A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Avaliações Car Culture FlatOut em Nürburgring

Êxtase e terror: quando enfrentei o Nürburgring Nordschleife com o Audi R8

Pilotar um supercarro no maior, mais perigoso e mais desafiador autódromo do mundo. Uma pista que me fez entrar e sair com as mãos lavadas de suor e com o espírito esmagado entre o êxtase e o terror em cada uma das trinta e poucas voltas anteriores que havia dado. Minhas experiências anteriores com o Nissan 370Z e com o BMW 125i foram degraus importantes para este momento, mas quem é o amador que se sente plenamente preparado para uma situação destas? Não sou exatamente um cara crente, mas existem alguns momentos na vida que parecem e encaro como provações. Meu plano inicial era passar cinco dias – ou seja, metade do meu tempo em Nürburgring – com o R8. Assim, poderia construir o ritmo com calma, conversando com a dinâmica do supercarro ao longo dos 20,8 km do inferno verde. Mas a Audi só me conseguiu três dias: segunda, terça e quarta. No domingo, como vimos no texto do 370Z, o Nordschleife sequer abriu, devido à neblina monstruosa (foto abaixo). A previsão do tempo indicava chuv

Matérias relacionadas

Quais foram as chegadas mais disputadas da história do automobilismo?

Dalmo Hernandes

A pré-história do Jeep Wrangler com motor V8

Dalmo Hernandes

Não foi só a Lamborghini: as fabricantes de automóveis que também fizeram tratores

Dalmo Hernandes