A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Técnica Zero a 300

Como a Porsche inverteu a lógica dos coletores de admissão para produzir mais potência e diminuir o consumo?

Historicamente a Porsche gosta de fazer as coisas de um jeito diferente. Quando todos faziam carros elétricos com um motor ligado a um eixo, Ferdinand Porsche colocou motores elétricos nas rodas. Na hora de lançar um novo esportivo de rua em 1963, eles colocaram o motor na traseira — ainda que Ferdinand Porsche tenha sido um dos pioneiros do motor central-traseiro. Mais tarde, quando fizeram um protótipo com mais cilindros que seu esportivo, eles fizeram um motor em V... mas com 180 graus entre as bancadas. Agora, para levar seus motores boxer a um novo patamar de potência, a Porsche resolveu contrariar os princípios tradicionais dos coletores de admissão. Em vez de usar dutos estreitos para acelerar o ar eles decidiram fazer o oposto: expandir o coletor para diminuir a pressão do ar. E mesmo assim eles conseguiram mais potência com menos combustível. Qual a mágica? Os coletores convencionais normalmente são formados por uma câmara de ar pop

Matérias relacionadas

Novo Smart aparece antes da hora, venda de carros usados aumenta, um 911 exclusivo para os ingleses e mais!

Leonardo Contesini

Venturi Atlantique: o belo (e fracassado) esportivo francês de fibra de vidro com motor de DeLorean

Dalmo Hernandes

Este Mitsubihi Pajero TR4 com histórico nos ralis está pronto para competir – só precisa de um novo dono

Dalmo Hernandes