas de estética.

De acordo com a Brembo, os discos de freio Greentive passam por um tratamento chamado “High-Velocity-Oxy-Fuel” (HVOF). Não se trata de uma tecnologia nova – este tipo de revestimento foi desenvolvido na década de 1980, e consiste em borrifar uma mistura de combustível, oxigênio e uma liga metálica em pó sobre a peça (o metal usado depende da aplicação). O resultado é uma camada protetora muito resistente e de baixíssima porosidade, que segundo a Brembo não se desfaz com o atrito da pastilha de freio sobre o disco.

A empresa afirma que, com o acabamento espelhado, os discos de freio Greentive duram mais tempo e produzem menos resíduos – o que significa que as rodas não vão ficar tão sujas. Os discos trazem um pequeno emblema da Brembo estampado em sua superfície, e a fabricante diz que ele serve para indicar quando é preciso trocar os discos.

Por enquanto não há informações sobre preços e data de lançamento para os discos de freio espelhados, mas estas devem ser divulgadas em breve. (Dalmo Hernandes)

 

Ferrari Portofino M é lançada com 620 cv e novo visual

A Ferrari Portofino, sucessora da California T, foi lançada em 2017 – e já ganhou sua primeira atualização. Chamada Portofino M, seguindo a tradicional nomenclatura da Ferrari onde “M” significa “Modificatta”, ela tem motor um pouco mais potente e novos detalhes estéticos.

No departamento visual, a Portofino M ganha um novo para-choque dianteiro, com saídas de ar maiores, e um difusor traseiro redesenhado. Além disso, a Ferrari finalmente mudou o pano de fundo de suas renderizações de lançamento.

O V8 biturbo de 3,9 litros agora desenvolve 620 cv – antes eram 600 cv. O torque permanece inalterado, em 77,5 kgfm. Apesar dos 20 cv a mais, porém, a Portofino M tem uma vantagem ínfima na aceleração de zero a 100 km/h sobre o modelo anterior – agora são 3,45 segundos, ou 0,05 s mais rápido. Por outro lado, no zero a 200 km/h a melhoria é mais sensível: de 10,8 segundos para 9,8 segundos.

Outras mudanças técnicas são mais significativas, como a adição de um manettino de cinco posições – com dois novos ajustes: Race e Wet. Além disso, o sistema de escape ganhou um filtro de partículas para tornar a Portofino M adequada às leis de emissões europeias, cada vez mais restritivas. A Ferrari garante que, apesar de o filtro de partículas reduzir o volume do ronco do motor, um novo abafador foi desenvolvido para compensar. (Dalmo Hernandes)

 

Yamaha NMax 160 ganha edição limitada de Star Wars

A Yamaha anunciou nesta semana aquela que é “a primeira moto da galáxia” com temática da franquia “Guerra nas Estrelas”. A scooter NMax 160 Star Wars é uma edição limitada dupla inspirada na Aliança Rebelde e no Império Galáctico – os protagonistas e antagonistas da ópera espacial.

A ideia é que os compradores escolham seu lado da Força: a versão da Aliança Rebelde é branca, com adesivos que lembram o X-Wing Starfighter de Luke Skywalker e alguns “sinais de desgaste” falsos, como se a moto tivesse participado de uma batalha espacial. Já a a moto do Imperío Galácito é preta, e tem elementos que lembram o icônico TIE fighter, a nave de combate mais popular do lado negro da Força desde 1977, quando estreou o primeiro filme. Ambas trazem adesivos inspirados na simbologia dos filmes, e ambas serão feitas em tiragem limitada de 340 unidades cada uma.

O preço de ambas é o mesmo: R$ 14.390, mais R$ 1.000 da reserva – que deve ser feita online e paga antecipadamente. Na hora da compra é preciso escolher a versão e uma das unidades da rede de concessionárias para entrega. (Dalmo Hernandes)

 

BMW Sport Touring R 1250 RT é confirmada para o fim do ano no Brasil

A BMW Motorrad confirmou que, no último trimestre de 2020, será lançada a nova Sport Touring R 1250 RT – dois anos depois de seu lançamento na Europa.

Movida por boxer de dois cilindros e 1.254 cm³, ela tem 136 cv e 14,5 kgfm de torque. É uma boa evolução em relação ao modelo anterior, a R 1200 RT, que usava um motor de 1.150 cm³ com 125 cv e 12,7 kgfm de torque.

A versão europeia é equipada com controle de estabilidade, hill holder, dois modos de condução (normal e conforto) e painel de instrumentos com tela de 5,7 polegadas – além do modo de condução Dynamic, de caráter mais esportivo, como opcional. Embora não diga quais serão os equipamentos de série da R 1250 RT no Brasil, a BMW Motorrad garante que a moto virá recheada. Já o preço só será divulgado na ocasião do lançamento. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

O macacão de Ayrton Senna à venda, Fiat Strada vira “Dodge” RAM, Focus RS terá tração integral e mais!

Leonardo Contesini

Um Honda Accord com motor K20, dois hot hatches brasileiros, um Fusquinha bem original e mais no GT40

Dalmo Hernandes

Que tal um Citroën Xsara VTS preparado com mais de 200 cv na sua garagem? Este aqui está à venda

Dalmo Hernandes