A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Brabham BT46B: o carro de Fórmula 1 que tinha um ventilador na traseira

Depois do Tyrrell de seis rodas, a inovação tirada das brechas do regulamento para obter vantagem sobre as demais equipes foi o efeito solo. Depois de testar durante um ano a aerodinâmica de um carro-asa, a Lotus produziu o 78, o primeiro grande carro de corrida baseado no princípio da asa invertida para obter o efeito solo. Com esse efeito, o aumento da velocidade do ar sob o carro gera uma queda de pressão, fazendo com que a pressão do ar sobre o carro o empurre para baixo, permitindo ao piloto fazer curvas em velocidades mais altas. Com essa vantagem, a Lotus já havia conseguido quatro vitórias e outros três segundos lugares até a sétima etapa da temporada. Seria difícil reverter a vantagem sem um carro minimamente parecido com o carro-asa de Colin Chapman.  Gordon Murray, da Brabham, foi o primeiro rival a entender a genialidade do Lotus 78 e 79, que conduziram Mario Andretti e Ronnie Peterson a seguidas vitórias, mas ele estava de mãos atadas. Ao contrário do compacto motor Co

Matérias relacionadas

Eis sua chance de comprar um raríssimo Escort XR3 Fórmula 1 Pace Car

Dalmo Hernandes

Um motor de Porsche 911 era tudo o que faltava para o Karmann Ghia

Dalmo Hernandes

La Brasiliana: quando os italianos importavam o Fiat Uno brasileiro

Dalmo Hernandes