A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Este Lada Niva com motor 2JZ de Toyota Supra é a arma secreta dos russos para dominar o mundo

No início da década de 1990, quando começaram a chegar os primeiros carros importados, não foram apenas os BMW e Mercedes-Benz que começaram a ser vistos com frequência nas ruas brasileiras: vindos lá da antiga União Soviética, os Lada também atraíram muita gente por seu preço baixo e sua robustez.

Quando se pensa em Lada, é bem provável que o primeiro carro que venha à sua mente seja o Laika — afinal, o sedã quadradão com origem no clássico Fiat 124 é praticamente sinônimo de Lada. Mas outro carro também fez bastante sucesso por aqui, principalmente entre a galera do off road: o Niva, lançado em 1977. Para se ter uma ideia, ele foi o utilitário mais vendido no Brasil durante a década de 1990.

E não foi à toa: com estrutura em monobloco (ele foi o primeiro SUV produzido em massa com este tipo de construção), mecânica simples, tração integral com reduzida, suspensão independente nas quatro rodas e mais conforto que os jipes vendidos na época, o Niva era capaz de enfrentar trilhas sem sufoco, sem gastar muito combustível e ainda custava pouco — era mais barato que um Gurgel Carajás, mesmo com a taxa de importação de 85%.

niva-2jz (12)

Lá fora, sua reputação não é diferente — tanto que ele é produzido até hoje. E é por isso que, em qualquer lugar do mundo, um Lada Niva com o seis-em-linha biturbo do Toyta Supra é algo notável. Foi exatamente isto que o dono deste Lada fez: pegou um exemplar fabricado em 2000 e colocou nele todo o conjunto mecânico do Toyota Supra. E sabe que casou direitinho?

niva-2jz (6)

Originalmente, o nosso Niva era movido por um motor quatro-cilindros de 1,6 litro e 70 cv, derivado daquele utilizado no Fiat 124 e empregado também no Laika. Atualmente, as coisas não mudaram muito: os Niva mais modernos usa uma versão de 1,7 litro com injeção eletrônica multiponto e 80 cv, sempre montado em posição longitudinal. Não é difícil entender porque alguém trocaria o motor original por algo um pouco mais potente.

niva-2jz (3)

Aqui no Brasil, costuma-se instalar o motor VW AP no Niva. A cirurgia não é tão complicada, afinal coloca-se o AP em praticamente tudo por aqui. Imaginamos que a instalação do 2JZ não tenha sido tão complicada assim.

Dá para ver que o seis-cilindros de três litros, que originalmente entrega 300 cv, ficou bem recuado no cofre e provavelmente exigiu fabricação de uma nova parede corta-fogo. O painel de instrumentos é maior e foi feito sob medida. Os bancos dianteiros também foram deslocados para trás, e tudo isto no fim das contas contribui para distribuir melhor o peso do carro.

niva-2jz (9) niva-2jz (5)

 

O motor e o câmbio automático são gerenciados pela ECU original do Supra, que cedeu seu cluster de instrumentos para o Lada. E agora a tração é traseira, com um diferencial Ford de 9” lá atrás. A suspensão dianteira aproveita o arranjo do esportivo japonês, e recebeu molas e amortecedores ajustáveis da Bilstein. Na traseira, foi empregada a suspensão independente do Jaguar XJ6.

 

niva-2jz (8)

Visualmente, o carro foi levemente modificado para ficar mais clean e, com a suspensão mais baixa e as rodas de 18 polegadas, ficou mais parecido com um hatchback do que com um utilitário. Por dentro, um detalhe bacana são os bancos de couro do Volvo S40.

Infelizmente não há vídeos do Niva acelerando de verdade. Mas a gente achou isso aqui, que mostra que ele sabe queimar borracha muito bem:

Ao que tudo indica, trata-se de um projeto russo. No entanto, o Niva com motor de Supra está anunciado no site de classificados Gumtree e, segundo consta, atuamente está na África do Sul. O preço? Nada menos que 160 mil Rands sul-africanos, o que dá pouco mais de R$ 36 mil sem impostos. Olha, a gente até encarava.

 

 

Matérias relacionadas

Já pensou como seria dirigir no mundo real como em um game de corrida?

Leonardo Contesini

O Toyota 2000GT com motor de Supra da Rocky Auto é provavelmente a réplica mais fodástica do mundo

Dalmo Hernandes

Lancia LaSupra: um Delta com motor 2JZ de Toyota Supra de quase 1.000 cv – e que detona nos time attacks

Dalmo Hernandes