A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

BMW revela teaser do novo M3, Fiat Strada lançada por R$ 63.600, Koenigsegg terá especial de pista e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

BMW revela primeiro teaser do novo M3 – e ele tem uma grade convencional

A dupla M3 e M4 da BMW só será lançada em setembro, mas você sabe como é o processo de lançamento dos carros hoje em dia… depois dos flagras dos carros, agora é a hora de a fabricante lançar um vídeo oficial do modelo ainda camuflado. O escolhido foi o M3, que foi gravado no Nurburgring Nordschleife com o chefe de sistemas dinâmicos de condução da BMW M, Christian Flessa, ao volante do carro.

O vídeo não traz muitas novidades — ele foi feito mais para a BMW cavar algum espaço na mídia do que para revelar alguma coisa — mas ao menos confirma alguns detalhes que até agora eram tidos como “muito prováveis”.

 

O primeiro, por exemplo, é a tração integral, que será uma opção ao modelo de tração traseira. Depois, o motor 3.0 biturbo já usado nos X3 M e X4 M, o que significa que eles terão 480 cv na versão básica e 510 cv na versão Competition. Por último, uma confirmação que não era assim tão certa é a opção de câmbio manual de seis marchas — provavelmente apenas na versão de tração traseira — como alternativa ao câmbio automático de oito marchas, que será a única opção disponível com o sistema de tração integral.

A melhor novidade do vídeo, contudo, é que o M3 não terá a grade “dente de castor” que deu as caras há alguns meses em flagras e em projeções. A menos que a BMW tenha criado uma frente nova para este protótipo camuflado, que tem até mesmo o capô diferente do Série 4 lançado no início do mês. (Leo Contesini)

 

Nova Fiat Strada já está à venda – e a versão Volcano custa menos de R$ 80.000

A Fiat, enfim, concluiu o lançamento da nova Strada. Depois de mostrar seu novo visual e dar algumas informações a conta-gotas, agora temos os preços, versões e equipamentos da segunda geração da picape compacta.

Alguns fatos sobre a nova Strada foram revelados no início de abril: ela ganhou uma nova plataforma, chamada MPP, que é dedicada especialmente a picapes e usa 75% de componentes novos, concentrando principalmente na dianteira os componentes aproveitados de outros. Segundo a Fiat, ela permite maiores dimensões para rodas e pneus e traz um projeto mais moderno em termos de segurança ativa e passiva. No assoalho, há 90% de aços de alta e ultra alta resistência estampados a quente.

A cabine dupla passou a ter quatro portas e mais espaço no banco traseiro; e o design inspirado na Fiat Toro conseguiu deixá-la mais robusta – e ainda carrega uma boa dose de identidade própria. Nesta semana, a Fiat também revelou que as versões de cabine simples e cabine estendida deixarão de ser oferecidas, substituídas por uma única versão de “cabine plus” – como na Chevrolet Montana, trata-se de um meio termo entre a cabine simples, com um espaço menor atrás dos bancos em troca de uma caçamba maior.

A Fiat Strada é vendida em três versões: Endurance, Freedom e Volcano. Endurance e Freendom são vendidas com cabine plus e dupla, enquanto a Volcano só tem cabine dupla.

Relembrando, a Endurance tem motor 1.4 Fire de 88 cv e 12,5 kgfm, seja com cabine simples ou dupla. As demais são equipadas com o 1.3 Firefly de 109 cv e 14,2 kgfm. Ambos os motores são acoplados a uma caixa manual de cinco marchas – ao menos por enquanto, mas é dada como certa a chegada da transmissão CVT em 2021, apenas para o motor 1.3 Firefly.

Os preços da nova Fiat Strada, enfim conhecidos, são competitivos – e não passam dos R$ 80.000 na versão mais completa, a Volcano. Nós mesmos ficamos surpresos: há alguns meses, arriscamos que a topo-de-linha da nova Strada beliscaria os R$ 85.000.

Confira abaixo as versões, preços e equipamentos da Fiat Strada de segunda geração:

Strada Endurance 1.4 Cabine Plus (R$ 63.590): controles de tração e estabilidade, hill-holder, ar-condicionado, direção hidráulica, preparação para som, volante com ajuste de altura, computador de bordo, faróis DRL, protetor de caçamba, caçamba iluminada, porta-escada, para-choques sem pintura e rodas de aço estampado de 15 polegadas com calotas.

A versão Endurance conta com três pacotes de opcionais: Pack Worker, que custa R$ 2.500 e inclui vidros elétricos, travas elétricas e alarmes; Pack Áudio, de R$ 1.500, com entrada USB e controles de áudio no volante; e Pack Tech+, que custa R$ 3.490 e adiciona a central multimídia, sensores de estacionamento, câmera de ré, comandos de áudio no volante e tela de 3,5 pol para o computador de bordo.

Strada Endurance 1.4 Cabine Dupla (R$ 69.490): mesmos equipamentos e mesmos opcionais da Endurance Cabine Plus.

Strada Freedom 1.3 Cabine Plus (R$ 74.990): mesmos equipamentos da Endurance, mais direção elétrica; banco do motorista com ajuste de altura; travas, vidros e retrovisores elétricos; faróis de neblina; para-choques, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria; rádio com entrada USB frontal; rodas de liga de 15 polegadas; computador de bordo e sensor de pressão dos pneus. O opcional é o Pack Tech, com central Uconnect 5, sensor de estacionamento e câmera de ré, por R$ 2.990.

Strada Freedom 1.3 Cabine Dupla (R$ 77.990): mesmos equipamentos e opcionais da Freedom Cabine Plus.

