A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Brasil e México assinam novo acordo para importação de veículos, Porsche reativa produção do GT2 RS para brasileiros, Bugatti poderá ter Royale moderno e elétrico e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Brasil assina novo acordo de importação com o México

Nessa segunda (18) foi assinado um acordo de livre importação de automóveis e auto peças entre o Brasil e o México, sem tributos ou cotas como havia anteriormente. O acordo já está em vigência, e em 2020 caminhões e ônibus começam a fazer parte do tratado.

Uma das mudanças é no indice de conteúdo regional, que são os componentes fabricadas cada um dos países e usadas nos carro exportados, que passou a ser de 40%. Caso não atinja essa cota de peças o carro pagará as tarifas de importação.

Como o Brasil atualmente mais importa carros do México que exporta, as fabricantes pediram ao ministro Paulo Guedes que mantivesse o acordo antigo com cotas por mais três anos, mas o pedido foi rejeitado.

Além de exportar mais carros para o Brasil o México envia veículos de valor maior, como os VW Jetta e Tiguan e o Ford Fusion, enquanto o Brasil envia carros pequenos, como o Ford Ka, Chevrolet Onix, Fiat Mobi.(ER)

 

Bentley Continental GT ganha motor V8 biturbo

A Bentley revelou ontem (18) a versão “de entrada” do Bentley Continental GT, movida por um motor V8 biturbo. Trata-se da unidade de quatro litros fornecida pela Porsche, já usada no Bentayga, com 550 cv e 78,5 mkgf de torque.

Óbvio que não existe esse negócio de Bentley de entrada, e os números deixam isto claro: o Continental GT V8 é capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 4,1 segundos, com máxima de 318 km/h. O motor é acoplado a uma caixa automática ZF de oito marchas, ligada a um sistema 4×4 ativo – na maioria do tempo a tração é traseira, mas o câmbio envia força para as rodas dianteiras quando é detectada perda de aderência.

Disponível como cupê ou conversível, o Continental GT V8 tem uma personalidade mais esportiva, adotando barras estabilizadoras ocas na dianteira e na traseira, suspensão pneumática, direção elétrica e controle adaptativo de rolagem da carroceria. Ele também é equipado com sistema de som com dez alto-falantes, bancos de couro com 20 níveis de ajuste, e nove opções diferentes de rodas de 20”, 21” ou 22”. (DH)

 

Porsche irá retomar produção do 911 GT2 RS para quatro clientes brasileiros

Quando a Porsche anunciou o 991 GT2 RS em 2017, toda a produção limitada a 1.000 unidades já estava vendida, e foi encerrada em fevereiro depois que o milésimo exemplar foi produzido. Ao menos quatro destes 1.000 exemplares estavam destinados ao Brasil, e embarcaram no cargueiro Grande America no porto de Hamburgo, na Alemanha. O navio acabou afundando no Golfo da Biscaia, em águas internacionais próximo da França e da Espanha, e, com ele, os quatro Porsche destinados ao Brasil.

Para não deixar os clientes sem seu 991 GT2 RS, a Porsche decidiu reativar a produção do modelo para repor os exemplares perdidos. A medida foi anunciada em carta enviada aos compradores, que diz o seguinte:

“A Porsche Brasil lamenta informar que, devido a um incêndio, o navio do grupo Grimaldo que transportava seu veículo afundou no dia 12 de março de 2019. E, por este motivo, o seu veículo Porsche GT2 RS não poderá ser entregue.

Como é de seu conhecimento, a produção do modelo Porsche 911 GT2 RS foi finalizada em fevereiro de 2019 e, em uma situação normal, não seria possível repor o seu veículo. Porém, devido à natureza da situação e por considerá-lo um cliente altamente valioso para a marca, a Porsche decidiu reativar a produção deste modelo em sua fábrica e produzir o seu veículo em abril. Desta forma, estimamos que a entrega do novo veículo ocorrerá durante o mês de junho de 2019.”

Quatro Porsche 911 GT2 RS “pós-série”. Parece que teremos quatro futuros tesouros em terras brasileiras. (LC)

 

Bugatti pode trazer o Royale de volta com a ajuda do Porsche Taycan

Depois dos projetos recentes feitos com base o Chiron – primeiro o Divo, depois o La Voiture Noire – a Bugatti pode estar prestes a colocar, finalmente, outro modelo em sua linha. Nesta semana, o CEO da marca, Stephan Winkelmann, já havia dito que não descarta a possibilidade de um sedã ultra-luxuoso para complementar as vendas do hipercarro.

