A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Chevrolet aumenta preços em 4%, Hyundai confirma i20 N, garoto de cinco anos flagrado dirigindo para “comprar um Lamborghini” e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Chevrolet anuncia aumento em toda a sua linha nacional

A Chevrolet anunciou nesta última terça-feira (5) o aumento de 4% em toda a sua linha de modelos. A fabricante explicou que o aumento foi motivado pela alta do dólar e  a pandemia da covid, que reduziu o volume de modelos vendidos e paralisou as fábricas em todo o mundo.

Com o aumento, o modelo mais barato da linha, o Onix Joy, passa de R$ 50.150 para R$ 52.150, enquanto o recém-lançado Tracker vai de R$ 82.000 para R$ 85.290. Somente Camaro e Bolt escaparam dos reajustes por tratarem-se de modelos 2019.

 

Hyundai confirma i20N em novo vídeo

Não é novidade que a Hyundai está desenvolvendo um novo hot hatch baseado no i20 — era algo esperado, afinal, o modelo é a base de seu carro de rali que disputa o WRC, e flagras do modelo em testes já apareceram nos últimos meses. O que não tínhamos até agora era a confirmação do desenvolvimento pela Hyundai, tampouco uma prévia do modelo. Até agora.

A Hyundai divulgou um vídeo com seu piloto do WRC, Thierry Neuville, a bordo do i20 WRC em um circuito de neve que termina em um i20 de série com a dianteira e a traseira cobertas, porém com rodas de liga leve, aparentemente de 17 polegadas, e pneus de perfil baixo. Por dentro é possível ver apenas o banco esportivo com encosto de cabeça integrado e o painel de instrumentos coberto. Ao entrar no carro Neuville cita que trata-se do primeiro protótipo do i20N e elogia seu comportamento e sistemas eletrônicos, como esperado.

Infelizmente não há nenhum detalhe técnico revelado, então não podemos confirmar a motorização. A imprensa europeia, contudo, acredita que ele terá uma versão amansada do motor 2.0 do i30 N em vez de uma versão anabolizada do 1.6 turbo do i30 convencional. Com isso, acredita-se que ele terá ao menos 200 cv, o que o colocaria no mesmo patamar do Fiesta ST, seu principal rival na Europa, mas é possível que ele chegue aos 225 cv. A resposta, infelizmente, levará ainda alguns meses para ser revelada. Ainda não há previsão para o lançamento deste hot hatch.

A chegada o i20N, especialmente nesta época em que tantos fabricantes abandonam o segmento dos hot hatches compactos, é mais uma prova da intenção da Hyundai em se consolidar como uma fabricante de esportivos em médio prazo. Além das versões N de i30 e Veloster, a divisão esportiva (chefiada por Albert Biermann, ex-BMW M) ainda planeja versões esportivas intermediárias (algo como a linha 43 da AMG, S da Audi e M Sport da BMW) dos sedãs da marca e um esportivo de motor central-traseiro. (Leo Contesini)

 

Picape média da Ram pode se chamar Dakota

A Fiat Chrysler Automobiles registrou no fim de abril o nome Dakota no Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos, alimentando novos rumores de uma picape média na linha.

A nova Dakota seria uma rival mais direta para Ford Ranger e Chevrolet Colorado, já que a Ram 1500 tem porte e preço superiores. A última geração da Dakota, que ainda era da Dodge, deixou de ser produzida em 2011, em uma época na qual as picapes médias (consideradas compactas nos EUA) estavam em declínio. Mas agora que elas estão em alta novamente, a Ram precisa se adequar.

De acordo com a Motor Trend, que encontrou o registro, a Ram ainda não obteve a marca registrada – ainda é preciso esperar a avaliação do escritório. Ainda segundo a publicação, a ideia de uma picape menor que a Ram 1500 agrada aos concessionários da Ram nos EUA. Eles também levantam a possibilidade de a Fiat Strada ser vendida nos Estados Unidos sob o nome Ram Dakota – citando boatos de que ela será vendida no México com o nome Ram 700 como um indício de que isto pode ocorrer. Dificilmente, porém, os norte-americanos aceitariam uma Dakota tão pequena com motor 1.3 de 109 cv.

