A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Dodge Challenger Hellcat vs. Chevrolet Camaro ZL1 se enfrentam no comparativo mais americano da história

No ano passado a Dodge virou o mundo dos muscle cars de cabeça para baixo com o Challenger Hellcat, um verdadeiro monstro com um motor V8 Hemi supercharged de 717 cv, tornando-se o muscle car produzido em série mais potente da história, o Dodge produzido em série mais potente da história e, provavelmente, deixando a concorrência coçando a cabeça.

O Camaro, por exemplo: sua versão ZL1 era, para todos os efeitos, um verdadeiro monstro. Seu V8, com os mesmos 6,2 litros e também dotado de um compressor mecânico, entrega 588 cv, e isto era muita coisa… até o Hellcat chegar. Mas será que a vantagem numérica se traduz em um carro melhor? Bem, foi isto que Johnny Lieberman, da Motor Trend, foi tentar descobrir nas montanhas da Califórnia — e se divertiu um bocado no processo.

A esta altura você já deve ter sacado que o Camaro mais potente de todos é o ZL1, mas o mais rápido é o Z/28, que tem um motor aspirado de 5,8 litros e 511 cv. Contudo, seu acerto de suspensão, seu peso reduzido e seus pneus Pirelli P Zero Trofeo R o tornam um verdadeiro matador de gigantes (no sentido figurado, porque o Z/28 é enorme) — ele é muito rápido e conseguiu ser mais rápido que o Porsche 911 Carrera S em Nürburgring Nordschleife.

camaro-challenger (1)

O ZL1, por sua vez, tem um quê de grand tourer — bem equipado e confortável, ele tem muita coisa do Cadillac CTS-V da geração passada, do V8 de 6,2 litros supercharged (que, por sua vez, tem origem no motor do Corvette ZR-1 C6) à suspensão magnética, que se ajusta de acordo com as condições do piso. De qualquer forma, 588 cv e 76,9 mkgf de torque não são pouca coisa — mesmo equipado com câmbio automático de seis marchas — e o ZL1 chega aos 100 km/h em menos de quatro segundos.

camaro-challenger (2)

Só que, de repente, 588 cv parecem pouco e o ZL1 fica lento ao lado do Hellcat. “É o que 717 cv faz com você. O Hellcat mexe com sua cabeça”, diz Lieberman. E ele fala sério.

Quer ver só? Segundo o teste em dinamômetro feito pela Motor Trend, o Hellcat tem 680 cv e 83,8 mkgf nas rodas. Isto significa que os números de fábrica, 717 cv e 89,9 mkgf de torque, são bem conservadores. Considerando a perda de potência pela transmissão — no caso, uma versão reforçada da caixa ZF de oito marchas usada nos outros Challenger que deve ficar com mais de 15% da potência —, é realista afirmar que o Hellcat tem, no motor, mais de 750 cv e pelo menos 95 mkgf de torque.

camaro-challenger (4)

Além disso, ele ronca mais alto (e o zunido do supercharger é impressionante), tem um bom acerto de suspensão e visual bacanudo. Não que o ZL1 não seja um Camaro atraente, pelo contrário, mas o Hellcat simplesmente subiu o nível.

Por outro lado, ele consegue ser ainda mais pesado que o Camaro — são 1.837 kg do Chevy contra 2.018 do “Dojão”. É aqui que o Camaro compensa sua potência inferior: ainda que o Dodge tenha uma relação peso/potência ligeiramente melhor (são 3,12 kg/cv do Camaro contra 2,81 kg/cv do Hellcat), a suspensão eletrônica e o melhor refinamento dinâmico do Chevy fizeram ele encostar no Hellcat na hora de acelerar na pista.

Em um tira-teima em um trecho de 1,2 km de pista, ambos o carros cumpriram o trajeto na casa dos 38 segundos, com apenas 0,1 segundo de vantagem para o Hellcat, que também chega aos 100 km/h em 3,7 segundos (0,2s a menos que o ZL1) e tem máxima de 320 km/h. Não é uma vantagem gigantesca, mas é preciso lembrar uma coisa: grande parte da experiência de um muscle car envolve mexer com os sentidos, e o Hellcat tem o ronco mais alto e te dá o soco no estômago mais forte entre qualquer muscle car da atualidade.

camaro-challenger (3)

Dito isto, não é preciso pensar muito para entender por que o Hellcat venceu esta disputa. E só ficamos com ainda mais vontade de andar nele…

Matérias relacionadas

V8 de Corvette e câmbio de Viper: é assim que se transforma uma Chevrolet C10 em um carro de corrida

Dalmo Hernandes

Super Street FF Battle: estes Honda provam que carros de tração dianteira também mandam bem nas pistas

Dalmo Hernandes

Este cara colocou um V8 LSX de 1.000 cv em um Jeep Willys dos anos 50 e criou um monstro

Dalmo Hernandes