A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Técnica Zero a 300

Como a Porsche inverteu a lógica dos coletores de admissão para produzir mais potência e diminuir o consumo?

Historicamente a Porsche gosta de fazer as coisas de um jeito diferente. Quando todos faziam carros elétricos com um motor ligado a um eixo, Ferdinand Porsche colocou motores elétricos nas rodas. Na hora de lançar um novo esportivo de rua em 1963, eles colocaram o motor na traseira — ainda que Ferdinand Porsche tenha sido um dos pioneiros do motor central-traseiro. Mais tarde, quando fizeram um protótipo com mais cilindros que seu esportivo, eles fizeram um motor em V... mas com 180 graus entre as bancadas. Agora, para levar seus motores boxer a um novo patamar de potência, a Porsche resolveu contrariar os princípios tradicionais dos coletores de admissão. Em vez de usar dutos estreitos para acelerar o ar eles decidiram fazer o oposto: expandir o coletor para diminuir a pressão do ar. E mesmo assim eles conseguiram mais potência com menos combustível. Qual a mágica? Os coletores convencionais normalmente são formados por uma câmara de ar pop

Matérias relacionadas

As fabricantes de componentes aftermarket favoritas dos nossos leitores – Parte 1

Dalmo Hernandes

VW Tarek já está em produção e pode chegar neste ano, Mustang terá nova geração em 2022, HKS começa a fazer motores e mais!

Zef Eisenberg: o cara que caiu de moto a 380 km/h, foi declarado morto, se recuperou e voltou a acelerar

Dalmo Hernandes