O que se sabe, porém, é que existem planos para uma picape menor na linha da Ram, com lançamento previsto para antes de 2022 – embora ainda não se possa dizer qual será sua origem. (Dalmo Hernandes)

 

Lotus oferece pinturas retrô para o Elise

 

A moda das pinturas inspiradas em carros de corrida do passado está ganhando força. Depois da Alfa Romeo, agora é a Lotus quem oferece esquemas de cores especiais com temática retrô para o esportivo Elise.

As pinturas são quatro, todas em homenagem a carros de Fórmula 1 da Lotus. A mais clássica, sem dúvida, é o preto e dourado da John Player Special, utilizada pela Lotus em várias eras da Fórmula 1.

Há também o vermelho, dourado e branco da Gold Leaf – cores que apareceram no Lotus 49B com o qual Graham Hill abocanhou o título de 1968; o azul e branco do Lotus Type 18, que foi o primeiro Lotus de motor central-traseiro na Fórmula 1 em 1960 – e obteve a primeira pole position da equipe, com Sir Stirling Moss em Mônaco; e o azul e vermelho do Lotus Typçe 81, que foi conduzido por Nigel Mansell, Elio de Angelis e Mario Andretti em 1980.

A Lotus diz que as quatro pinturas terão tiragem total limitada a 100 carros, cujos donos poderão escolher as cores que mais os agradarem – pela módica quantia de £ 12.000 (R$ 83.000 na cotação atual). Para se ter ideia, no Reino Unido o Lotus Elise parte de £ 34.000 (cerca de R$ 237.000 em conversão direta). (Dalmo Hernandes)

 

Menino de 5 anos é pego dirigindo em rodovia dos EUA – ele só queria comprar um Lamborghini

Pais, é preciso ensinar a seus filhos a lidarem com suas expectativas – ou eles podem causar problemas. Na última segunda-feira (4) Adrian Estrada, um menino de cinco anos de Utah, nos EUA, discutiu com sua mãe porque ela disse que não podia comprar um Lamborghini. Furioso, Adrian decidiu resolver a questão por conta própria: ele pegou o Dodge Journey que estava na garagem de casa e partiu em uma jornada (pun intended) para comprar o sonhado supercarro na Califórnia, onde sua irmã mora.

De alguma maneira, o rapazinho conseguiu chegar à rodovia e dirigir por cerca de três quilômetros antes que um patrulheiro percebesse que havia algo errado com o crossover na pista – mudando de faixa a todo momento sem dar a seta e dando freadas bruscas, o menino parecia um motorista alcoolizado.

Ele parou imediatamente quando ouviu a sirene da polícia e explicou a situação. Ele também disse que tinha 3 dólares no bolso (quase R$ 17 na cotação atual) para comprar o Lamborghini. Talvez ele estivesse pensando em oferecer o SUV no negócio – afinal, como ele voltaria para casa com um Huracán e um Dodge Journey ao mesmo tempo?

Mas a história teve um final feliz. Os pais de Adrian foram chamados pela polícia para pegar o garoto e explicar a situação. Eles disseram não fazem ideia de como o filho aprendeu a dirigir – mas que ele realmente gosta de esportivos e que passa todo o seu tempo livre assistindo a vídeos de supercarros no Youtube. No dia seguinte, Adrian ainda deu uma volta de Lamborghini – no banco do carona, no colo da mãe – graças a um vizinho que soube da história. Agora é que ele vira entusiasta de vez! (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Aceleramos no Velo Città: o único Sandero RS Amarelo Sirius do mundo

Juliano Barata

Lavar carro em SP poderá render multa de R$ 1.000, Velozes e Furiosos 7 ganha mais um trailer, Bugatti Veyron chega ao fim em março e mais!

Leonardo Contesini

Os carros mais vendidos em junho, Dodge Durango ganha versão Hellcat de 720 cv, Audi e-Tron ganha versão esportiva e mais!