A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Dave Grohl e sua improvável Ford Falcon Van com motor V8

Dave Grohl tem o título não-oficial de “o cara mais gente boa do rock” – não faltam vídeos e relatos do cara sendo extremamente gentil e bacana com fãs; chamando crianças para tocar no palco junto com ele; ou tropeçando no meio do show e voltando a tocar com um sorriso no rosto, como se nada tivesse acontecido. Sem estrelismo, sem chiliques desnecessários. E ele sempre chama seus amigos na cena para colaborações especiais, covers inesperados e projetos paralelos interessantes simplesmente porque pode fazê-lo.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

E ele é bem sucedido, também. Depois que o líder do Nirvana, Kurt Cobain, se suicidou sob circunstâncias que até hoje geram teorias da conspiração, ele largou as baquetas de uma das bandas mais importantes da história rock e fundou outro grupo que acabaria se tornando um fenômeno – o Foo Fighters, que tornou-se uma das maiores bandas do rock alternativo dos anos 2000 e além. Abaixo, um show na íntegra dos caras em 2008, no Wembley Stadium, só para te colocar no clima.

O que você talvez não saiba é que Dave Grohl é entusiasta. Ele é mais conhecido pelas motos, especialmente as Harley-Davidson – ele comprou sua primeira no começo da década de 1990, quando o Nirvana estava em Los Angeles para as gravações do seminal Nevermind, e a partir dali passou a colecionar as motocicletas da icônica fabricante americana. Em 2009 ele até participou de uma campanha comercial, incluindo um vídeo de sete minutos no qual ele falava sobre sua relação com as motos e até imitava a marcha lenta do motor V-twin na caixa de uma bateria.

Mas Dave Grohl também é dono de um dos carros mais inesperados que já vimos nas mãos de um rockstar: uma van Ford Falcon restomod, equipada com um V8 302. Dá até para chamar de sleeper.

Em 1961 a Ford decidiu lançar no mercado norte-americano uma van baseada na plataforma do Ford Falcon – sim, a mesma que daria origem ao Ford Mustang poucos anos depois. Era sua alternativa à Volkswagen Kombi, que havia chegado aos EUA, e ficou mais conhecida como Ford Econoline. Alguns até a chamam de “Ford Falcon Kombi”, em uma referência clara à VW.

Em 2010, Dave Grohl procurou Troy Honeycutt, dono da custom shop californiana King T’s Kustoms, para o trabalho. Os dois já são amigos de longa data – na época do comercial da Harley-Davidson, foi Troy quem deu um trato nas motos de Dave para a gravação. Em uma entrevista de 2015 à revista Street Machine, Troy explica que Dave queria uma van para usar de verdade, quase diariamente, levar a família para passeios e fazer compras, por exemplo.

Assim, decidiu-se que o projeto não traria nada extravagante ou exagerado – apenas uma boa restauração na carroceria, um motor mais potente, câmbio automático e um belo jogo de rodas. Dave foi quem especificou que o veículo deveria ser uma van da Ford, e Troy encontrou um exemplar à venda no eBay. Sem fotos, no meio do deserto do Arizona. Ela tinha a estrutura íntegra, um amassado em uma das portas traseira e três pneus furados – mas foi só colocar gasolina e o motor seis-cilindros de 3,9 litros pegou de primeira.

A restauração foi bastante tranquila – foi preciso refazer as molduras das janelas, que eram de fibra de vidro, consertar os amassados da carroceria e aplicar uma nova camada de tinta. O interior ganhou couro vermelho nos bancos, tapetes e revestimento acolchoado no teto, coisa que a original não tinha.

O aquecedor deu lugar a um sistema de ar-condicionado, os freios a tambor foram trocados por discos (acompanhados de rodas de cromadas de 15 polegadas, com calotas) e a direção hidráulica veio de um SUV da Toyota.

O motor foi instalado no mesmo lugar do seis-em-linha (entre os bancos dianteiros, com o radiador ao lado dos joelhos dos ocupantes) sem grandes adaptações, e a carcaça original do câmbio foi mantida. O motor em si recebeu tampas de válvula Ford Racing e diversas peças cromadas. Troy diz que Grohl fazia questão do V8 e do câmbio automático, e diz que se fosse refazer o swap, só teria modificado o cofre para acomodar um sistema de admissão mais eficaz.

A melhor parte é que Grohl não estava brincando quando disse que usaria a van com frequência. Quando vai fazer compras, visitar concessionárias da Harley ou simplesmente dar um passeio, ele alterna entre a van e seu Tesla Model S.

Este, aliás, pode não ser o carro mais querido por muitos entusiastas, mas o líder do Foo Fighters não liga muito para isto, como disse em uma entrevista de 2017 à Rolling Stone. Esse carro não tem um motor a combustão, são só ímãs ou algo assim. Então ele vai de zero a 100 km/h em 2,4 segundos, é louco pra c*ralho”, diz. “E as pessoas devem me achar um otário quando me vêem nele!”, completa em tom de brincadeira. Curiosamente não é muito fácil encontrar fotos de Grohl com seu Tesla. Com a van V8, porém, é outra história…

Voltando às vans, Grohl tem uma ligação especial com elas justamente por causa do Foo Fighters. Em fevereiro de 2020 a banda anunciou a turnê “Van Tour”, em comemoração aos 25 anos da banda. A ideia é juntar a banda em uma van e passar pelas mesmas cidades que tocou em sua primeira turnê, em 1995. Em um programa de rádio transmitido na ocasião, Dave explicou de forma simples a motivação para a turnê.

“Toda banda que você ouve e curte provavelmente começou em uma van, porque é assim que se faz”, disse. “Nós ainda temos a van da nossa primeira turnê, e ela é mais que uma lata velha toda enferrujada cheia de equipamento. Ela representa algo especial”, disse. “O que te faz seguir em frente é a paixão e a vontade de fazer as coisas, e isso fica com você a vida inteira. É a razão pela qual você se joga de cara, se esforça, e fica sem dormir, e dirige a noite inteira e carrega e descarrega os equipamentos da sua van.”

A “Van Tour” dos Foo Fighters acabou adiada por causa da pandemia da covid-19 – adiada, e não cancelada. Mas as datas para abril e maio foram remarcadas para o fim do ano. E Dave prometeu em um post no Instagram que a banda vai cair na estrada imediatamente quando as coisas estiverem melhores.

Matérias relacionadas

Nutz: um filme para mostrar o universo e a paixão por carros dos gearheads brasileiros

Leonardo Contesini

As teorias sobre carros mais absurdas que nossos leitores tinham quando eram crianças

Dalmo Hernandes

Este cara transformou dois motores 1JZ em um V12 biturbo — e vai usá-lo em um monoposto de rua!

Dalmo Hernandes