FlatOut!
Image default
Zero a 300

Fiat 500 elétrico será lançado em 3 de agosto, Nissan confirma modelos híbridos no Brasil, BMW prepara facelift para o Série 3 e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Fiat 500 elétrico será lançado no Brasil em 3 de agosto

Meses depois da confirmação, a Fiat anunciou agora a data de lançamento para o Fiat 500 elétrico no Brasil: terça-feira, 3 de agosto.

A versão registrada no Brasil foi a Icon, que representa o topo da gama do 500e, equipada com um motor elétrico de 118 cv (87 kW) e 22,4 kgfm de torque na dianteira. A Fiat diz que o 500e Icon é capaz de ir de zero a 100 km/h em 9 segundos, com máxima de 150 km/h.

O motor é alimentado por uma bateria de 42 kWh. Com uma carga completa, o Fiat 500e Icon é capaz de percorrer 320 km com uma carga (no ciclo europeu). O tempo de recarga, claro, varia de acordo com o método de carregamento utilizado – em um carregador trifásico, são 4 horas e 15 minutos. Em uma estação de recarga rápida de corrente contínua, o 500e recupera 80% da carga em 35 minutos.

O visual do Fiat 500e não se afasta muito da geração anterior – quem não manja tanto de carros pode até confundir os dois. A ideia da Fiat é justamente dar uma cara “normal” aos carros elétricos, o que é interessante considerando que trata-se do primeiro elétrico da fabricante no Brasil (vale lembrar que a geração anterior já tinha uma versão elétrica que não foi comercializada aqui).

Apesar de ser a nova geração do Fiat 500, vale lembrar que o 500e não terá a mesma proposta que o original. Se o modelo anterior acabou se tornando uma pechincha para quem buscava um carro estiloso e bem equipado por um preço acessível, o 500e deve ser um produto premium, com preço na faixa entre R$ 200.000 e R$ 250.000.

 

Nissan confirma novos modelos híbridos no Brasil

A Nissan confirmou no início da semana a chegada de dois novos modelos híbridos ao Brasil. Um deles, ao que tudo indica, será o novo Kicks com tecnologia e-Power – um sistema de propulsão no qual o motor a combustão interna é usado para gerar energia para as baterias, que por sua vez alimentam o motor elétrico. O motor a combustão é um três-cilindros de 1,2 litro e 82 cv, enquanto o motor elétrico desenvolve 129 cv. Vale lembrar que, como é o motor elétrico que realiza a propulsão do Kicks e-Power, o modelo conta com a mesma tecnologia e-Pedal presente no Leaf, permitindo que se controle a velocidade do véiculo usando apenas o acelerador, sem tocar no pedal do freio.

Já se fala do Kicks e-Power no Brasil desde 2020, com chegada prevista para meados de 2021. Por conta dos atrasos relacionados às consequências da Pandemia, porém, o lançamento deve ficar para o fim do ano ou o início de 2022.

A identidade do segundo modelo ainda é uma incóginita. Uma forte possibilidade é que seja o novo Nissan Versa, que também possui o conjunto híbrido e-Power lá fora. Mas também fala-se no X-Trail Hybrid, que foi revelado globalmente em abril de 2021 e pode até ter tração nas quatro rodas, com um motor elétrico nas rodas traseiras (algo que já ocorre no Nissan Note vendido no Japão).

Além de confirmar os dois novos híbridos no País, a Nissan também anunciou que vai aumentar o número de concessionárias da marca credenciadas para vender o elétrico Leaf. No momento, o hatchback é vendido em sete lojas da Nissan no Brasil, mas o plano é que o número chegue a 44 unidades – espalhadas por 15 Estados brasileiros, mais o Distrito Federal.

 

BMW Série 3 receberá facelift em breve – e vai ficar assim

A BMW prepara o facelift de meia-vida do atual Série 3 – e já foi vazada uma foto do carro renovado. A imagem, publicada no Instagram pelo usuário @wilcoblok, mostra que o novo visual será mais limpo, com faróis de contorno mais simples e uma única entrada de ar no para-choque, emoldurada por uma borda preta. As luzes diurnas embutidas nos faróis agora ficam na parte superior, e não na base.

Também dá para ver que o carro, fotografado no que parece ser uma oficina, está com acessórios da linha M Performance – note os retrovisores com capa de fibra de carbono e as saias laterais, além das faixas na base das portas. Com a tampa traseira convenientemente aberta, também podemos espiar o spoiler do tipo lip, feito de fibra de carbono.

