A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Ferrari 458 Speciale vs. Porsche 911 GT3: qual é o melhor entre os esportivos mais extremos de 2014?

Você já se deu conta de que faltam pouco mais de dois meses para o fim do ano? Já dá para começar a selecionar os melhores carros de 2014 e, sem dúvida, a Ferrari 458 Italia e o Porsche 911 GT3 estarão em várias listas. Na verdade, arriscamos dizer que eles são o ápice de suas respectivas linhagens — a 458 Speciale é a sucessora da F430 Scuderia e da Challenge Stradale, enquanto a sigla GT3 acompanha os melhores 911 desde 1999, e não temos dúvida de que os representantes de 2014 já têm seus nomes gravados na história automotiva. Mas qual deles é o melhor?

Os caras da revista Car Magazine decidiram descobrir e, para tal, fizeram um belo vídeo comparativo com direito a ronco de motor, impressões técnicas, belas paisagens e fotografia exuberante que você vai assistir agora:

O 911 GT3 é dotado de um boxer de seis cilindros que desloca 3,8 litros e entrega 475 cv a 8.250 rpm e 44,8 mkgf de torque a 6.250 rpm, com corte de giro acima de 9.000 rpm — algo impressionante (no ronco, inclusive). É o bastante para chegar aos 100 km/h em 3,3 segundos com máxima de 313 km/h, mas suas maiores qualidades vão muito além de aceleração em linha reta. Toda a evolução do GT3 ao longo de 15 anos levou a Porsche a fazer do modelo atual um carro extremo, claro, porém de uma maneira familiar: não é difícil fazer a traseira desgarrar, mas também é possível fazer curvas com precisão milimétrica sem brigar com ela.

A 458 é um carro totalmente diferente, mas sua proposta é semelhante: oferecer a experiência mais visceral que uma Ferrari pode proporcionar. Para isto, a Ferrari deu à Speciale um sistema de aerodinâmica ativa (os flaps na dianteira, por exemplo, se movem para gerar mais downforce), recalibrou as babás eletrônicas (que podem ser totalmente desligadas) e promoveu um generoso aumento de potência — de 570 cv para 605 cv às mesmas 9.000 rpm, enquanto o torque permaneceu em 55 mkgf a 6.000 rpm. Com isto, a Speciale vai de 0 a 100 km/h em três segundos redondos.

911-458 (2)

A experiência de dirigir a Ferrari é mais intensa — ela é mais barulhenta e mais veloz, além de passar uma sensação de maior leveza e agilidade (uma sensação mesmo, pois na prática ambos estão equiparados). Por outro lado, o torque o V8 demora mais para ser sentido — o que é um mero detalhe, visto que em altas rotações ele rende muito melhor.

Contudo, não podemos esquecer que a 458 Speciale, além de já ter nascido como um supercarro, custa mais que o dobro do preço do Porsche — no Reino Unido, o Porsche custa £ 100 mil, enquanto a Ferrari parte de £ 208 mil. No Brasil a diferença é ainda maior — o 911 GT3 custa a partir de R$ 799 mil, enquanto a 458 Speciale tem uma etiqueta de R$ 2,3 milhões.

No comparativo a Ferrari venceu, mas e você, o que acha? Sem dúvida que ela vale o quanto custa, mas você estaria disposto a pagar o dobro (ou quase o quádruplo, considerando o preço no Brasil) por ela?

 

Matérias relacionadas

Project Thunderbolt: este Mazda MX-5 Miata com um V8 LS3 de 532 cv é o engine swap perfeito

Dalmo Hernandes

Gymkhana com um trator turbo: a insanidade sueca do Traktor Terror

Dalmo Hernandes

Como eram os tourist days no Nürburgring Nordschleife nos anos 1990?

Dalmo Hernandes