A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Avaliações

Experimentamos o Jac T6: um novo marco entre os chineses – mas com velhos vícios

É provável que você estranhasse menos se tivéssemos um Morgan Three Wheeler ou um Plymouth Prowler na foto acima do que um chinês como este Jac T6 dentro do FlatOut, não é mesmo? Quando a invasão do Chop Suey na terra das bananas começou, entre 2007 e 2008, o prognóstico provocativo cantado aos ventos dizia que, se os japoneses levaram 30 anos para atingir o standard de qualidade e os coreanos 15, os chineses atingiriam o mesmo feito em cinco. Como vocês já sabem, neste prazo não rolou. Mas a curiosidade fica no ar: em que passo a indústria automotiva chinesa está neste exato momento, quase uma década depois? Considerando que o que temos nesta página é o segundo chinês de passeio mais caro à venda no Brasil – atrás apenas da minivan Jac T8, de R$ 90 mil –, temos uma bela oportunidade para sanar esta dúvida. Sem preconceitos, sem estereótipos, mas apenas uma regra: referência de qualidade cravada nos carros que ele pretende ser. Será que ele aguenta esse tira-teima? Em quai

Matérias relacionadas

Aceleramos o Range Rover Sport SVR: o titã (ex) recordista de Nürburgring no mundo real

Juliano Barata

Mitsubishi New Outlander 2016 é renovado e ganha motor diesel – e nós o aceleramos no Velo Città!

Juliano Barata

O espírito do Grupo B nas ruas brasileiras: o Audi S2 Sedan de 800 cv de Rodolfo Moreira

Juliano Barata