A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

BMW M340i xDrive First Edition no Brasil, Ferrari V6 em testes, novo Honda City turbo registrado e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

BMW M340i xDrive First Edition chega ao Brasil por R$ 440.000 – e já está esgotado

A BMW anunciou a chegada do M340i xDrive First Edition ao Brasil. A série limitada é equipada com um seis-em-linha biturbo de três litros, 387 cv e 51 kgfm de torque, mais câmbio automático ZF de oito marchas e tração nas quatro rodas.

De acordo com a BMW, o M340i xDrive é capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,4 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h. A série First Edition é limitada mundialmente em 340 unidades numeradas (com direito a plaqueta no painel), das quais 20 serão trazidas ao Brasil. Mas a BMW nem teve tempo de divulgar direito: todos os exemplares destinados ao nosso mercado já estão reservados.

Além do seis-em-linha sobrealimentado, o M340i xDrive tem discos de freio ventilados nas quatro rodas, suspensão Motorsport 1 cm mais baixa, diferencial com autoblocante eletrônico e rodas de 19 polegadas com pneus 225/40 na frente e 255/35 atrás.

Por dentro, há central multimídia com tela de 10,25 polegadas, sistema BMW Driving Assistant Professional, que inclui alerta de mudança de faixa, alerta de tráfego cruzado dianteiro e traseiro e assistente de mudança de faixa. Mas quem quiser vai ter de esperar a próxima leva. (Dalmo Hernandes)

 

Ferrari flagrada em testes parece ter motor V6

Em 2018 a Ferrari confirmou que estava trabalhando em um novo motor V6 para modelos futuros. Em 2019, a fabricante italiana confirmou que o motor começaria a ser produzido “dali a dois ou três anos”. Agora, em 2020, é possível que os primeiros flagras em vídeo de uma Ferrari moderna com motor V6 tenham sido publicados.

 

Os vídeos foram publicados pelo perfil @cochespias no Instagram, e mostra aquilo que parece uma F8 Tributo (ou uma 488 GTB). O que chama a atenção é o ronco – mais grave e borbulhante do que os V8 e V12 de Maranello. Tem tudo para ser o tal V6 de que a Ferrari vem falando nos últimos dois anos.

Embora não seja possível saber se o carro dos vídeos é híbrido, a Ferrari já praticamente confirmou a adoção da tecnologia no motor V6. Não apenas para reduzir emissões, mas também para elevar seu nível de desempenho. E os italianos já prometeram que o motor de seis cilindros não substituirá nenhum de seus propulsores atuais – será apenas uma opção mais econômica e limpa, ao menos a princípio. (Dalmo Hernandes)

 

Novo Mercedes-Benz Classe S também aparece no Instagram

Falando em flagras do Instagram, aqui vai mais um: o novo Classe S – novo mesmo, e não uma reestilização. E também foi o pessoal do @cochespias quem divulgou as fotos do sedã, quase sem camuflagem naquilo que parece o pátio de uma oficina ou ferro-velho.

Com apenas algumas faixas coladas acima dos faróis, no capô e na tampa traseira, o carro mostra que a Mercedes adotará uma abordagem evolutiva com o novo Classe S, sem grandes revoluções. Ainda assinm, os faróis têm perfil mais baixo e um “olhar” mais agressivo. A mudança na traseira é mais sensível: as lanternas adotaram um design mais horizontal, inspiradas no atual CLS e em posição mais elevada.

O que muda de verdade, porém, é o interior. O painel ficou mais horizontal e limpo, e é dominado por duas telas – uma horizontal para o quadro de instrumentos e uma vertical para a central multimídia, tomando quase todo o console central. Porém aparentemente há botões físicos para os comandos do ar-condicionado, logo abaixo da tela. Também há fotos da parte traseira do habitáculo, que tem dois lugares individuais, um console no meio e mais duas telas instaladas nos encostos de cabeça dos bancos dianteiros.

A previsão é que o novo Classe S seja apresentado ainda em 2020, para chegar às lojas em 2021. E, depois deste flagra, é bem possível que a Mercedes solte fotos e informações oficiais mais cedo que o previsto. (Dalmo Hernandes)

 

Honda registra nova geração do City no Brasil

Apesar da paralisação da indústria e do mercado e da provável crise que se desenha, a Honda está preparando a chegada da nova geração do City ao Brasil. O modelo, que anda meio apagado nestes tempos de Onix Plus Turbo, teve diversos componentes registrados junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Embora o registro normalmente não seja uma evidência da chegada de um modelo, a intenção da Honda em trazer o novo Fit, e o fato de o segmento dos sedãs compactos atualmente estar menos abalado que o dos sedãs médios, indica que o registro não é uma mera medida de proteção do desenho industrial e marca.

O modelo será lançado após a renovação do Fit, prevista inicialmente para o final deste ano, porém atrasada devido às consequências da pandemia. Com isso, a dupla deve chegar somente em 2021, trazendo o aguardado motor 1.0 turbo de 122 cv que finalmente o colocará na mesma página dos rivais Virtus, Onix Plus e HB20S. Fala-se ainda que a Honda poderá manter o motor 1.5 para as versões de entrada. O câmbio CVT será mantido. (Leo Contesini)

 

Mercedes SL dos anos 1970 ganha versão restomod da Mechatronik

Quem nos acompanha sabe o que é a Mechatronik, uma preparadora/restauradora de Mercedes-Benz que também tem projetos de restomodding. E agora eles acabam de divulgar um novo projeto baseado na Classe SL dos anos 1970, a linha R107/C107, que já estava no radar dos colecionadores mais espertos, mas que, definitivamente está entrando no território dos Mercedes clássicos mais valorizados.

A preparadora divulgou algumas fotos do carro, mas ainda não falou sobre os aspectos técnicos. Apesar disso, considerando os modelos passados da Mechatronik já sabemos o que esperar neste Project 107: um V8 da AMG sob o capô, toda a parafernália eletrônica dos Mercedes modernos sutilmente adaptada ao visual clássico — o que inclui luzes de alerta de ESP usando lâmpadas antigas e a tipografia da época.

Como eles falam em “raise the bar”, ou “subir o nível”, em tradução livre, não ficaria surpreso em ver o 4.0 biturbo dos atuais AMG — e todo o aparato do SL moderno — sob o longo capô do 107. (Leo Contesini)

 

Matérias relacionadas

Você só vai precisar de 40 segundos para entender por que este Mercedes-Benz 300 SLS 1957 é incrível

Dalmo Hernandes

Saab volta em 2017 com cinco modelos, Uber não roubou passageiros dos táxis, Lamborghini Urus será SUV mais rápido do mundo e mais!

Leonardo Contesini

Fiat lança Argo Trekking por R$ 59.000, Brasil terá “drogômetro” para fiscalização em 2020, Porsche 718 elétrico em testes e mais!