A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos Papo de Garagem Técnica

Como fazer o seu Opala V8 (Opaloito) – o guia de swap realista e sem frescura, parte 2

Caros amigos. Ontem, no primeiro texto deste especial de como construir o seu Opala V8, vimos um pouco da história dos small block Chevy 383 e 400, a origem da minha vontade de construir os Opaloitos, algumas de suas vantagens técnicas e começamos a entrar na parte das adaptações: posição, coxins, os V8 Chevy que temos disponíveis no Brasil sem grandes dificuldades, cuidados com a escolha do motor de arranque, volante e transmissão. E deste último assunto aqui continuamos. Pelo fim do texto anterior, ficou claro que manter o câmbio original é legal por economizar um monte de grana na adaptação em si, mas por outro lado limita seriamente o conjunto. Um ponto que se deve observar é que, ao mudar o cambio, vamos ter de fabricar outra travessa de cambio – o suporte transversal. Abaixo temos um modelo bem simples que fiz utilizando um perfil metálico comum, enrijecido com uma barra chata soldada nas pontas, que servem para ponto de fixação nas longarinas. No caso, catei um ferro T de 2

Matérias relacionadas

Como funciona o comando variável de válvulas?

Leonardo Contesini

A história do Mercedes-Benz 190E 2.5-16 Cosworth e suas versões Evolution I e Evolution II

Leonardo Contesini

Dear god! O Peugeot 205 T16 de Ari Vatanen vai ser leiloado!

Dalmo Hernandes