Strada Volcano 1.3 Cabine Dupla (R$ 79.990): mesmos itens da Freedom, mais com vidros elétricos traseiros; faróis full LED; bancos com revestimento misto de tecido e couro; central multimídia UConnect 5 com tela de 7 polegadas, wi-fi e integração com smartphones; duas entradas USB; câmera de ré; sensor de estacionamento; volante revestido em couro; capota marítima; rack de teto; santantônio e rodas de liga-leve 15 polegadas com pneus de uso misto.

O único opcional da Strada Volcano é o jogo de rodas de liga leve de 16 polegadas por R$ 2.500.

A Fiat também vai manter em linha a Strada Hard Working da geração anterior por R$ 61.590 – uma redução de R$ 2.000 em relação ao preço anterior. Ela certamente continuará fazendo sucesso entre frotistas e produtores rurais que só querem uma picape compacta robusta para trabalho. (Dalmo Hernandes)

 

Koenigsegg pode estar planejando especial de pista inspirado em Le Mans

Talvez você já tenha percebido, mas a Koenigsegg não tem uma linha de produtos muito linear (por mais estranho que isso possa soar). Ela sempre tem alguns projetos acontecendo ao mesmo tempo, como o Jesko, o Regera, o Jesko Absolut e o Gemera — nenhum deles em produção seriada propriamente dita. Por isso é um pouco confuso saber exatamente qual é a ordem de lançamento e prioridade da pequena fabricante sueca — o que também não deixa muito tempo de sobra para uma tentativa de recorde de velocidade máxima. Mas, segundo o pessoal do Supercarblog, sobre tempo para um projeto de pista inspirado em Le Mans.

Segundo o blog, o carro foi apresentado pela primeira vez a potenciais clientes durante o evento de Pebble Beach em 2019 e recebeu a aprovação para o início do desenvolvimento agora, em junho de 2020. Segundo as fontes ligadas à fabricante sueca, o modelo terá entre 7 e 11 unidades e será o Koenigsegg mais caro feito até hoje.

Infelizmente não há mais nenhum detalhe sobre o carro, mas considerando que Christian von Koenigsegg disse que o Jesko Absolut será o mais rápido modelo da marca, este novo “LM”, como é codificado internamente, terá seu foco na aerodinâmica e desempenho em pista, e não na velocidade máxima. (Leo Contesini)

 

Porsche 718 Cayman e Boxster GTS 2021 ganham câmbio PDK

Por mais que a linha GTS do Porsche 718 Boxster/Cayman tenha uma pegada esportiva mais purista, a Porsche optou por dar a ele seu câmbio PDK, de dupla embreagem e sete marchas na linha 2021. Ela também passa a ser oferecida no Cayman GT4 e no Boxster Spyder.

O restante da linha também recebe algumas novidades – mais equipamentos de série: todas as versões passam a ter ar-condicionado dual-zone de série, bancos com aquecimento e espelhos retrovisores com sensores crepuscular e de chuva. Além disso, faróis bi-xenon com o sistema Porsche Dynamic Light e central multimídia com Apple Carplay.

Não houve modificações estéticas e nem mecânica. As versões básica, T e S usam o flat-four turbo de 2,5 litros da Porsche, com 350 cv. Já as versões GTS e GT4 usam o flat-six de quatro litros derivado do Porsche 911, com 400 cv no GTS e 420 cv no GT4.

Nossos 2 cents sobre o câmbio: se você quer virar tempos na pista, a transmissão PDK certamente ajudará – dá para economizar algumas frações de segundo nas trocas de marcha. Mas o câmbio manual de seis marchas, a nosso ver, é o ideal para quem quer a experiência orgânica e envolvente típica dos esportivos de motor central-traseiro da Porsche. (Dalmo Hernandes)

 

L200 Triton 2021 ganha sobrenome Outdoor em todas as versões

A Mitsubishi L200 já está em 2021 – a fabricante anunciou ontem (25) a nova linha da picape. E agora, todas as suas versões trazem o sobrenome Outdoor, denotando uma pegada mais off-road – e com mudanças estéticas para acompanhar.

A L200 Outdoor foi lançada nos anos 2000 como uma opção de aspecto mais robusto e mais valente para encarar estradas de terra – e é nessa pegada que a nova L200 adota a denominação. Ela está presente da versão de entrada, a GLX, até a de topo HPE-S, passando pelas intermediárias GLS e HPE. Todas elas têm o mesmo motor – o 2.4 turbodiesel de 190 cv e 43,9 kgfm de torque, quase acoplado a uma caixa automática de cinco marchas. A exceção é a L200 GLX, que tem câmbio manual de seis marchas.

Para justificar o nome Outdoor, a L200 agora tem um novo para-choque com protetor e peito de aço integrados, além de molduras pretas nos para-lamas.

Com as mudanças, a Mitsubishi L200 ganha um pouco de fôlego até a chegada de sua reestilização, que estava marcada para este ano mas, com os acontecimentos recentes que marcaram 2020, foi adiada. Com o facelift, a picape adotará a identidade visual da Mitsubishi no resto do mundo, com faróis afilados e apliques cromados em forma de “C” no para-choque, uma grade maior e faróis mais retilíneos e afilados. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Jeremy Clarkson demitido da BBC , um acidente de R$ 23 milhões, Toyota Prius poderá ser feito no Brasil e mais!

Leonardo Contesini

Volkswagen substitui Golf alemão por mexicano, a Ferrari 458 turbo flagrada, um novo esportivo Alfa Romeo e mais!

Leonardo Contesini

A primeira vez do tricampeão: os 40 anos da estreia de Nelson Piquet na Fórmula 1

Dalmo Hernandes