A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Chevrolet Camaro IROC-Z: um sopro de alívio na década de 1980

Muito se fala sobre como os anos 1980 foram a década dos excessos – mullets, ternos sem gravatas e com ombreiras, sintetizadores e um fetiche exacerbado por tecnologia do futuro. É estranho olhar para trás e pensar que já faz quatro décadas. Mais estranho ainda quando se pensa que, um dia, as pessoas encararam a década de 80 como a década do futuro. Uma coisa que parecia extremamente distante do ponto de vista oitentista: a era de ouro dos muscle cars – que, para os mais otimistas, aconteceu entre 1964 e 1972. Durante aquele período, os cupês esportivos norte-americanos foram de sua concepção (com o Ford Mustang e o Pontiac GTO originais) a sonhos de consumo de 11 entre dez jovens dos EUA. Eles eram acessíveis, descolados, potentes e polivalentes. Não serviam apenas para arrancadas – de pegas de semáforo a competições sancionadas –, mas também se davam bem em ovais e circuitos mistos. Os especiais de homologação da Trans-Am, também conhecidos como "os muscle cars que ousaram des

Matérias relacionadas

Afinal, o que é a Mopar? O que ela tem a ver com Jeep e Fiat?

Leonardo Contesini

Como Henry Ford faliu duas vezes antes de criar a Ford Motor Company

Marco Antônio Oliveira

Peugeot e Pininfarina: a história (e os belíssimos carros) da parceria entre franceses e italianos

Dalmo Hernandes