A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Este Mitsubishi Lancer Evo VIII RS tem 610 cv nas rodas – e está à venda no Brasil!

Não há qualquer dúvida de que o Lancer Evolution, em todas as suas dez gerações, foi um verdadeiro ícone. O Evo X está marcando a despedida do modelo e, como você deve saber, existem algumas dezenas de unidades espalhadas pelo Brasil (a gente até acelerou uma delas, parte da série especial Evo X John Easton). Só que as outras gerações também marcaram presença — existem alguns exemplares das outras gerações no País, mas eles são bem mais raros de achar. Como o este belo Lancer Evolution VIII 2005 que encontramos à venda.

Como você deve saber se leu nossa série de posts com a história do Evo, o VIII marcou a “globalização” do Lancer Evolution, que ganhou versões mais diversificadas e passou a ser vendido em outros mercados além do Japão. O motor 4G63, de dois litros, com turbo e comando duplo variável, entrega originalmente 280 cv e 39,9 mkgf de torque. Acoplado a uma caixa manual de cinco marchas que leva a força para as quatro rodas (óbvio, não é?), é o bastante para levar o carro até os 100 km/h na casa dos cinco segundos.

evo-viii (2)

Mas lembre-se: estas são as especificações de um Evo VIII original. O exemplar em questão recebeu preparação de primeira, e hoje entrega 610 cv… nas rodas!

Seu dono é Saulo Guedes, de Santos/SP, que comprou o carro em 2008. Trata-se de um Lancer Evo VIII RS, versão que, para ficar mais leve, dispensa itens como alarme, revestimento interno do porta-malas, freios ABS e controles eletrônicos de estabilidade e tração — itens encontrados no Evo GSR. Até mesmo os retrovisores e maçanetas das portas são pretos, e não pintados na cor do carro. Dito isto, o Evo VIII RS tem outros itens interessantes, como bancos concha Recaro e volante Momo com airbag. Além disso, ele tem teto de alumínio e barra anti-torção no porta-malas, ambos originais de fábrica.

evo-viii (5)

Olhando o carro, temos a impressão de que ele é original. Mas a verdade é que, desde que comprou o carro, Saulo realizou diversas modificações para melhorar seu desempenho. No início foram coisas simples: molas e amortecedores Bilstein, novo filtro de ar e cold air intake, reprogramação eletrônica, sistema de escape em inox e um turbocompressor vindo do Lancer Evolution IX MR. Depois de curtir um pouco o carro deste jeito, Saulo partiu para algo mais radical em 2010.

evo-viii (13)

O motor recebeu componentes forjados (pistões CP e bielas Carrillo); cabeçotes com molas, pratos, retentores e guias Supertech; um novo coletor de admissão e um turbocompressor Forced Performance 3076 HTA. A suspensão, por sua vez, foi toda refeita com molas e amortecedores ajustáveis do tipo coilover da Robispec.

evo-viii (1)

Àquela altura, a pressão nos turbos ainda era original — o que mudou em 2013, com a instalação de um booster eletrônico da AEM Tru Boost, com 3 pressões de turbo que podem ser selecionadas eletronicamente. Além disso, o motor recebeu um novo sistema dosador de combustível da Aeromotive, novos injetores e mangueiras em aeroquip. Também foi feita troca do intercooler e do radiador de óleo por componentes da AMS Performance.

evo-viii (4)

A bateria agora fica no porta-malas

O upgrade mais recente foi a troca do turbocompressor por um GT 3576 HTA, também da Forced Performance, operando a um limite de 3,5 bar — suficientes para 608 cv nas rodas, aferidos em dinamômetro.

 

O carro é usado nas ruas, claro, mas também já participou de track days e arrancadas. Saulo garante que está tudo em ordem e diz que o Lancer Evo VIII RS está em seu melhor momento em termos de desempenho. Com 52 mil km rodados, está muito bem conservado e o visual sleeper, quase original, pode ser um atrativo a mais para muita gente.

evo-viii (14)

O valor pedido é de R$ 165.000 — nada muito diferente dos outros exemplares do Evo VIII à venda por aí. Se você se interessou, pode entrar em contato com Saulo pelo email [email protected], ou pelo número (13) 99788-8259.

[ Webmotors ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial, tampouco de uma reportagem aprofundada. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

A única Ferrari Testarossa Spider da história é a cara dos anos 1980

Dalmo Hernandes

O Rebellion R2k é o carro de corridas para uso diário que você sempre quis. Ou quase isso

Leonardo Contesini

As versões do Fiat Uno mais interessantes (e curiosas) que não tivemos por aqui

Dalmo Hernandes