A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Dia Mundial do Fusca: quando o Besouro vira obra de arte

No dia 22 de junho comemora-se o Dia Mundial do Fusca. A data marca a assinatura do contrato entre a Associação Nacional da Indústria Automobilística Alemã com Ferdinand Porsche para dar início ao desenvolvimento e produção do que ficaria conhecido como Volkswagen, o carro do povo, em alemão. Mas o Fusca foi mais do que meio de transporte. Foi tema de filme. Foi carro de corrida. Foi companheiro de longas viagens e até motivo de polêmica. Mas também tem um aspecto menos conhecido e não menos digno de nota: virou objeto de arte. A seguir, separamos algumas obras de arte mais interessantes feitas com o velho Besouro.

anthropocene-002-jason-decaires-taylor-sculpture

Entre as inspiradas por ele, uma das mais conhecidas deve ser a escultura Anthropocene, do artista Jason de Cayres Taylor, que faz parte de um de seus parques de esculturas submersas, o Musa (Museo Subacuático de Arte), em Isla Mujeres, Cancún, no México.

Underwater-Beetle

Note que a escultura não é apenas um elemento estético interessante. É também um criatório de peixes e de lagostas, como mostra o esquema preparado pelo artista.

VW-Maggiolino-Livio-De-Marchi

Este é obra de Livio De Marchi, escultor com um lado prático. Morador de Veneza, ele faz carros que gostaria de dirigir, mas como a cidade tem canais e poucas ruas, seus modelos flutuam e podem ser navegados. Um deles foi este Fusca, hoje exposto no Museu da VW. Mas também dá para vê-lo boiando por Veneza quase no final do vídeo abaixo. E o vídeo mostra apenas fotografias, provavelmente porque ninguém teve a ideia de filmar o Fusquinha náutico.

A escultura de De March, aliás, está exposta ao lado do Korb Käfer, ou Fusca Cesta: um Fusca todo revestido de treliça de vime. O modelo é um conversível 1971 que teve toda a sua carroceria e interior revestido de vime trançado como uma cesta de piquenique. O trabalho levou mais de 600 horas e foi todo feito à mão.

1997_Korbkaefer_01

Que tal um Fusca feito de tecido? Não, não é nada parecido com o BMW Gina, mas sim uma obra da artista Margarita Cabrera, de El Paso. E foi costurado à mão por ela.

FuscaTecido

O significado desses Fuscas murchos? Quando o Fusca saiu de linha em 2003 no México, Cabrera fez esse tributo simbolizando o desaparecimento de um bem de consumo, ao mesmo tempo em que demonstrava sua preocupação com as possíveis consequências para os trabalhadores locais em um único objeto

Também do México vem o Fusca de arame. Criada pelos designers Karen Oetling e Juan Pablo Ramos Valadez, a obra, em 1:1, dá a impressão de estar flutuando no ar, não dá? Espie as imagens.

VW-Wire-Beetle-karen-oetling-juan-pablo-ramos-2

Se tem um cara aparentemente fascinado pelo Fusca é o artista indonésio Ichwan Noor. Primeiro, ele pegou peças de um Fusca 1963 e as transformou em uma caixa usando alumínio e poliéster, em 2011. A caixa, um cubo meio ondulado, tem 1,40 m em cada lado.

Beetle-Box-Ichwan-Noor

Tem até vídeo para mostrar a montagem da “peça” na galeria.

[vimeo id=”29410192″ width=”620″ height=”349″]

Usando os mesmos materiais, unidos a peças de um modelo 1953, ele deu uma variada nas formas geométricas e criou, em 2013, uma esfera do besouro.

noor-2

noor-3

Foto: See-Ming Lee 

O exemplar abaixo, também do Museu Volkswagen, é chamado de Hochzeitskäfer, ou o Fusca do Dia do Casamento. Não conseguimos mais informações sobre ele, infelizmente. Mas a treliça de aço como carroceria é interessante por si só.

hochzeitskafer

Foto: StKone

Outro Fusca perfeito para casamentos é o modelo da MG Vrbanus, uma fabricante croata de grades e portões. A empresa precisou de 3.500 horas, seis meses, 5.000 cristais Swarovski, 70 kg de ferro e folhas de ouro 24 quilates para transformar este Fusca em uma obra de arte móvel. A ideia era simplesmente usar o carro como exibição da técnica e da qualidade dos serviços da empresa.

mg-vrbanus-volkswagen-beetle_3

Ele teve todas as chapas da carroceria removidas e substituídas por grades como as dos portões, e por isso o interior, o motor e o bagageiro são totalmente expostos.

E se o Besouro se transformasse em aranha? Pois a ideia não é exatamente original. Tem uma página só com os exemplos de Fuscaranha em todo o mundo, mas o mais legal é esse de Lexington, em Oklahoma, com quatro metros de altura e oito de comprimento.

Fuscaranha

Não se sabe quem é o autor, mas certamente é uma daquelas esculturas feitas para atrair turistas que os americanos adoram — nesse caso o Lexington Family Worship Center, uma igreja protestante que fica às margens da Highway 77.

Outro, mais lúdico, é este de Erie, na Pensilvânia. Criado por Dick Schaefer a partir de peças do ferro-velho de seu irmão, este Fuscaranha conservou até as rodas. Vai que um dia ele resolve voltar a ser um carro?

Fuscaranha-2

Essa escultura, com pedras, foi feita em 1976 por Stephen Gibian em 1976, sobre os restos de um Fusca abandonado (repare nas rodas e no para-choque, verdadeiros), em Ithaca, Nova York. O Fusca estava parado próximo aos restos de uma fundação de pedras e Gibian decidiu juntar as duas obras destruídas para fazer algo novo.

rock car-Brad-Bolton

Foto: Brad Bolton

O Brasil também entrou na brincadeira com duas instalações artísticas feitas com o Fusca. O primeiro é o Yin & Yang, feito por Jarbas Lopes e exposto no centro do Rio de Janeiro/RJ, atrás do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Não há muitas fotos dele na internet e menos informações ainda sobre a escultura. Até mesmo o nome Yin & Yang parece ser uma suposição do público.

yin-yang-beetle

A outra instalação fuscartística brasileira é a obra Troca-Troca, de Jarbas Lopes, atualmente exibidos no Centro de Arte Contemporânea de Inhotim, em Minas Gerais. Antes que você comece a pensar bobagem, o nome da obra se deve ao fato de os carros usarem peças uns dos outros, como se fossem uma versão clássica dos Volkswagen Harlequin.

TrocaTrocaFuscarlequim

Para terminar, o leitor Gustavo Eugênio, que sugeriu o post, também fez um desafio ao pessoal do grupo AutoDesenhistas, no Facebook, e compartilhou conosco os resultados. Vale dar uma conferida.

 

Matérias relacionadas

Lancia Trevi Bimotore: o sedã de dois motores que quase competiu no WRC (mas não deu certo)

Dalmo Hernandes

Conheça os detalhes dos oito Corvette engolidos por uma cratera nos EUA

Leonardo Contesini

Do Iso Grifo Competizione ao Porsche 356 mais antigo do mundo: a coleção mais incrível que você não conhecia

Dalmo Hernandes