FlatOut!
Image default
Técnica

“Dá pra fazer swap nesse carro?”


"Dá pra fazer swap de câmbio no Focus Powershift?", dizia a caixinha de perguntas no Instagram. Com as mãos ainda sujas do pó acumulado na bancada, respondi brevemente que "com dinheiro e habilidade tudo é possível". Não tem gente fazendo Toyota GT86 com motor V8 de Ferrari? Não fizeram um Focus Mk1 V8 com tração traseira? Já viu aquele Golf Mk3 com motor de Fusca no porta-malas? Ou o Fuskombi, o Fusca com traseira de Kombi? Tudo é possível quando você tem os meios. Há pouco mais de um ano, eu e meus cunhados queríamos colocar um motor seis-em-linha Volvo Modular no cofre de uma Caravan "quadrada". Dá pra fazer? Claro que dá. Temos as ferramentas, o motor. O resto a gente fabrica, adapta, corta e solda. No fim, acabamos desistindo da perua e decidimos devolver ao motor o carro de onde ele saiu. Legal. Instalar um motor de volta ao cofre para o qual ele foi feito é moleza. O problema é que o Volvo 960 saiu somente com câmbio automático no Brasil. E a menos que você seja Erhard Melcher