A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Chevrolet prepara rival para Fiat Toro, o fim do Lotus Elise, Ford nega Mustang elétrico e mais

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Chevrolet pode ter picape rival para Fiat Toro

Projeção: Argentina Autoblog

Extremamente bem sucedida, a picape monobloco Fiat Toro deve ganhar mais uma rival em breve: a Chevrolet prepara sua própria versão da ideia, feita sobre a plataforma GEM (Global Emerging Markets) – a mesma do SUV Tracker e do Onix – para ser fabricada na Argentina.

É uma ideia muito mais plausível que esperar que a picape Maverick, feita sobre uma plataforma mais sofisticada e cara, fosse uma concorrente séria para a Toro – até porque, neste momento, o futuro da Ford na América do Sul é bastante incerto. Por outro lado, Renault Duster Oroch e a aguardada VW Tarok também entram nesta conta.

Segundo o site Argentina Autoblog, a picape deverá ser produzida na cidade de Santa Fe ao lado do Tracker. No Brasil, ela deverá tirar de linha a veterana Montana, cuja plataforma remonta ao Corsa dos anos 1990 – abandonando um segmento que, de todo modo, é plenamente dominado pela Fiat Strada e pela VW Saveiro. A nova picape será mais voltada ao consumidor comum, como carro de passeio, e não um veículo de trabalho.

Os colegas da Quatro Rodas apuraram que o modelo, ainda sem nome, terá alguns elementos mais simples para reduzir custos – por exemplo, um eixo de torção no lugar do sistema multilink empregado pela Toro e pela Duster Oroch. Quanto ao motor, a aposta mais certa é o 1.2 turbo já usado pelo Tracker, com

Sua chegada, porém, deve acontecer apenas em 2022. Ainda não há mais detalhes oficiais.

 

Lotus confirma fim da produção de Elise, Exige e Evora

A Lotus começará a produzir seu novo esportivo com motor a combustão ainda em 2021. Até agora, acreditava-se que o carro, até agora conhecido como Type 131 (o nome definitivo ainda não foi revelado), seria um complemento à linha atual da fabricante.

Agora, porém, a Lotus confirmou que o Type 131 substituirá sua atual linha de esportivos – ou seja, Elise, Exige e Evora – ainda em 2021. Além da confirmação, a fabricante divulgou um teaser que, além do recém revelado hipercado Evija, mostra três novos carros cobertos por capas, revelando apenas os faróis acesos por baixo do pano. A imagem indica que os três carros ganharão substitutos, todos feitos sobre a plataforma Type 131 – exatamente como aconteceu com o Elise, que deu origem ao Exige e ao Evora.

Rumores na imprensa estrangeira dizem que a arquitetura pode ser compartilhada com o Alpine A110 – no início de janeiro, foi anunciada uma parceria da Lotus com a marca francesa para desenvolver um novo esportivo elétrico, mas não surpreenderia se a colaboração acabasse ganhando novas ramificações.

Também fala-se que a nova família de esportivos será a última a ter motores a combustão – no caso, um novo V6 com tecnologia híbrida. Nos resta torcer para que eles tenham uma vida tão longa quanto Elise e companhia.

 

 

Ford nega que Mustang se tornará elétrico em 2028

Os rumores de que a Ford planeja acabar com o Mustang tradicional e transformá-lo em um esportivo elétrico no fim da década foram negados pela própria fabricante, que classificou o caso como “especulação exagerada” ao falar com a imprensa americana.

De acordo com o site Carscoops, uma fonte ligada à marca diz que nenhuma decisão foi tomada quanto ao futuro do Mustang. Contudo, a informação não foi negada completamente – o que, de certa forma, pode indicar que a possibilidade não está descartada completamente.

Mais plausível é a informação de que a nova geração do Mustang deverá adotar tecnologia híbrida. Outros rumores dizem que ela pode ser apresentada no fim de 2022 como modelo 2023 – quando o modelo atual terá completado sete anos de idade. Se for este o caso, o atual Mustang terá um ciclo de vida similar aos das gerações anteriores em duração.

De fato, a adoção de um powertrain elétrico totalmente elétrico seria uma aposta extremamente ousada para a Ford – que, a nosso ver, precisa analisar seu futuro com bastante cuidado neste momento.

 

Sony não vai produzir carro elétrico Vision-S

No início de 2020 a Sony surpreendeu todos nós com um carro elétrico conceitual, o Vision S. Mais recentemente a empresa decidiu até mesmo detalhar o projeto, mencionando casualmente que o interior traria o hardware do PlayStation 5 embutido – e trazendo à mente memórias quase esquecidas dos consoles de videogame instalados nos carros tunados dos anos 2000.

Agora, porém, a Sony confirmou que o Vision-S é apenas um conceito e que, por enquanto, não tem planos para ingressar no segmento dos automóveis. E eles foram bem diretos – falando à revista Car and Driver, um porta-voz foi bem claro: “a Sony não tem planos de produzir em série ou vender este veículo.”

 

Mercedes-Benz confirma modelos AMG da linha EQ

Depois que a BMW confirmou um novo modelo eletrificado feito pela divisão Motorsport, a Mercedes-Benz acaba de anunciar algo parecido – porém de forma ainda mais específica: a nova linha de elétricos da marca, a EQ, também terá versões AMG.

Markus Schäfer, o chefe de pesquisa e desenvolvimento da Mercedes, confirmou diretamente que modelos AMG derivados da família EQ serão feitos em breve – e que eles serão o próximo passo depois do novo AMG GT 73 híbrido plug-in no qual a companhia já está trabalhando (e que terá mais de 800 cv).

Schäfer também declarou, porém, que o tratamento AMG só estará disponível para alguns modelos – no caso – por exemplo, o SUV EQC terá uma versão AMG, mas isto não faz sentido no recém-apresentado EQA, que é um carro menor e mais acessível.

 

BMW M1 de Paul Walker vai a leilão

Entusiasta de primeira, Paul Walker tinha uma bela seleção de carros, como já tratamos aqui no FlatOut algumas vezes. De tempos em tempos um ou mais de seus carros aparecem à venda – e, desta vez, trata-se de seu famoso BMW M1.

O carro pertencia à coleção da AE Performance, administrada por Paul Walker e Roger Rodas até a morte de ambos no fatídico acidente com um Porsche Carrera GT em novembro de 2013. Trata-se de um dos dez carros modificados pela concessionária alemã AHG, especializada em BMW. Assim, ele tem um motor mais potente, com cerca de 350 cv, um body kit exclusivo e pintura nas cores BMW Motorsport.

O BMW M1 está anunciado em um leilão no site Bring a Trailer. No momento, o lance é de US$ 350.000 (aproximada R$ 1,9 milhão em conversão direta). Segundo a descrição e as imagens, há algumas marcas de uso por dentro e por fora, mas isto não deve impedir os interessados de tentar arrematá-lo.

Matérias relacionadas

Auto Modellista: o game de corrida que te colocava dentro de um anime

Dalmo Hernandes

O guia de versões especiais do Nissan GT-R | Parte 1: o Skyline R32

Leonardo Contesini

“Narcos” sobre rodas: a coleção de automóveis e os carros de corrida de Pablo Escobar

Dalmo Hernandes