Agora, mais detalhes foram revelados a respeito do plano. Segundo a revista britânica Car, Winkelmann afirmou que a Bugatti deixará de buscar recordes de velocidade e passará a se concentrar em outros aspectos de seus modelos. “De hoje em diante, colocaremos ênfase na melhor dinâmica possível, no baixo peso e no luxo moderno e sustentável.”

Não parece uma notícia muito empolgante, mas não é só isto: a Car também diz que a Bugatti planeja trazer de volta o nome Royale – uma referência ao Bugatti Type 41 Royale, o maior, mais potente e mais opulento carro feito por Ettore Bugatti. Para isto, a fabricante deverá usar como base o Porsche Taycan, sedã elétrico previsto para chegar ainda neste ano. Usando uma versão esticada de sua plataforma, o futuro Bugatti Royale deverá ter três motores elétricos para entregar ao menos 880 cv, com tração nas quatro rodas.

A publicação inglesa ainda diz que o Royale só deve ser apresentado em 2023 – o que nos dá bastante tempo para especular. Caso se confirme, a volta do Royale será, finalmente, a concretização do conceito Galibier (acima), que foi apresentado em 2009 e prometia um sedã para acompanhar o Bugatti Veyron. (DH)

 

Renault modifica versões de Captur e Duster

Depois de reajustar sua tabela de preços com reduções significativas, a Renault modificou as linhas do Captur e do Duster. A marca deixou de oferecer as versões de entrada do Captur, a Zen 1.6, e do Duster 2.0, o automático com tração dianteira.

De acordo com os camaradas do site Motor1, a alteração se deve ao reposicionamento de preços e versões dos modelos, que agora partem de R$ 90.690 no caso do Captur Intense 1.6 CVT, e R$ 81.130 no caso do Duster 2.0, agora oferecido somente na versão Dynamique, com tração nas quatro rodas e câmbio manual. (LC)

 

Mercedes confirma SUV Maybach

Em 2018 a Maybach apresentou no Salão de Pequim o conceito Vision Mercedes-Maybach Ultimate Luxury – um SUV ultra-luxuoso com uma curiosa carroceria de três volumes. Agora, a companhia confirmou que está trabalhando em uma versão Maybach do Mercedes-Benz GLS, o SUV full-size da família, que deverá ter sua nova geração lançada nos próximos meses.

O Maybach GLS deverá trazer uma dianteira semelhante à do conceito, mas felizmente a traseira será muito mais tradicional. É provável que o modelo use o motor V8 biturbo de quatro litros do Maybach S560, com 470 cv e 71,4 mkgf de torque, com câmbio automático de oito marchas.

O lançamento do SUV Maybach está previsto ainda para este ano, e provavelmente acontecerá na China. Uma versão elétrica deverá ser mostrada em meados de 2020. (DH)

 

BMW anuncia recall para o X1

Foi anunciado ontem (18) um recall para o BMW X1 sDrive20i. A fabricante comunicou que os exemplares fabricados em dezembro de 2018 e janeiro de 2019 devem ter as lanternas traseiras verificadas – seus suportes podem rachar e até mesmo se romper, causando o risco de soltura das lanternas.

O serviço já pode ser agendado junto às concessionárias da marca. Caso o defeito seja encontrado, as duas lanternas serão substituídas.

Para saber se o seu veículo está envolvido e obter mais informações, você pode ligar para 0800 019 7097, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h ou acessar o site da fabricante. (DH)

Matérias relacionadas

Porsche 718 Cayman GT4 Clubsport com flat-6 de 425 cv, um barn find de 11 BMW Série 5 E34 novos, o novo Huracán e mais!

Leonardo Contesini

O novo Ford Focus ST de 280 cv, gasolina atinge menor valor desde janeiro de 2018, as novas Triumph no Brasil e mais!

Leonardo Contesini e Dalmo Hernandes

Golf e Quantum Syncro: quando a VW decidiu apostar na tração nas quatro rodas

Dalmo Hernandes