A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos Projetos Gringos

Como dirigir um carro antigo sem se matar, morrer de medo ou fazer cagada

Sabemos que grande parte de vocês sonha em ter ou ao menos dirigir alguns carros históricos como Maverick GT, Opala SS, Jaguar E-Type, De Tomaso Pantera, Porsche 356, enfim. E não duvide: o destino pode te botar de frente para um destes num belo dia. O que temos neste artigo é um pequeno guia sobre como não azedar esta experiência – em miúdos, orientações pra você não fazer merda com o carro dos outros. Escrevo a pedido de alguns amigos, mas sei que quando o Dart Games sair do forno perpétuo, também me será útil. Se você nunca sequer esteve de carona em um antigo, a história é a seguinte: carros atuais são teclados da Apple, clássicos são máquinas de escrever mecânicas da Olivetti. Porque exigem força. A ergonomia é estranha. Há metal gelado em todas as partes. Tudo o que você for fazer exige mais julgamento prévio. E a experiência sensorial está em outro nível: visão, cheiro, tato, é tudo muito único. Você é um cara que sabe digitar rápido o seu status no

Matérias relacionadas

Eu conheci Akira Nakai da RWB – e o Blackbird do filme Wangan Midnight

Leonardo Contesini

P4 by Norwood: um protótipo clássico da Ferrari que você pode comprar zero-quilômetro

Dalmo Hernandes

Quadros renascentistas recriados em uma oficina mecânica são nosso tipo de arte

Dalmo Hernandes