O facelift do Série 3 é aguardado para algum momento de 2022, e não deve trazer modificações mecânicas. A grande pergunta: será que o Série 4 também vai entrar na jogada e receber uma nova grade? Saberemos daqui a alguns meses, com certeza.

 

Este é o novo Audi R8 LMS GT3

A Audi apresentou nesta semana a linha 2022 do Audi R8 LMS GT3, seu carro de corrida de fábrica para provas da categoria GT3 que foi revelado em 2018.

A nova versão se chama Evo II, e traz uma mudança importante: a maior parte do downforce agora é gerada pela asa traseira – na versão anterior, o assoalho era desenhado de forma a reduzir a pressão aerodinâmica sob o veículo em movimento, valendo-se do efeito solo para produzir downforce.

O carro também recebeu um novo sistema de suspensão com amortecedores ajustáveis em quatro níveis, bem como novas configirações para o controle de tração. Já o motor ganhou um novo coletor de admissão, com o qual o V10 de 5,2 litros passa a entregar até 593 cv – número que pode ser limitado posteriormente a depender da categoria no qual o R8 LMS competir.

A Audi diz que os upgrades são aplicáveis a qualquer Audi R8 LMS, o que significa que as equipes não precisarão trocar de carro para usufruir das novidades.

 

Bugatti restaura primeiro Veyron Grand Sport produzido

Embora tenha acabado de firmar um acordo com a Rimac, fabricante croata de elétricos, a Bugatti não deixou de dar atenção a seu passado – afinal, já faz 15 anos que o Veyron trouxe a marca de volta com um hipercarro de 16 cilindros, quatro turbos e mais de 1.000 cv.

A versão aberta Grand Sport, que mesmo sem teto ainda era capaz de passar dos 360 km/h, teve seu primeiro protótipo – o chamado “2.1” pela própria Bugatti – fabricado em 2008. Agora, o carro estreou o programa La Maison Pur Sang, encabeçado pela divisão de restaurações da Bugatti, com uma restauração completa.

O processo levou quatro meses, incluindo o desmonte completo do Veyron Grand Sport 2.1 – que foi todo pintado novamente e teve o interior de couro Cognac restaurado à perfeição.

O futuro do carro ainda é incerto, mas tudo indica que ele será leiloado em breve. O único problema que o comprador terá será o registro do carro, caso decida rodar em vias públicas com ele. Sendo um protótipo de pré-produção, ele nunca foi homologado e, por isso, tecnicamente não pode circular nas ruas.

 

Projeto Motor abre canal de esportes no YouTube

Os colegas do Projeto Motor, especializados em automobilismo que até já tiveram parceria oficial com o FlatOut, inauguraram ontem (20) seu novo canal no Youtube: o Projeto Esporte.

O Projeto Esporte seguirá a mesma linha editorial adotada pelo Projeto Motor desde sua fundação, em 2015, na missão de contar grandes histórias, falar sobre a trajetória de personagens interessantes e explicar acontecimentos atuais de forma mais profunda, contextualizada e técnica. Só que agora, abordando os mais diversos esportes, sejam olímpicos ou não.

“É um momento muito especial para nós, pois depois de alcançarmos marcas importantes de audiência no site e no canal no YouTube, entendemos que era hora de iniciar um novo ciclo para o Projeto Motor. Isso começou com a remodelação da nossa identidade visual, e agora com o lançamento do canal Projeto Esporte. Adoramos automobilismo, adoramos esporte, e gostamos mais ainda de contar boas histórias e fazer jornalismo”, comemora Lucas Santochi, sócio e membro do Comitê Editorial da Projeto Motor Jornalismo.

“A criação do Projeto Esporte é um marco para nossa trajetória no mundo digital. As mais diferentes modalidades esportivas possuem infinitas histórias riquíssimas, sendo que muitas delas transcendem o mundo das competições e se tornaram importantes para a sociedade de uma forma geral. Então, queremos contar estas histórias de maneira acessível, didática e descomplicada, com o mesmo cuidado e capricho que já fazemos com o Projeto Motor”, acrescenta Bruno Ferreira, sócio e membro do Comitê Editorial da Projeto Motor Jornalismo.

 

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora