A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História

Elan M100: o único Lotus de tração dianteira

É algo totalmente subjetivo: o ato de poder controlar a traseira com o acelerador, e a frente com direção e freio, faz um carro de tração traseira com boa distribuição de peso uma unanimidade entre quem gosta de dirigir. Não é a toa, também, que todo carro de corrida sério de verdade, como um fórmula 1, tem tração traseira: junto com uma distribuição de massa bem feita, a tração traseira ainda faz os melhores carros dinamicamente. Por isso carros esporte de tração dianteira são sempre vistos com certa desconfiança. De cara, tem todos os sinais de algo feito com um olho no financeiro e empresarial, mais e acima de um comportamento dinâmico superlativo. E como um bom comportamento dinâmico é premissa básica de um carro esporte, tração dianteira meio que estraga o propósito da coisa toda. Assim, durante muito tempo, tração dianteira era anátema de esportividade, mesmo que vários carros de corrida de tração dianteira teimassem em aparecer de tempos em tempos, desde os monstro

Matérias relacionadas

Uma breve história da tração dianteira – e a verdadeira origem da configuração dos carros modernos

Marco Antônio Oliveira

O outro carro branco e vermelho: quando Ayrton Senna pilotou um carro da Indy com Emerson Fittipaldi

Leonardo Contesini

Lendas do WRC: Alpine A110, o primeiro vencedor do Campeonato Mundial de Rali

Dalmo Hernandes